Saúde

Clique aqui para ver todos os posts com o tema de saúde, com opções naturais e ações interessantes para melhorar o seu dia-a-dia.

Receitas

Receitas de água na boca para todos os gostos: de vários lugares, doces e salgadas.

Notícias

Mantenham-se atualizados com as últimas notícias que estão rolando por Floripa e pelo mundo.

Curiosidades

Dicas e truques para fazer a vida um pouquinho mais fácil, e informações divertidas sobre todos os tipos de assunto.

Depoimentos

Opiniões e informações de todos os cantos da internet.

Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


quinta-feira, 30 de abril de 2015

Esta receita, que leva sementes de erva-doce, é uma delícia para o almoço. Aprenda a preparar este empadão de frango !


Empadão de frango

Calorias: 512 por porção
Categoria: Torta salgada e quiche
Dificuldade: Médio
Rendimento: 12 porções
Tempo de Preparo: Demorado (acima de 45 minutos)
Tipo: Prato principal
Ingredientes

. 3 xícaras de farinha de trigo
. 100 g de manteiga
. 10g de gordura vegetal
. 1/2 xícara de leite
. 1 colher (chá) de fermento em pó
. 1 1/2 colher (chá) de sal

Para o recheio
. 1/4 de xícara de azeite
. 1 cebola média picada
. 2 dentes de alho picados
. 8 sobrecoxas de frango, sem pele e desossadas (1,5 kg), cortadas em cubos
. Sal e pimenta-do-reino a gosto
. 1 3/4 xícara de água
. 4 tomates médios, sem sementes, picados
. 1/2 xícara de salsinha picada
. 1/2 colher (sopa) de semente de erva-doce
. 5 ramos de cebolinha verde picada
. 1/4 de xícara de farinha de trigo
. 1 gema ligeiramente batida para pincelar

Modo de preparo

Em uma tigela, misture a farinha com a manteiga e a gordura vegetal até formar uma farofa. Faça uma depressão no centro, junte o leite, o fermento e o sal, misture e amasse rapidamente até obter uma massa lisa. Embrulhe-a com filme plástico e leve para gelar.

Prepare o recheio
Em uma panela, leve ao fogo médio o azeite e refogue a cebola e o alho por cinco minutos. Junte o frango e tempere com sal e pimenta. Cozinhe, acrescentando 1 1/2 xícara da água aos poucos, por 35 minutos ou até a carne ficar macia e evaporar quase todo o caldo.

Adicione o tomate, a salsinha, a erva-doce e a cebolinha e cozinhe, com a panela tampada, por cinco minutos. Junte a farinha dissolvida na água restante e cozinhe até engrossar. Transfira para uma assadeira e deixe esfriar.

Com 2/3 da massa, forre o fundo e a lateral de uma fôrma de abrir de 23 cm de diâmetro e recheie. Abra a massa restante, disponha sobre o recheio e feche as bordas. Corte as sobras de massa e utilize-as para decorar a torta.

Pincele com a gema e leve ao forno quente (200 oC), preaquecido, por 30 minutos ou até dourar. Deixe amornar sobre uma grade, desenforme e sirva.
http://mdemulher.abril.com.br/

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Receita de conserva de gengibre - para artrite, colesterol e reduzir medidas



O gengibre é fonte das vitaminas C, B3 e B6, além dos minerais cálcio, ferro, selênio e zinco.

Ele é muito bom no tratamento de diversos distúrbios de saúde, como náuseas, dores de cabeça, gripes, resfriados, diarreias, dores de estômago e de doenças reumáticas, especialmente osteoartrose e artrite reumatoide.

Além disso, tem ação bactericida, anti-inflamatória e termogênica.

A atividade termogênica do gengibre (ou seja, ele acelera o metabolismo) faz com que essa raiz seja uma importante aliada de quem busca um emagrecimento saudável.

Ele sacia a fome e queima gordura localizada.

E, por isso, é perfeito para a desintoxicação do organismo.

O gengibre ainda apresenta propriedades terapêuticas sobre o sistema digestivo, pois estimula a liberação de enzimas que promovem o esvaziamento do estômago.



E pesquisas já comprovaram o potencial dessa raiz para baixar o nível do colesterol.

Todas essas virtudes do gengibre podem ser aproveitadas de uma forma bem saborosa: consumindo a conserva de gngibre.

Esta receita é muito fácil de fazer.

Anote:

CONSERVA DE GENGIBRE

Ingredientes

1/2 kg de gengibre sem casca

1 xícara de vinagre de arroz (se não tiver, pode substituir pelo de maçã)

3 colheres (sopa) de sal

1/2 xícara de açúcar mascavo

Modo de preparo

Corte o gengibre em fatias bem finas.

Ponha as fatias numa panela com água e cozinhe até que levante fervura.

Escorra a água e deixe esfriar.

Em outra panela coloque o vinagre, sal e açúcar e leve ao fogo até ferver.

Desligue e espere esfriar.

Quando tudo estiver frio, misture o gengibre com o líquido formado pelo vinagre, sal e açúcar.

Uma dica importante: o gengibre deve ficar totalmente imerso no vinagre.

Tampe e deixe curtir em temperatura ambiente por dois dias.

Depois, deve ser conservado em geladeira.

Validade: cerca de 6 meses.

Se a conserva for preparada com gengibre fresco, ficará mais saborosa.


Use-a em saladas, no arroz, como aperitivo ou como a imaginação mandar.
http://www.curapelanatureza.com.br/

terça-feira, 28 de abril de 2015

Quiche light de ricota e peito de peru« Sem Glúten •

SONY DSC
Massa:
  • 150g de ricota fresca
  • 2 colheres (sopa) de quinoa em flocos
  • 1 gema
  • sal e noz moscada a gosto
Recheio:
  • 3 ovos
  • 1 clara
  • 100g de peito de peru em cubinhos
  • 50g de ricota em cubinhos
  • 1/2 cebola roxa picada
  • 1 colher (sopa) de requeijão liht
  • 1 colher (sopa) de leite desnatado
  • 3 colheres (sopa) de salsinha picada
  • sal, noz moscada e pimenta do reino a gosto
MODO DE PREPARO:
1- Em uma tigela amasse a ricota com um garfo, adicione a quinoa, a gema (batida com o sal) e a noz moscada, misture muito bem.
2- Em uma forma antiaderente de aro removível (23cm) forre o fundo da forma, apertando suavemente para compactar e deixar sua superfície lisinha.
3- Leve ao forno pré-aquecido a 180° por aproximadamente 12 minutos.
4- Para o recheio: Separe as claras da gema, e as claras bata em neve e reserve.
5- Em outra tigela, bata as gemas com o sal, a pimenta e a noz moscada. Adicione a ricota em cubinhos, o peito de peru em cubinhos, a cebola picada, o requeijão, o leite e misture muito bem.
6- Incorpore delicada as claras em neve.
7- Retire a massa do forno e distribua o recheio de maneira uniforme.
8- Retorne ao forno a 200° até dourar levemente, por aproximadamente 25 a 30 minutos. Sirva a seguir.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

MASSA DE WRAP


MASSA DE WRAP EDIÇÃO 136

Ingredientes
14 unidades
500 g de farinha de trigo;
1 xícara (chá) de água morna
4 colheres (sopa) de manteiga;
4 colheres (chá) de açúcar;
4 colheres (chá) de sal
1 tablete de fermento biológico (15 g)
1 clara de ovo
Modo de preparo

1 Desmanche o fermento em água morna.
2 Peneire a farinha e misture com os demais ingredientes e a água morna.
3 Bata tudo na batedeira, em velocidade média, até a massa ficar homogênea.
4 Divida a massa em 14 partes do mesmo tamanho, forme bolinhas e embrulhe-as com filme plástico, individualmente; deixe descansar por 30 minutos.
5 Coloque a massa em uma superfície enfarinhada e abra cada bolinha com um rolo de macarrão, até formar um disco com 2 mm de espessura e 30 cm de diâmetro.
6 Unte 4 assadeiras, distribua as massas de wrap e leve-as ao forno por 20 minutos; a massa deverá ficar um pouco firme e não precisa dourar.
7 Retire as massas do forno, separe-as, uma a uma, e embale em sacos plásticos, para que se mantenham úmidas e não colem umas nas outras.
Dicas de chef:
1. Depois de pronta (assada), a massa de wrap pode ser conservada na geladeira por até 3 dias.
2. Se preferir, asse o wrap em uma frigideira em vez de usar o forno.
Receita de Dani Padalino

