Saúde

Clique aqui para ver todos os posts com o tema de saúde, com opções naturais e ações interessantes para melhorar o seu dia-a-dia.

Receitas

Receitas de água na boca para todos os gostos: de vários lugares, doces e salgadas.

Notícias

Mantenham-se atualizados com as últimas notícias que estão rolando por Floripa e pelo mundo.

Curiosidades

Dicas e truques para fazer a vida um pouquinho mais fácil, e informações divertidas sobre todos os tipos de assunto.

Depoimentos

Opiniões e informações de todos os cantos da internet.

Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

5 dicas simples para acelerar o metabolismo



Seu metabolismo é lento? Saiba que você pode mudar este quadro. O site  FitSugar listou 5 dicas simples que ajudam a acelerar o metabolismo desde a manhã até a noite. Confira.

1. Escolha o que você vai mastigar
Parece loucura, mas a mastigação de frutas, vegetais e grãos integrais faz com que sua boca trabalhe mais, além do fato de que os alimentos ricos em fibras exigem mais energia para serem digeridos. Estes dois fatores combinados aumentam em até 10% a queima calórica. Escolha estes itens em seu estado cru e natural e, assim, estimule o metabolismo preguiçoso.


 2. Proteína magra
As proteínas também exigem mais energia para serem digeridas e, além disso, trazem a sensação de saciedade. Garanta estes nutrientes na dieta toda vez que for fazer uma refeição ou uma simples "boquinha".


3. Aposte na flexão
Antes de cada refeição ou lanche, vá até o chão e faça de 20 a 50 flexões de braço (de acordo com a sua capacidade muscular). Explosões curtas de exercícios podem levar a uma queima de gordura de 200 calorias ao longo do dia.


4. Beba chá verde
O chá verde contém catequinas, um antioxidante que aumenta o metabolismo em repouso em até 4% (cerca de 80 calorias por dia). Se você não gosta do sabor, pode tomar água simplesmente. Fazendo isso ao longo do dia, você evita a desidratação, que pode desacelerar o metabolismo.


5. Dê uma pausa
O estresse não só nos leva aos lanchinhos mais calóricos como também pode deixar o metabolismo mais lento. Por isso, é importante fazer pequenos intervalos no seu dia agitado. Se você trabalha sentado, lembre-se que estudos mostram que ficar sentado por uma hora ou mais pode reduzir as enzimas da queima de gordura em até 90%. Por isso, levante e dance sua música favorita, faça uma caminhadinha de cinco minutos ou simplesmente medite e faça movimentos simples de ioga.



Fonte: saúde/terra

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Os Benefícios da Beterraba



De sabor adocicado, a beterraba é uma raiz que possui alta contração de carboidratos e alto valor nutricional. O Suco da raiz reduz a pressão arterial e previne o envelhecimento celular.


Um estudo recente, feito pela Associação Americana de Hipertensão comprovou que o suco da beterraba ajuda a diminuir a pressão arterial em até 7%.  A nutricionista Cyntia Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristovão, lista algumas propriedades e benefícios da beterraba.

Consumida in natura ou em sopas, sucos e saladas, a beterraba possui cor vermelha arroxeada que é resultado da pigmentação de uma substância chamada betalaína. Segundo Cyntia, a betalaína é um antioxidante natural, que previne o envelhecimento celular e reduz alguns tipos de câncer.

Além disso, a raiz é rica em vitamina A, que auxilia o bom funcionamento da visão, vitaminas do complexo B, que são importantes para o sistema imunológico e vitamina C, que também possui ação antioxidante.

A ingestão de beterraba também ajuda a aumentar a dilatação dos vasos sanguíneos, que melhora o fluxo de sangue e a passagem de oxigênio. Por esse motivo, a raiz ajuda a prevenir doenças como o acidente vascular cerebral e a demência.

A nutricionista destaca que, apesar de ser fonte de açúcar, o vegetal não deve ser retirada da dieta dos diabéticos porque é rica em fibras que auxiliam no controle glicêmico. “A raiz deve ser inserida dentro do contexto de uma alimentação saudável para os diabéticos”, explica.

Como escolher?

Na hora de escolher a beterraba fique de olho nas rachaduras e manchas! Para garantir a qualidade do vegetal, ela deve ter cor intensa em tamanho pequeno ou médio e não pode possuir essas falhas na aparência.

“Para preparar o suco e aproveitar seus benefícios, basta bater no liquidificador, uma beterraba grande descascada e picada, com o suco de quatro laranjas, coar e beber em seguida. O suco garante o consumo dos nutrientes da beterraba”, afirma a nutricionista.




Fonte: itodas

Os Benefícios da Batata Doce! É batata, é doce, mas emagrece. Vale a pena apostar no alimento! leia !



É batata, é doce, mas emagrece. Vale a pena apostar no alimento!
Dá para perder peso consumindo um alimento rico em energia? É pensar na batata-doce e responder sim! Motivos não faltam para servi-la o ano todo.

Presença constante nas festas juninas, a batata-doce conquistou mais espaço no cardápio ao se tornar a queridinha dos praticantes de musculação.

Considerada o carboidrato ideal para atletas, supera os outros tubérculos em vários nutrientes: "Possui cinco vezes mais cálcio, o dobro de fibras e mais potássio que a batata-inglesa", informa a nutricionista Lara Natacci, da Dietnet Assessoria Nutricional, em São Paulo.

Comparada à mandioca, ela também ganha em fibras e cálcio, assim como em proteína, fósforo e potássio. Resultado: estimula o intestino, auxilia no controle do diabetes e do colesterol e, mesmo sendo mais calórica do que a inglesa, a doce ajuda a emagrecer. Descubra o segredo.

Festival de cor e sabor

Um dos alimentos mais antigos da humanidade, a batata-doce inspirou um travalíngua. "O doce perguntou para o doce: qual é o doce mais doce que o doce de batatadoce?..." Cultivada em mais de 100 países, sobretudo na Ásia, o tubérculo é nativo das Américas. O navegador Cristóvão Colombo foi quem a levou para a Europa.

No Brasil, há quatro variedades: batata-branca, angola ou terra-nova (tem polpa branca e é pouco adocicada), amarela e roxa, (com casca e polpa dessas cores, são as mais usadas para fazer doce) e avermelhada (casca parda e polpa amarela com veios roxos ou avermelhados) - batizada no Nordeste de coração magoado, é ótima para comer assada.

Nutriente notável

O grande responsável por esse alimento favorecer a dieta é o amido resistente. "Apesar de ser um carboidrato, ele se comporta como uma fibra insolúvel: resiste às enzimas do intestino delgado, que não conseguem digeri-lo, além de atrair as moléculas de gordura e de açúcar, fazendo com que sejam absorvidas mais devagar", diz a nutricionista. Por isso, o tubérculo apresenta um índice glicêmico (IG) baixo, menor que o da batata-inglesa.

Esse índice mede a velocidade de entrada de glicose na circulação sanguínea após o consumo de um carboidrato. Alimentos com IG alto fazem disparar as taxas de açúcar no sangue. Então, o pâncreas precisa trabalhar dobrado, produzindo muita insulina, que é encarregada de levar o açúcar para dentro das células, mas, em excesso, estimula o organismo a estocar gordura.

A batata-doce fornece energia de modo equilibrado, isto é, sem provocar picos de glicose e demanda excessiva de insulina, o que também auxilia na prevenção e tratamento de diabetes tipo 2, além de conferir maior sensação de saciedade. Você demora mais para sentir fome! De fato, uma pesquisa do College of Agriculture