LASANHA DE CAMARÕES E ALHO-PORÓ AO MOLHO PESTO


lasanha de camarões e alho-poró ao molho pesto edição 118

Ingredientes
8 porções
Massa
500 g de farinha de grão duro;
50 g de gema
3 g de sal;
5 ml de azeite extravirgem
2 ovos inteiros
Recheio
300 g de camarões limpos, sem as cascas
200 g alho-poró bem picado
30 g de cebola roxa picada
400 ml de molho bechamel
2 dentes de alho bem picados
Azeite para saltear;
sal e pimenta a gosto
Pesto genovese
50 g de queijo parmesão italiano ralado
50 g de queijo pecorino ralado
50 g de pinoli;
20 g de alho picado
80 ml de azeite extravirgem italiano
1 maço de manjericão fresco, de folhas graúdas
Sal e pimenta a gosto
Montagem
100 g de queijo parmesão ralado finamente
Modo de preparo
Massa
1 No liquidificador, bata os ovos com a gema, o azeite e sal.
2 Retire a mistura do liquidificador e junte a farinha manualmente, até formar uma massa homogênea.
3 Deixe descansar por 30 minutos, dentro de um saco plástico.
4 Abra a massa e corte-a no tamanho da forma que será usada.
Recheio
1 Em uma frigideira com azeite, salteie os camarões com a cebola, o alho e o alho-poró.
2 Misture com o bechamel até obter um recheio bem cremoso.
Pesto
1 Higienize as folhas de manjericão, escorra e seque-as bem.
2 No liquidificador, bata o azeite com o alho, os pinoli e as folhas de manjericão.
3 No final, junte os queijos e bata rapidamente, somente para incorporar.
4 Acerte o sal e a pimenta; o pesto deve ficar homogêneo e cremoso e deve ser utilizado frio, nunca aquecido.
Montagem
1 Unte o fundo de uma travessa refratária.
2 Coloque o primeiro pedaço de massa (de preferência do mesmo tamanho da travessa).
3 Forme 4 camadas, intercalando a massa com o recheio e terminando com o recheio.
4 Polvilhe o parmesão ralado e leve ao forno a 180 °C durante 30 minutos ou até a superfície da lasanha dourar.
5 Retire do forno, corte em pedaços e finalize com o molho pesto.
Receita de Danio Braga

domingo, 26 de abril de 2015

GHEE ! conhecido também como manteiga clarificada ! leia sua historia e aprenda a fazer!


Ghee

História / Cultura

O ghee - conhecido também como manteiga clarificada - é figura de destaque na medicina e na culinária indianas. Na cozinha, ele é usado principalmente para fritar, no lugar do azeite ou do óleo vegetal. O líquido amarelo é o produto de um processo de cozimento lento, onde toda umidade é evaporada e os resíduos sólidos se separam, formando uma espuma sob o líquido. Sua vantagem é a de suportar altas temperaturas, podendo ser aquecido até 190ºC, sem saturar ou queimar. O ghee tem aroma agradável e ligeiramente amendoado, possui textura aveludada e sabor delicado.

Tempo de Preparo
Longo - variável, conforme a quantidade
Dificuldade de preparo
Médio
Custo aproximado
Médio
Ingredientes

 de 500 g a 5 kg de manteiga s/ sal
1 panela larga. de fundo grosso
1 espumadeira
1 filtro de papel ou tecido de algodão ( limpo e seco )
1 coador médio ou peneira fina
Potes de vidro c/ tampa, tipo conserva ( limpos e secos )

Modo de preparo

Informações gerais:
Existem 2 métodos seguros para se preparar o ghee em casa, no fogão ou no forno. O tempo de cozimento varia de acordo com a quantidade. No método do fogão, a temperatura deve ser regulada girando o botão como se fosse desligar, pois o fogo baixo da maioria dos fogões, ainda é alto para o preparo do ghee. No método do forno, ele deverá estar aquecido na temperatura baixa,  à 150ºC.
Segue uma tabela (aproximada) de tempo de cozimento, já que a temperatura ideal varia de um fogão para outro. Por isso, tenha em mente uma margem de 15 minutos a mais ou a menos do tempo previsto.

QUANTIDADE     |      TEMPO NO FOGO BAIXO     |         TEMPO NO FORNO 150ºC    

500g                              1 hora e 15 minutos                        1 hora e 45 minutos

1 kg                               1 hora e 45 minutos                        2 horas e 15 minutos

1,5 kg                            2 horas e 15 minutos                      3 horas

2kg                                2 horas e 45 minutos                      3 horas e 45 minutos

3kg                                3 horas e 30 minutos                      4 horas e 30 minutos

5kg                                5 horas e 45 minutos                      7 horas e 15 minutos

Modo de preparo - no fogão:
Se a manteiga estiver gelada, parta em pedaços para que derreta de maneira uniforme. Coloque-a numa panela sem tampa e leve ao fogo alto mexendo lentamente, até que derreta e levante fervura. Abaixe o fogo como se fosse desligá-lo, para que a chama fique bem baixa, porém sem se apagar. Deixe cozinhando em fogo lento pelo período da tabela acima (de acordo com a quantidade de manteiga que deseja utilizar), sem mexer, para que evapore toda a água e os resíduos subam para a superfície na forma de uma espuma consistente. Vez ou outra durante este processo a espuma deve ser retirada delicadamente com ajuda da espumadeira. Esta espuma deve ser desprezada, uma vez que nela se concentram todas as toxinas da manteiga, prejudiciais à saúde. Quando o liquido parar de espumar e ficar completamente transparente, de forma que se consiga ver nitidamente o fundo da panela e com coloração amarelo ouro, o ghee estará pronto. Desligue o fogo,  deixe esfriar por 15 minutos e coe num coador de café com filtro ou numa peneira fina coberta com o tecido de algodão. Transfira ainda quente para os potes de vidro e deixe esfriar totalmente, adquirindo uma consistência cristalizada. Tampe bem, antes de armazenar em local fresco. O período de validade varia de acordo com o tipo do armazenamento: o ghee se mantém por até 3 meses sem refrigeração, até 6 meses sob refrigeração e por mais de 1 ano quando congelado.

Modo de preparo - no forno:
O modo de preparo no forno é praticamente o mesmo, talvez um pouco mais lento, porém, mais seguro. Se a manteiga estiver gelada, parta em pedaços para que derreta de maneira uniforme. Coloque numa panela de metal sem tampa que possa ir ao forno. Leve ao fogo alto no fogão mexendo lentamente até que derreta e levante fervura. Retire do fogo e leve ao forno pré-aquecido em temperatura baixa a 150ºC. Deixe cozinhando em forno lento pelo período da tabela acima (de acordo com a quantidade de manteiga que deseja utilizar), sem mexer, para que evapore toda a água e os resíduos subam para a superfície na forma de uma espuma consistente. Passado o período previsto, retire do forno. A espuma deve ser retirada delicadamente com ajuda da espumadeira. Esta espuma deve ser desprezada, uma vez que nela se concentram todas as toxinas da manteiga, prejudiciais à saúde. Quando o liquido parar de espumar, ficar completamente transparente, que se consiga ver nitidamente o fundo da panela e com coloração amarelo ouro, o ghee estará pronto. Caso nescessário, volte ao forno por mais alguns minutos. Retire do forno,  deixe esfriar por 15 minutos e coe num coador de café com filtro ou numa peneira fina coberta com o tecido de algodão. Transfira ainda quente para os potes de vidro e deixe esfriar totalmente, adquirindo uma consistência cristalizada. Tampe bem, antes de armazenar em local fresco. O período de validade varia de acordo com o tipo de armazenamento: o ghee se mantém por até 3 meses sem refrigeração, até 6 meses sob refrigeração e por mais de 1 ano quando congelado.

Dica
Quando dourar temperos no ghee, tenha-os à mão, pois,uma vez aquecido ele atinge rapidamente temperaturas bem altas.
Evite deixar cair água no ghee quente, pois esta combinação pode respingar gordura quente de forma perigosa.
A temperatura do ghee para frituras deve ser médio-baixo e estará no ponto quando dourar o alimento em 1 minuto.  Não coloque muitas porções de uma só vez, pois isto fará com que ele se esfrie e o resultado não sairá satisfatório.
O ghee pode ser utilizado para frituras várias vezes, sem saturar. Basta filtra-lo após o uso.
Depois de pronto, o ghee pode ser temperado, misturado a ervas, aromatizado à gosto ou simplismente puro. É delicioso para passar no pão, adicionar a pratos frios, para o preparo de massas, refogados e frituras.

Bolo de chocolate cremoso: receita da Rita Lobo



Tempo de preparo: 15 minutos + 20 minutos para assar + 1 hora na geladeira
Rendimento: 1 bolo

Ingredientes:
200g de chocolate amargo
200g de manteiga
1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
5 ovos
1/3 de xícara (chá) de amido de milho



Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte com manteiga uma assadeira redonda de 24cm de diâmetro com fundo removível. Corte um quadrado de papel manteiga grande o suficiente para cobrir o fundo e sobrar. Feche o aro e dobre a sobra de papel para baixo – este método evita que massas líquidas escorram pelo encaixe. Corte também uma tira de 80cm x 12cm e forre a parede da forma. Espalhe uma camada fina de manteiga sobre o papel.

Numa tábua, pique o chocolate e corte a manteiga em cubos. Transfira para uma tigela refratária grande. Derreta a manteiga com o chocolate em banho-maria: leve uma panela pequena com um pouco de água ao fogo médio; quando ferver, desligue e encaixe a tigela com o chocolate e a manteiga (a água não deve encostar no fundo da tigela pois o vapor é suficiente para derreter os ingredientes).



Retire a tigela do banho-maria. Acrescente o açúcar e misture delicadamente com uma espátula. Quebre um ovo de cada vez numa tigelinha e transfira para outro recipiente – se um deles estiver estragado você não perde toda a receita. Com um garfo misture as gemas com as claras, sem bater.

Em seguida, junte os ovos à massa de chocolate. Misture delicadamente com a espátula, com cuidado para não formar bolhas – esse é o segredo para o bolo ficar denso e bem cremoso. Por último, peneire o amido sobre a massa e misture até ela ficar lisa.

Transfira para a forma preparada e leve ao forno preaquecido. Deixe assar por 20 minutos – o interior deve ficar úmido e sai do forno com cara de que ainda não está todo assado. Deixe esfriar por 20 minutos, cubra com filme e leve à geladeira por uma hora para firmar antes de servir.

sábado, 25 de abril de 2015

Carpaccio de Abobrinha !



Ingredientes:

1 abobrinha Italiana em lâminas extra finas

1/2 cebola bem picadinha

Cebolinhas finas picadas a gosto
50 ml de vinho branco seco

100 ml de azeite de ervas ou azeite normal

Raspas de limão siciliano a gosto

sal a gosto

20 g de queijo parmesão ralado grosso

10 g de mostarda Dijon

Modo de preparo:

Monte as lâminas de abobrinha numa travessa e salpique cebola. Em um outro recipiente, misture o vinho branco, o azeite, a mostarda, a cebolinha e as raspas de limão. Misture bem, até obter um molho espesso. Regue as lâminas de abobrinha com o molho e, para finalizar, polvilhe o queijo parmesão.

Brownie sem glúten de amêndoas com caramelo de amendoim e avelãs Aprenda a fazer a sobremesa vegana que também não tem lactose


Brownie sem glten de amndoas com caramelo de amendoim e avels (Foto: Divulgao)

Rendimento: 8 brownies
Nível de dificuldade: médio

Ingredientes:
2 xícaras de farinha de amêndoa
1/2 xícara de cacau 100%
2 xícaras de amendoim cru, sem casca e sem sal
1 xícaras de avelã cru, sem casca e sem sal
2 xícaras de agave
3/4 de xícara de óleo de coco
1 fava de baunilha
2 colheres (sopa) de canela

Modo de preparo:
Em um processador, processe o amendoim e a avelã até que virem pasta. Adicione o óleo de coco, a fava de baunilha e a canela e processe.

Misture bem a farinha de amêndoa e o cacau peneirados e, em seguida, adicione duas xícaras da pasta. Guarde o restante da pasta para usar como calda. Adicione mais agave se necessário para que fique mais líquida ou doce.

Em um tabuleiro médio com papel manteiga, espalhe a massa. Asse por 20 minutos no forno a 200ºC. Corte e desenforme depois de frio.
gnt receitas

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Lulas, beterrabas e espuma de queijo de cabra: receita de Arika Messa no 'The Taste'


Lulas, beterrabas e espuma de queijo de cabra: receita de Arika Messa no 'The Taste' (Foto: Divulgao GNT/Adalberto de Melo Pygmeu)

Ingredientes:
500g de lulas pequenas com tentáculos
1kg de gelo
4l de água filtrada
90g de sal grosso
6 mini beterrabas
¼ de cebola roxa pequena picada finamente
½ tomate italiano picado finamente sem pele e sem semente
Brotos de salsa
Brotos de beterraba
Pó de beterraba
50ml de vinagre de maçã
200ml de azeite de oliva
250g de queijo de cabra cremoso
125ml de iogurte de leite de cabra
125ml de creme de leite fresco gelado
1 limão siciliano
50g de arroz
Flor de Sal
Pimenta-do-Reino

Utensílios:
Silpat (folha de silicone)
Assadeira
Sifão para chantilly (500ml)
2 unidades de gás do sifão
1 vidro de 1 litro com tampa hermética (tipo balde)
Papel alumínio
Bowl

Modo de preparo:
Para a lula: corte a lula de formas variadas. No filé, faça cortes diamantes pequenos. Coloque as lulas no vidro, com 30g de sal, 1l de água e 300g de gelo. Tampe e agite o vidro por cinco minutos ou até ter bastante espuma. Escorra e repita o movimento mais duas vezes. Por último, bata as lulas com a água e o gelo restantes, por 10 minutos. Reserve em um bowl com água e gelo até servir.

Asse quatro beterrabas em papilotes de alumínio no forno pré-aquecido a 180ºc por 20 minutos, temperadas com azeite, tomilho sal e pimenta. Com o restante, faça o vinagrete. Corte a beterraba em cubinhos pequenos, adicione a cebola, o tomate, o vinagre de maçã e o azeite de oliva. Tempere com sal, pimenta e salsinha. Reserve para servir.

Para espuma: bata o queijo de cabra, o azeite de oliva (45ml), o iogurte e os temperos no liquidificador e passar pela peneira fina. Adicionar o creme de leite super gelado de forma que a massa tome uma consistência compacta. Coloque no sifão, encaixe duas cápsulas e agite vigorosamente. Coloque na geladeira por no mínimo 30 minutos.

Cozinhe as aparas de beterraba junto com o arroz até obter textura de papa. Liquidifique. Espalhe a textura finamente em um silpat e asse em forno a 150ºC por cinco minutos. Monte o prato e sirva.
gnt

TORTA CREMOSA DE CHOCOLATE


Torta cremosa de chocolate (Foto: Iara Venanzi )

Rendimento 8 a 10 porções
Tempo de preparo 40 min

Ingredientes
9 ovos;
300 g de manteiga + 1 colher (sopa) para untar;
300 g de açúcar;
300 g de chocolate em pó.

Modo de fazer
1 Bata a manteiga com o açúcar com o gancho da batedeira, até ficar fofa e aerada e atingir o ponto de pomada.
2 Acrescente os ovos e o chocolate e continue batendo até esbranquiçar.
3 Coloque ¼ da massa para assar numa fôrma untada com manteiga, a 180 °C, por aproximadamente 20 minutos.
4 Depois que esfriar, adicione o restante da massa e leve à geladeira até firmar.
http://revistacasaejardim.globo.com/

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Bolo de melancia e granola! Na hora de “emagrecer” a sobremesa, não pode faltar imaginação


Bolo de melancia

Ingredientes
1 melancia inteira sem casca
4 claras
1 gelatina incolor sem sabor
4 sachês de adoçante
1 pote de cream cheese light
10 morangos
2 tangerinas morgot
25 uvas sem semente
2 xícaras de granola light sem glúten

Modo de preparo
Coloque a melancia sem a casca em um prato.
Leve-a para resfriar: primeiro no freezer, por 15 minutos e, depois, na geladeira, por 30 minutos.
Depois deste tempo, seque a melancia com papel toalha.
Reserve.

Creme branco

Bata as claras em neve.
Dissolva a gelatina em 1/2 copo de água quente.
Ainda quente, junte a gelatina com as claras na batedeira.
Em seguida, misture o cream cheese e o adoçante.
Reserve.

Montagem

Cubra a melancia com uma camada do creme.
Coloque na geladeira para firmar.
Em seguida, passe outra camada de creme.
Salpique a granola e decore com as frutas.

Sirva em seguida.


http://luciliadiniz.com/

RISOTO DE CARNE SECA COM MANGA


Risoto de carne seca com manga (Foto: Lufe Gomes/Editora Globo)

2 xícaras de arroz arbório;
3 dentes de alho picados;
1/2 cebola picada;
2 xícaras de vinho branco seco (400 ml);
250 a 300 ml de água (em torno de 16 conchas);
400 g de carne-seca, dessalgada na água por uma noite ou 24h, dependendo do grau de sal
da carne;
1 ou 2 mangas Palmer cortadas em cubos pequenos;
200 g de queijo parmesão ralado;
azeite a gosto para fritar.

Modo de fazer
Carne-seca
1 Ferva a carne dessalgada em panela de pressão por 10 minutos. Espere esfriar e, em seguida, desfie a carne na mão.
2 Em uma frigideira, refogue em fogo médio a carne em um fio de azeite, até ficar seca e soltinha.

Risoto
1 Coloque a água para ferver. Em outra panela, refogue em fogo médio a cebola com um pouco de azeite. Quando começar a dourar, acrescente o alho e logo em seguida o arroz. Frite por aproximadamente 2 minutos.
2 Adicione todo o vinho, mexendo sempre. Quando o vinho começar a evaporar, acrescente aos poucos a água fervente, mexendo até chegar ao ponto desejado, com o arroz cremoso (aproximadamente 20 minutos). Desligue o fogo.
3 Acrescente à panela a carne, o queijo e, por último, a manga cortada. Mexa bastante e sirva em seguida.

Receita de Felipe Rodrigues

quarta-feira, 22 de abril de 2015

CAMARÃO EM CROSTA DE TAPIOCA AO MOLHO DE MARACUJÁ COM ARROZ CREMOSO DE QUEIJO COALHO


Camarão em crosta de tapioca ao molho de maracujá com arroz cremoso de queijo coalho (Foto: Divulgação)

Ingredientes
Camarão
16 camarões VG já descascados e com os rabos;
100 g de farinha de trigo;
2 ovos inteiros;
50 ml de água;
200 g de flocos de tapioca;
1 limão;
óleo para fritura;
sal.

Risoto
200 g de arroz arbóreo;
100 g de queijo coalho em pequenos cubos;
100 g de queijo coalho processado em ponto de pasta;
1 cálice de vinho branco;
1 caldo de legumes diluído em 1 l de água;
1 galho de coentro;
½ cebola bem picada;
50 g de manteiga.

Molho de maracujá
2 polpas de maracujá;
100 ml de suco de maracujá;
100 g de açúcar;
100 ml de leite de coco;
1 galho de coentro.

Modo de fazer
Risoto
1 Junte numa panela a cebola picada com metade da manteiga. Misture. Adicione o arroz e mexa por 1 minuto. Acrescente o vinho branco e continue mexendo.
2 Em seguida, adicione o caldo de legumes. Mexa sempre até chegar ao ponto de cozimento. Coloque o queijo coalho em pasta e os cubos. Por fim, adicione o restante da manteiga.

Camarão
1 Tempere os camarões com limão e sal e passe-os na farinha de trigo.
2 Retire o excesso da farinha para empaná-los com os flocos de tapioca.

Molho de maracujá
1 Junte o açúcar, o suco e as polpas de maracujá e ferva até o caldo ficar transparente.
2 Adicione o leite de coco e o coentro e deixe ferver por mais 3 minutos.

Montagem
1 Coloque o risoto no centro do prato e regue as laterais com o molho de maracujá.
2 Apoie os 4 camarões sobre o risoto e sirva.

Receita do restaurante Mauá

terça-feira, 21 de abril de 2015

Espuma de uva deliciosa


1 medida de whey sabor baunilha
. 1 pacote de gelatina diet de uva
. 1 1/2 copo de água quente (300 ml)
. 1 copo de suco de uva integral (100 ml)
Prepare a gelatina com a água, de acordo com o que está escrito na embalagem do produto e deixe esfriar para consumir. Bata no liquidificador por dois minutos a gelatina, o whey e o suco de uva até obter um creme homogêneo e espumante.
Depois leve à geladeira por 2 horas para ficar bem firminho e delicioso. Sirva frio em seguida como sobremesa deliciosa. Essa sobremesa pode ser servida em festas e depois de jantares, pois é uma excelente opção para isso. A sobremesa é a cara do verão e deve ser servida gelada, porém jamais congelada.

Bacalhau no azeite com cuscuz marroquino e legumes receita Claude Troisgros



Tempo de preparo: 35 minutos
Rendimento: serve 4 pessoas
Nível de dificuldade: fácil

Como preparar os legumes coloridos:
Ingredientes:
1 nabo
1 cenoura
1 beterraba

Modo de preparo:
Corte os legumes em tirinhas bem fininhas com máquina ou na faca. Coloque na água com gelo durante 20 minutos no mínimo. Retire e seque bem com um pano.

Como preparar o cuscuz:
Ingredientes:
200g de cuscuz marroquino
2 colheres de manteiga
2 colheres de cebola roxa picada
1 colher de gengibre ralado
2 colheres de cebolinha picada
1 fatia de pimenta dedo-de-moça
100g de passas brancas e pretas
6 damascos fatiados
6 ameixas fatiadas
Limão-siciliano (suco e zestes)
Hortelã, manjericão, estragão e aneto (a gosto)
Sal e pimenta-do-reino (a gosto)

Modo de preparo:
Cozinhe o cuscuz jogando água fervendo salgada em cima e mexendo com um garfo até ele ficar macio. Sue a cebola, o gengibre, a cebolinha, a pimenta dedo-de-moça, as ameixas e os damascos na manteiga. Junte ao cuscuz e misture bem. Junte as ervas picadas e tempere-o.

Como fazer o bacalhau:
Ingredientes:
4 postas de bacalhau imperial sem espinhas e dessalgado
450ml de azeite extravirgem
Tomilho, louro e alecrim (a gosto)
4 dentes de alho com casca

Modo de preparo:
Esquentar o azeite em uma panela com o alho na casca e as ervas até 80ºC. Coloque o bacalhau em um tabuleiro e cubra com o azeite. Cubra com papel alumínio e deixe cozinhar 15 minutos no forno a 160ºC.

Para o toque final:
Ingredientes:
Mini rúcula

Modo de preparo:
Disponha o cuscuz no fundo do prato. Coloque o bacalhau em cima e regue com o azeite do cozimento do bacalhau. Disponha os legumes coloridos em cima e decore com mini rúcula.
gnt

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Mini cheesecake com caviar de morango Doce servido em porções individuais tem base de bolacha e recheio de cream cheese



Para o cheesecake:
Ingredientes:
60g de bolacha maria
30g de manteiga sem sal derretida
200g de cream cheese
100g de creme de leite fresco
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de suco de limão
½ colher (chá) de essência de baunilha

Modo de preparo:
Triture a bolacha maria em um processador e adicione a manteiga. Acomode em seis forminhas de 15x8 de acetato e leve à geladeira. Em uma tigela, bata o cream cheese com a nata, açúcar, suco de limão e essência de baunilha. Distribua nas forminhas e gele por, no mínimo, duas horas.

Para o caviar de morango:
Ingredientes:
1 xícara de óleo neutro
2 xícaras de morango
½ de xícara de água
1 e ½ colher de chá de agar agar

Modo de preparo:
Gele uma tigela com o óleo. Leve o morango com a água a uma panelinha tampada e deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 20 minutos. Triture com um mixer e deixe reduzir até completar de xícara em volume. Adicione o agar agar e triture de novo, para que se misture bem.

Cozinhe por cerca de dois minutos e tire do fogo. Deixe esfriar por cerca de cinco minutos e leve a uma bisnaga grande. Pingue gota por gota da mistura no copo com óleo gelado. Coe e lave as pérolas de morango. Se não for usado imediatamente, guarde em uma vasilha com água. Sirva em cima das mini cheesecakes.
gnt receitas

Por que é importante comer uma pera por dia?


Peras-canasta

As peras dispõem de vitaminas A, B, C e E, ácido fólico, fibra, potássio, sais minerais, açúcares, iodo, ferro e cálcio. São um complemento vitamínico perfeito para começar o dia, e frequentemente recomendada  como uma fruta indispensável para o café da manhã.
São antibacterianas. Graças aos seus taninos e ácido cafeico que nos protegem de infecções e doenças.
Combate os radicais livres. Já sabemos que: os radicais livres são elementos  prejudiciais que atacam nossas células provocando o envelhecimento. As peras são ricas em antioxidantes e, sendo assim mais que perfeita para manter a nossa juventude.  Além disso, é fantástico  o seu alto conteúdo de vitamina C, quase 13%, assim como seus valores de vitamina K. Uma fonte ideal para nossa saúde.
Cuida do nosso coração. Regula a circulação sanguínea e evita os derrames cerebrais. A fibra presente nas peras, em  grandes quantidades, ajuda a eliminar sais biliares e a reduzir o chamado colesterol ruim.  E mais, existem vários estudos que dizem que comer uma pera por dia reduz  50% a chance de sofrer um derrame cerebral.
Previne o câncer. Sua alta quantidade de antioxidantes, em Vitamina C, em fibra e seu conteúdo em ácido fólico ideal para a construção celular, as tornam um excelente protetor para vários tipos de câncer. De fato existem várias pesquisas que falam de como as peras podem ajudar a expulsar as substâncias químicas cancerígenas que se acumulam no cólon. Também é um excelente mediador para as mulheres na idade da menopausa, protegendo-as contra o câncer de mama.
Alivia a constipação. Graças ao seu alto teor de fibra e suas propriedades para desintoxicar são um excelente modo de favorecer nosso intestino e de proteger nossa flora evitando estes dias que nos custa mais ir ao banheiro.
Regula as digestões pesadas. Se você costuma sofrer na hora de fazer a sua digestão, e se sente inchado, pesado e com gases, não hesite em tomar, por exemplo, um suco de pera ou comê-la. Seu conteúdo à base de pectina é muito bom para evitar estes efeitos da má digestão.
http://melhorcomsaude.com/

domingo, 19 de abril de 2015

Aprenda a fazer um bolo sem trigo, açúcar nem laticínios



Sempre reúna todos os ingredientes antes de começar a preparar a receita.

Ingredientes
500g de grão-de-bico cozido sem sal (pode-se usar o enlatado, desde que não tenha temperos nem sal)
2 xícaras de chocolate meio amargo em barra sem açúcar ou leite, ou uma quantidade proporcional de chocolate em pó puro
4 ovos
2 xícaras generosas de sopa de stevia líquida, ou 100g de mel ou de xarope de agave
1 colher de chá de fermento em pó
2 punhados de nozes picadas em pedaços grandes
Opcional: canela, cardamomo, gengibre e essência de baunilha
Modo de preparo:
Além de gostoso e saudável, este bolo de chocolate tem a vantagem de ser fácil de preparar. Basta misturar bem todos os ingredientes, confira:

1. Aqueça o forno a 180ºC.

2. Se estiver usando o chocolate em barra, raspe-o ou pique-o em pequenos pedaços e derreta-o em banho-maria. Para isso, pegue uma panela grande e coloque água até a metade, depois coloque outra panela menor dentro dela, e use para derreter o chocolate. Nunca deixe a água entrar em contato com o chocolate.

3. Bata os ovos e junte o grão-de-bico bem cozido. O melhor é usar um processador para obter uma mistura homogênea.

4. Acrescente o adoçante de sua preferência (stevia, mel ou xarope de agave) e o fermento.

5. Finalmente, adicione o chocolate derretido ou o cacau em pó e as nozes.

6. Forre uma forma com papel manteiga e leve o bolo para assar por 40 minutos, mais ou menos. Acompanhe o cozimento, mas sem abrir demais a porta do forno.

Observação: Se quiser, adicione algumas especiarias, como a canela, cardamomo, gengibre, essência de baunilha, raspas de laranja, etc.

Este bolo se parece muito com um brownie, por sua textura densa e úmida. Sirva quente ou frio, acompanhado de um chá ou suco.
http://melhorcomsaude.com/

MANDIOQUINHA 
E VEGETAIS


CAUSA DE MANDIOQUINHA E VEGETAIS EDIÇÃO 136

Ingredientes
4 porções
Mandioquinha
600 g de mandioquinha
50 g de azeite
40 g de pasta de pimenta ají amarillo
1 limão
Sal a gosto
Recheio vermelho
120 g de pimentão vermelho assado e picado finamente
100 g de cebola roxa em cubos pequenos
100 g de tomate em cubos pequenos
5 limões
Sal a gosto
Recheio verde
120 g de abacate maduro em cubos pequenos
50 g de castanha-de-caju torrada e picada
15 g de azeite
5 g de coentro picado
5 limões
Sal a gosto
Modo de preparo
Mandioquinha
1 Descasque, corte e cozinhe a mandioquinha em água com um pouco de sal até ficar cozida, porém firme. 2 Amasse a mandioquinha, passe-a pela peneira e misture o purê com o azeite e o suco de limão. 3 Finalize com a pasta de ají amarillo e leve para gelar.
Recheios vermelho e verde
1 Misture todos os ingredientes do recheio vermelho, corrija os temperos e leve para gelar. 2 Faça o mesmo com os ingredientes do recheio verde.
Montagem
1 Forre formas redondas pequenas com plástico e disponha uma camada do purê, uma camada do recheio vermelho, outra camada de purê e uma camada do recheio verde. 2 Finalize com uma terceira camada de purê, refrigere por meia hora e desenforme nos pratos, antes de servir.
Receita de Vanessa Alves, do Senac

sábado, 18 de abril de 2015

RISOTTO ALLA MILANESE COM RAGÙ DE RABADA


risotto alla milanese com ragú de rabada _ Zucco

Ingredientes
6 porções
Risoto
250 g de arroz Carnaroli;
40 g de parmesão ralado
30 g de cebola picada;
30 g de manteiga
2 g de açafrão;
500 ml de caldo de carne
30 ml de azeite
Ragù
2 kg de rabada magra;
40 g de cenoura picada
40 g de cebola picada;
40 g de alho-poró
40 g de salsão;
2 g de alecrim fresco
2 g de tomilho;
500 ml de vinho tinto
4 folhas de louro
Sal grosso e pimenta-do-reino a gosto

Risoto
1 Em uma panela funda, coloque a metade do azeite com a metade da manteiga.
2 Doure a cebola, junte o arroz sem lavar, mexendo sempre, e acrescente o caldo aos poucos, para que os grãos soltem o amido.
3 Um pouco antes de o arroz ficar al dente, junte o açafrão e misture para dar cor.
4 Quando estiver pronto, incorpore a manteiga e o azeite restantes, e o parmesão ralado.
5 Mexa bem e sirva com o ragù.
Ragù
1 Coloque a rabada em uma assadeira e tempere com sal e pimenta.
2 Junte as ervas e os legumes, acrescente o vinho tinto e um pouco de água.
3 Deixe marinar por 10 horas, cubra com papel-alumínio e asse ao forno médio por 3 horas ou até a carne soltar dos ossos.
4 Desosse, desfie a carne e reserve.
5 Passe o molho por uma peneira, incorpore a carne desfiada e sirva em seguida.
Receitas de Jurandir Meirelles, do restaurante Zucco, São Paulo, SP

7 Coisas que Pessoas Felizes Nunca Fazem


Os americanos adoram fazer listas pra tudo. Minha vida profissional nas revistas femininas foi recheada de “25 cortes de cabelos”, “30 maneiras de se sabotar”, “10 maneiras de usar o mesmo casaco”…  lições vindas da escola americana de jornalismo feminino. Acho que as leitoras gostavam! Outra coisa que os americanos adoram são regras para ser feliz. Sempre impliquei um pouco com essa cultura, mas, por experiência própria, sei o quão proveitoso pode ser refletir sobre “listas” que nos parecem tão banais. Por exemplo: 7 Coisas que Pessoas Felizes Nunca Fazem. Já parou para pensar? Dá uma olhadinha – quem sabe você se torna uma pessoa mais feliz se evitar fazer algumas delas também?
1. Elas não evitam problemas.Evitar problemas nunca ajudou a solucioná-los. Às vezes pode ser muito difícil ficar em pé e encarar seus problemas. Mas se você se mantiver inteira e procurar por soluções, pode descobrir que é melhor resolvê-los do que ficar assombrada por eles.
2. Elas não se preocupam com a vida alheia.Quando você toca sua vida e faz o que gosta, se sente livre e feliz. Mas tente comparar sua vida com a de outras pessoas e começará a ver pontos negros na sua felicidade. Portanto, sua vida é sua, a dos outros a eles pertencem. Comparações nesse sentido nunca ajudaram alguém a ter paz de espírito. Ouça seu coração, seja e faça o que você quer. Você se sentirá mais feliz.
3. Elas não deixam outras pessoas serem responsáveis pela sua felicidade.Você já reparou que não precisa da permissão de ninguém para ser feliz? A sua felicidade é só sua e você é a responsável pelo que sente. A sua felicidade não vem de fora, não vem de outras pessoas. Só pode vir de você.
4. Elas nunca ficam com pessoas negativas.É muito importante não ficar em ambientes negativos, mas às vezes não dá para evitar. Nesses casos, existem coisas que você pode mudar. Para o ambiente negativo não afetar você, afete-o antes! Por exemplo, você pode pensar em coisas bem positivas que a ajudam a não perder sua atitude positiva. Sorrir, pensar em coisas boas, não se incomodar com o mau humor de outrem, enviar mentalmente ondas positivas para o ambiente. Funciona, sabia?
5. Elas perdoam. Elas esquecem.Pare de carregar ressentimentos. Todos nós podemos ser machucados emocionalmente, mas se você achar difícil perdoar e esquecer, com o tempo o peso da indignação vai machucar mais ainda. Não deixe o passado afetar sua vida. Você vai ver quão livre se sentirá quando aprender a perdoar. Deixe o passado ir embora, olhe para o futuro com esperança e isso o tornará mais brilhante!
6. Elas não levam as coisas para o lado pessoal.Algumas pessoas simplesmente não suportam ser criticadas, levam tudo para o lado pessoal. Não importa se você é elogiada ou criticada, você pode fazer bom uso de qualquer informação. Ouça o que as pessoas dizem, não leve para o lado pessoal e você será capaz de transformar essas observações em crescimento pessoal. Ouça a opinião de outros sem colocar a emoção no meio. Aprenda a tirar proveito do que lhe é dito.
7. Elas não são vingativas.Pessoas felizes não tentam se vingar, eles sabem que isso não traz felicidade. Você pode estar profundamente magoada, mas não estrague seu futuro com a culpa da vingança. A vingança pode até trazer satisfação, mas é um breve momento. A memória da vingança e a compreensão de que você se tornou igual à pessoa que te magoou, pode afetar sua vida para sempre. Tente perdoar e seguir em frente.
http://www.senhorasesenhores.com/

sexta-feira, 17 de abril de 2015

MANJAR DE COCO COM CALDA DE FRUTAS BRASILEIRAS


manjar de coco com calda de frutas brasileiras edição 136

Ingredientes
10 porções
Manjar
80 g de coco fresco ralado;
1 litro de leite integral
400 ml de leite de coco;
2 latas de leite condensado
10 colheres (sopa) de maisena
Calda
300 g de açúcar;
150 ml de suco de maracujá
2 xícaras (chá) de frutas brasileiras picadas 
(carambola, manga etc.)
3 colheres (sopa) de gengibre ralado e espremido
Modo de preparo
Manjar
1 Dissolva a maisena em um pouco de leite e misture com o leite restante, o leite condensado e o leite de coco.
2 Leve ao fogo até engrossar e coloque em uma forma com buraco no meio, untada com óleo.
3 Espere esfriar, leve à geladeira por 3 horas e desenforme.
4 Na hora de servir, desenforme o manjar e regue com a calda.
Calda
1 Corte as frutas em pedaços e reserve.
2 Leve o açúcar ao fogo até formar o caramelo, tomando cuidado para não queimar.
3 Junte o suco de maracujá, espere o caramelo dissolver, coloque a manga e deixe cozinhar por 5 minutos ou até a fruta amolecer um pouco.
4 Deixe esfriar e incorpore o suco de gengibre.
Receita de Patricia Abbondanza
prazeresdamesa

COMPOTA DE TOMATE ASSADO COM CURRY

Compota de tomate assado com curry (Foto: Eric van Lokven/StockFood)
Ingredientes
1 kg de tomates maduros;
350 ml de mel;
1 ramo de alecrim;
30 ml de azeite;
1 colher (chá) de curry;
raspas da casca de 1 limão-siciliano;
1 cravo-da-índia.
Modo de fazer
1 Corte os tomates em quatro partes e coloque-os em uma assadeira. Regue com o azeite e leve ao forno a 180°C por cerca de 25 minutos, ou até começar a dourar. Abra o forno às vezes para mexer com uma colher de pau e desgrudar os tomates da assadeira.
2 Quando estiverem assados, transfira os tomates para uma panela de fundo grosso, juntamente como líquido que ficou na assadeira. Junte os demais ingredientes, misture e cozinhe em fogo baixo, até que a misture fique mais homogênea e comece a caramelizar. Desligue o fogo e deixe esfriar.
Dica
Superversátil, essa compota pode acompanhar carnes e legumes assados, queijos e omeletes ou simplesmente ser servida sobre uma torrada. Para quem não tem medo de experimentar, a dica é servir um pouquinho da compota com sorvete de baunilha. Surpreendente!

Receita da StockFood

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Farinhas – práticas e saudáveis!



Que uma alimentação saudável é essencial para a manutenção da nossa saúde, isso todos já sabem! Porém, difícil é seguir à risca uma alimentação equilibrada diariamente, principalmente devido a correria do dia a dia, em que mal temos tempo para pensar direito, não é mesmo?! Quando é assim, muitas vezes acabamos optando por lanches rápidos e não tão saudáveis e deixamos de lado as frutas, verduras, legumes e outros alimentos ricos em nutrientes! Ou seja, acabamos trocando alimentos saudáveis por alimentos mais calóricos e pobres em nutrientes.

Entretanto, deixar de apresentar uma alimentação saudável pela falta de tempo não é mais desculpa! Isso porque é possível encontrar alimentos industrializados naturais, que conferem inúmeros benefícios  e de quebra ainda são práticos para o consumo. Dentre eles, podemos citar algumas opções de farinhas, tais como a farinha de linhaça, de banana verde, de berinjela e de maracujá. Conheça um pouquinho mais sobre elas!
Farinha de linhaça: é obtida a partir das sementes de linhaça trituradas e moídas.  Ela é bastante nutritiva, já que contém boas quantidades de vitaminas (complexo B, A, D e E), minerais como potássio e fibras solúveis e insolúveis. Mas o que se desataca mesmo é a presença de gorduras poli-insaturadas, como o ômega 3 e 6, que por sua vez são consideradas essenciais por não serem naturalmente produzidas pelo nosso organismo! Além disso, ela também é rica em lignana, uma substância com ação semelhante ao estrógeno, hormônio feminino, amenizando assim os sintomas da menopausa.

Farinha de banana verde:  é rica em amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido e nem absorvido pelo nosso organismo, sofrendo fermentação no intestino grosso, servindo então de substrato energético para a produção de bactérias benéficas ao nosso organismo. Além disso, ajuda a regular nosso intestino e diminui a absorção de glicose e gorduras.
·  
Farinha de berinjela: é obtida a partir da berinjela desidratada e é bastante nutritiva, sendo rica em vitaminas, minerais, substâncias antioxidantes e fibras! Ela é bem famosa por ajudar a diminuir os níveis de colesterol no nosso sangue, mas também contribui para o bom funcionamento do nosso intestino e aumenta a sensação de saciedade.
·  
Farinha de maracujá: é obtida a partir da casca do maracujá desidratada, que por sua vez é rica em pectina (uma fibra solúvel), além de vitaminas e minerais, que contribuem para que o nosso organismo funcione de maneira correta.  Seu alto teor de fibras diminui a absorção de gorduras e glicose, e também proporciona a sensação de saciedade.

O mais legal é que essas farinhas são super versáteis, podendo ser incluídas no cardápio de diferentes formas. Elas podem ser adicionadas à agua, sucos, frutas, vitaminas, etc. e também a massas de bolos, pães, tortas, entre outras.

Natue

Cestinha de bacalhau



Massa filo é um tipo de massa que vem da palavra phyllo que, em grego, significa folha. Pode ser encontrada em supermercados ou, se preferir faça-a em casa. Para esta receita, a massa filo é a base da cestinha, que vai receber o bacalhau. É uma delícia. O bacalhau desfiado é temperado com leite de coco, leite de vaca, coentro, tomate, pimentão e cebola. Para decorar, a sugestão é a pimenta biquinho ou pimenta de bico, que não tem ardor. Confira! 
Ingredientes
250 g de bacalhau desfiado
200 ml de leite de coco light Sococo
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de extrato de tomate
1 pimentão picado
1 tomate sem semente picado
1 cebola picada
Sal a gosto
½ xícara de chá de coentro picado
½ xícara de chá de leite
2 colheres de sopa de amido de milho
Massa filo (cortar quadrados de aproximadamente 15 cm)
Para decorar
Folhas de salsa
Pimenta biquinho
Preparo
Aqueça o azeite, refogue as verduras. Em seguida adicione o bacalhau, o extrato de tomate e o leite de coco; deixe no fogo durante mais ou menos 5 minutos. Dissolva o amido de milho no leite e misture ao refogado mexendo sempre até obter um creme. No final junte o coentro picado e retire do fogo. Acerte o sal.
Montagem - Coloque a massa filo cortada em uma forma média para empada, em seguida coloque o recheio e leve para assar por cerca de 10 a 15 minutos em forno preaquecido a 180º C. Quando estiver pronta, decore com pimenta biquinho e folhas de salsa.

Rendimento - 6 porções
Tempo total de preparo - 30 minutos
Nível de dificuldade - Fácil
Fonte - Sococo

Massa filo caseira
Ingredientes
200 g de farinha de trigo
1/2 xícara (80 ml) de leite morno
2 colheres (chá) de manteiga derretida
1/4 colher (chá) de sal
1 ovo, batido
3 gostas de vinagre
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
Preparo
Peneire a farinha de trigo com o sal em uma mesa polvilhada. Junte-a e abra um buraco. Bata o ovo com leite morno, as 2 colheres de chá de manteiga derretida e o vinagre e coloque no espaço aberto na farinha. Misture de fora para dentro, sove a massa até ficar brilhosa e, para finalizar, deixe-a em formato de bola. Pincele com as 2 colheres de sopa de manteiga derretida. Aqueça uma tigela e cubra a massa com ela, virada (se quiser, coloque um cobertor). Reserve por período de 1 hora.

Preaqueça o forno a 200º C. Enquanto isso, abra a massa e com um rolo deixe-a o mais fino possível e a estique a partir do centro sem rasgá-la. Corte as bordas mais grossas e trabalhe a folha no formato que quiser. Reaproveite as bordas para fazer mais folhas para usar o recheio que quiser e assá-la até ficar dourada.
Tempo de preparo - 60 minutos
Tempo total de preparo - 120 minutos
Nível de dificuldade - Médio

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Mini cupcake de laranja, gengibre e amaranto


MINI-CUPCAKE-LARANJA-GENGIBRE-AMARANTO-RECEITAS-MARCELO-FACINI

Ingredientes

3 ovos em temperatura ambiente

1/2 xícara de chá de açúcar demerara

1/3 de xícara de chá de óleo de coco ou girassol

1/2 xícara de chá  de suco de laranja

Raspas de meia laranja não tratada (sem a parte branca)

1/2 xícara de chá de farinha de arroz

1/2 xícara de chá de fécula de batata

1/3 de xícara de chá de farinha de amaranto

1 colher de sobremesa de gengibre em pó

1 colher de chá de fermento químico

1 pitada de sal



Modo de preparo

Em uma batedeira ou planetária, bater as claras em neve com a pitada de sal e reservar.

Bater as gemas com o açúcar até formar um creme branco. Com a batedeira em funcionamento adicionar o óleo, o suco de laranja, o gengibre em pó e as farinhas aos poucos. Por último o fermento. Despejar a massa nas forminhas de cupcake e assar em forno pré-aquecido a 170 graus por 15/20 minutos, polvilhe chocolate 70% ralado por cima ou amaranto em flocos.

Comer couve todo dia deixa cérebro 11 anos mais jovem, diz pesquisa ! leia


Lá na Roça

Que vegetais são bons para a saúde você provavelmente já sabe, mas uma nova pesquisa mostra que os benefícios vão ainda além.

Benefícios dos vegetais verdes escuros

De acordo com um estudo realizado na Universidade Rush, nos Estados Unidos, uma única porção de folhas verdes escuras por dia pode rejuvenescer o cérebro.
Suco verde é uma boa forma de consumir couve.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores avaliaram a dieta e a habilidade mental de 950 idosos durante 10 anos. Nesse período, foram feitos testes para detectar a função mental, além da identificação dos alimentos que fazem da dieta deles.
Aqueles que consumiam vegetais verdes folhosos, como espinafre e couve, uma ou duas vezes por dia tiveram declínio cognitivo significantemente menor que os outros participantes, mesmo levando em conta outros fatores como nível de escolaridade, prática de exercícios físicos e histórico familiar de demência.
Em média, os participantes que comeram com frequência os vegetais verdes escuros folhosos tiveram declínio mental 11 anos mais tarde que quem dispensava esses alimentos.
A vitamina E das folhas verdes escuras é importante para a saúde do cérebro.
Saúde do cérebro

A nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reeducação Alimentar, explica que as verduras verdes funcionam como protetores naturais do cérebro. “Todas as folhas de cor verde escura, como as couves (manteiga, brócolis, flor), espinafre e a folha da beterraba possuem vitamina E, antioxidante e neutralizador dos radicais livres, propriedade importantíssima na prevenção de doenças e envelhecimento precoce”, afirma.

O consumo das folhas verdes previne arteriosclerose, já que é rico em betacaroteno e vitamina C, conhecidos antioxidantes que impedem a fixação de colesterol ruim nas artérias e veias. Por fim, o ácido fólico evita a ocorrência de infarto e acidente vascular cerebral.

fonte:http://www.bolsademulher.com/

terça-feira, 14 de abril de 2015

DELICADAS E PODEROSAS Ervas e flores pedem passagem e espalham seus aromas na cozinha.


Delicadas e poderosas (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)

Existe algo de muito especial em folhas, ramos e pequenos caules, que parecem concentrar toda a essência de uma planta e ainda transformam o sabor dos alimentos que comemos. Alecrim quase redescobre o frango. Só o louro e o coentro são capazes de revelar a alma terrosa do feijão cozido, e o tomate, salpicado de manjericão, vira um molho superior. É antiga a ligação da culinária com as ervas, usadas para temperar, aromatizar e encantar os paladares – e, embora a maioria delas fique melhor na finalização de uma receita, a gastronomia francesa abusa dos buquês de ervas aromáticas empregados no início dos cozimentos de caldos e fundos. Além das combinações clássicas em que pouco se erra, é divertido experimentar outras, arriscar temperos desconhecidos, juntar para ver o que acontece.
ERVAS: MODO DE USAR
Nelusko Linguanotto, dono da Bombay Herbs & Spices, em São Paulo, faz tempero até de flor.“Ando sempre com um moedor cheio de sal e um pot-pourri de flores, como jasmim e rosas”, diz. Ele explica que, antes de definir que erva vai melhor com o que, vale identificar alguns casamentos problemáticos.“Carne branca pede ervas menos potentes. Estragão, por exemplo, encobre tudo. Prefiro usá-lo em carnes vermelhas”, afirma. Sálvia, alecrim e tomilho são grandes aliados na cozinha. Pratos com curry, alcaparras e coentro só precisam de sal e pimenta. Sempre que possível, use temperos frescos, recém-secos ou que tenham sido desidratados através de liofilização – exceções à regra, o orégano e o louro envelhecem bem. Para conservar as ervas, coloque-as num saco plástico bem vedado e leve ao freezer. Por períodos mais curtos, você pode guardá-las na geladeira, embrulhando com papel absorvente e saco plástico. Outra solução é fazer manteiga de ervas ou preservá-las em azeite. Por fim, não tenha pena de jogar fora as muito secas ou velhas.
Antes de ir ao forno, o peito de pato é pincelado com uma calda aquecida de laranja, flor de lavanda e orégano. Framboesas deixam o sabor do assado ainda mais marcante (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
Antes de ir ao forno, o peito de pato é pincelado com uma calda aquecida de laranja, flor de lavanda e orégano. Framboesas deixam o sabor do assado ainda mais marcante (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
O pesto de espinafre, alcaparras e amêndoas dá vida ao filé de tilápia, que é arrematado com um pouco de pimenta e limão-siciliano antes de ser frito (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
O pesto de espinafre, alcaparras e amêndoas dá vida ao filé de tilápia, que é arrematado com um pouco de pimenta e limão-siciliano antes de ser frito (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
Chocolate não aceita ser menos que protagonista, mas a parceria com hortelã é clássica. A torta leva licor de menta e folhas de hortelã frescas por cima da ganache de cacau 60% (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
Chocolate não aceita ser menos que protagonista, mas a parceria com hortelã é clássica. A torta leva licor de menta e folhas de hortelã frescas por cima da ganache de cacau 60% (Foto: StockFood e Eising Studio - Food Photo e Video)
http://revistacasaejardim.globo.com/



COMPOTA DE ABÓBORA, LARANJA E MARACUJÁ


Compota de abóbora, laranja e maracujá (Foto: Eric van Lokven/StockFood)

Ingredientes
1 kg de abóbora de pescoço, descascada e cortada em cubinhos de 2 cm;
3 maracujás azedos;
600 g de açúcar cristal;
3 canelas em pau;
4 laranjas;
100 ml de água.

Modo de fazer
1 Coloque em uma panela a polpa do maracujá e 200 g de açúcar  cristal e leve ao fogo bem baixo, mexendo de vez em quando. Deixe por cerca de 10 minutos, até formar uma calda (se começar a caramelizar muito rapidamente, acrescente um pouquinho de água).
2 Bata a calda no liquidificador para triturar as sementes e reserve.
3 Faça raspas com as cascas das laranjas. Esprema 3 delas e separe a outra em gomos, retirando a pele.
4 Em uma panela, coloque o açúcar restante, a canela, o suco de laranja, 100 ml de água e a calda de maracujá. Ferva até chegar ao ponto de calda.
5 Acrescente os cubinhos de abóbora e deixe cozinhar e amolecer, mas sem que se desmanchem. Nos 5 minutos finais, acrescente os gomos de laranja.
6 Desligue o fogo, junte as raspas das cascas de laranja, tampe e deixe descansar na geladeira de um dia para o outro. Transfira no dia seguinte para uma compoteira.

Dica
Sirva como sobremesa, acompanhada de mascarpone, queijo fresco ou outro de sua preferência. Também fica ótima para dar um toque adocicado a um sanduíche de queijo brie.

Receita da StockFood

segunda-feira, 13 de abril de 2015

TOSTADA DE POLVO Receita de Henrique Fogaça, do Sal Gastronomia


Tostada de polvo (Foto: Rogério Voltan/Editora Globo)

Ingredientes
1 tentáculo grande de polvo, cortado em rodelas finas;
alho picado a gosto;
azeite a gosto;
1/2 maçã verde picada;
120 g de pupunha;
100 g de tomate picado;
sal, limão, ciboulette e salsinha a gosto;
1 fatia de pão italiano.

Modo de fazer
1 Leve a pupunha para assar com sal e azeite em forno a 180°C, por 3 horas, cobrindo com papel-alumínio. Reserve. .
2 Cozinhe o polvo na panela de pressão por 5 minutos. Desligue o fogo. Transfira-o para uma frigideira e salteie em azeite com o alho, até ficar macio. Desligue o fogo e acrescente a maçã, a pupunha cozida e picada em cubos e o tomate. Tempere com sal e limão, junte a ciboulette e a salsinha e sirva sobre o pão.

A força da Semente – CHIA


As regras alimentares tradicionais chinesas seguem os mesmos princípios que norteiam a Acupuntura, a Fitoterapia e o Tai Chi; todas essas práticas seguem o Taoismo¹.
Ele preconiza que tudo o que se manifesta no mundo tem um pouco de energia yin e outro tanto de energia yang. As proporções destas duas energias primordiais indicariam se um evento, coisa ou alimento é de natureza yin ou yang.
Este tipo de discriminação é básica para a escolha de remédios, horário do dia para fazer determinadas atividades e também alimentos para serem consumidos em determinada fase do ano ou da vida.
No processo de envelhecimento necessitamos cada vez mais de alimentos que reponham o yang. Dentre esses vamos falar hoje sobre as sementes.
Para os ocidentais são alimentos ricos em proteína vegetal, óleos e fibras. Ex: gergelim, chia, mostarda, papoula, abóbora, girassol, linhaça, etc. Ou seja, alimentos calóricos e altamente nutritivos.
Na visão chinesa as sementes são alimentos que guardam uma grande carga de energia yang.
Yang é a energia do movimento; seu auge ocorre na juventude e no processo de envelhecimento devemos aprender a preservá-la para não apressar os sinais de declínio próprios da idade.
Portanto, no que diz respeito às suas propriedades nutricionais , ocidentais e orientais estão de acordo.
A eleita do dia é a CHIA.
Vamos ver o que ela nos reserva!
A Salvia Hispânica ou CHIA é uma planta originária da região andina do México e da Guatemala. Diz uma lenda que os guerreiros maias consumiam apenas um punhado de suas sementes e guerreavam por 2 dias – por essa razão o nome chia significa força. Eles valorizavam tanto essas sementes que a utilizavam também como moeda.
Fonte de ômega 3
Por conter ácido linolênico, antioxidantes, fibras e aminoácidos é indicada para pacientes portadores de alergias, dislipidemias, insuficiência coronariana, risco cardiovascular e diabetes tipo 2.
Fonte de Proteina
Isoleucina, Leucina, Valina, Lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina, Triptofano, ideal para os vegetarianos ou para os que fazem musculação.
Ajuda a prevenir alguns tipos de câncerCom potencial antiinflamatório, pode ser utilizada em situações de inflamação crônica. Como nas doenças cardiovasculares, no câncer de pulmão e de estômago.
Vitaminas e Sais MineraisA chia possui boa concentração de minerais (potássio, cálcio, ferro, magnésio e fósforo), além de vitaminas (vitamina A, tiamina, riboflavina, niacina, cobalamina , ácido ascórbico e alfa-tocoferol).
Ela pode ser consumida pura com água ou em sucos, saladas, etc. Existem boas marcas no mercado que sugerem quantidade e forma de consumo.
Não é a toa que existe o ditado.
Toda árvore está contida dentro da pequena semente!
¹ doutrina filosófica chinesa que enfatiza a integração do ser humano à realidade cósmica primordial, por meio de uma existência natural, espontânea e serena.
http://www.senhorasesenhores.com/

domingo, 12 de abril de 2015

CUPCAKE DE CHOCOLATE COM COCA-COLA DE MICRO-ONDAS


Cupcake de chocolate com Coca-Cola de micro-ondas (Foto: Divulgação)
Rendimento 1 porção
Tempo de preparo 5 min

Ingredientes
Massa
1 ovo;
3 colheres (sopa) de óleo de canola;
3 colheres (sopa) de açúcar;
3 colheres (sopa) de Coca-Cola;
3 colheres (sopa) de achocolatado em pó;
4 colheres (sopa) de farinha de trigo;
½ colher (chá) de fermento em pó.

Cobertura
1 lata de leite condensado;
4 colheres (sopa) de achocolatado em pó;
½ lata de Coca-Cola.
Modo de preparo
Massa
1 Misture o ovo, o açúcar, o óleo e o achocolatado em pó.
2 Adicione aos poucos a farinha de trigo com o fermento, alternando com o refrigerante até obter uma mistura homogênea.
3 Colocar no micro-ondas em uma forminha para cupcake de silicone por 3 minutos na potência máxima.

Cobertura
1 Leve todos os ingredientes ao fogo em uma panela.
2 Mexa com uma espátula de silicone para obter uma consistência de cobertura, como brigadeiro de colher.

Receita da chef Marlene Percílio, da MP Tortas Boutique

A dieta que rejuvenesce !

Abacate, cenoura e brócolis retardam a oxidação celular. Isso tem algo a ver com rugas?

De Núria Jar
Viver envelhece. Por mais que nos pese, é assim. Cada vez que respiramos ficamos um pouco mais velhos. Não se trata também de afogar-se para evitar o aparecimento de cabelos brancos e rugas. Os mais vaidosos podem colocar um pouco de tinta no cabelo, se ainda o tiverem, claro. O resto pode praticar uma alimentação mais saudável para retardar as consequências do envelhecimento.
Faz tempo que os benefícios da dieta mediterrânea na saúde humana gozam de boa fama por prevenir as doenças crônicas e aumentar a expectativa de vida. Mas nunca, até hoje, havia sido demonstrado a nível molecular a contribuição de uma alimentação saudável para uma longevidade maior.
A catalã Marta Crous-Bou, pesquisadora na Escola Médica de Harvard (Estados Unidos), publicou nesse mês na revista científica de referência British Medical Journalos segredos genéticos que explicariam por que uma dieta saudável contribui para uma maior expectativa de vida. A chave está nos telômeros.
Os telo- o quê?
Os telômeros protegem as pontas dos cromossomos, que contém nosso material genético dentro das células, como se fossem os invólucros de plástico que cobrem o começo e o fim dos cadarços de um sapato. Seu comprimento é associado com a expectativa de vida: por isso, à medida que envelhecemos, os telômeros ficam mais curtos.
Pela primeira vez, uma equipe de pesquisa, liderada por Crous-Bou, observou que uma prática maior da dieta mediterrânea relaciona-se com telômeros mais longos. Os cientistas analisaram amostras de 4.676 mulheres sadias que faziam parte da Nurses’ Health Study, um dos mais longos e duradouros estudos sobre os fatores que influem na saúde da mulher. O trabalho reúne dados dos hábitos de vida dessas mulheres desde 1976, e amostras de sangue de todas elas desde o começo dos anos 90, que serviram para analisar o estado de seus telômeros.
“Agora, queremos confirmar os mesmos resultados nos homens” comenta Crous-Bou, que já analisou de forma preliminar os efeitos da dieta mediterrânea em aproximadamente 2.000 homens. “Aparentemente a associação também existe”, acrescenta.
A dieta mediterrânea se diferencia pela simplicidade e a variedade na alimentação, baseada em uma combinação equilibrada de produtos frescos e de estação. A cesta de compras dos países mediterrâneos está cheia de verduras, frutas secas, frutas, cereais sem refino e legumes, sobretudo ervilhas, vagens e lentilhas.
O consumo de peixes é preferível ao de carne, que deve ser menos frequente. A Fundação Dieta Mediterrânea recomenda o uso generoso de azeite de oliva, evitando assim as gorduras saturadas, e uma ingestão moderada de álcool (vinho) durante as refeições.
“Podemos retardar o envelhecimento através da dieta”, confirma Mireia Carbonell, nutricionista e tecnóloga dos alimentos. Mas também lembra que uma boa alimentação deve vir acompanhada de um bom estilo de vida, já que existem outros fatores como o consumo de tabaco, o abuso de álcool, o estresse, a exposição ao sol sem proteção, o exercício intenso e a contaminação ambiental, que são oxidantes.
O corpo se oxida
O oxigênio é uma faca de dois gumes: respirar é básico para sobreviver, mas também está envolvido no processo celular que nos envelhece. No processo de metabolização do oxigênio para conseguir energia, formam-se radicais livres, enlaces frágeis responsáveis pela instabilidade e a oxidação celular associadas ao envelhecimento e doenças como as cardiovasculares e o câncer. Existem nutricionistas que recomendam uma dieta rica em alimentos antioxidantes para ajudar a reverter essa degeneração. “Para conseguir os níveis de antioxidantes em condições normais é fundamental consumir frutas e verduras diariamente, e mais de uma vez”, enfatiza Carbonell.
As vitaminas A, C, e E são os principais antioxidantes que contribuem para retardar os efeitos do envelhecimento. A maioria desses compostos são encontrados em alimentos de origem vegetal: frutas e verduras, ainda melhor se estiverem cruas. Alguns dos alimentos com maior propriedade antioxidante são: cítricos, abacate, cenoura, brócolis, frutas vermelhas (mirtilos, amoras, framboesas e morangos), couve, uva, tomate, espinafre \e cebola.
Entretanto, a ciência ainda não conseguiu extrapolar os dados antioxidantes desses alimentos, gerados in vitro, para um modelo in vivo em humanos. Por isso, o serviço de pesquisa do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos retirou, por enquanto, uma lista de alimentos semelhante à anterior.
O pesquisador espanhol Rafael de Cabo, do Instituto Nacional de Envelhecimento dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, encabeça um artigo publicado há alguns meses na revista Cell, onde repassa criticamente a busca de fórmulas anti-idade, “desde elixires a regimes de jejum”. Mas não se trata de comer abacate para combater os pés-de-galinha, mas sim de alimentar-se bem para viver mais e melhor. Os cabelos brancos podem sempre ser tingidos.

Texto publicado no El Pais , sob o título “Existem realmente alguns alimentos que rejuvenescem o corpo?”

http://www.senhorasesenhores.com/

Ocorreu um erro neste gadget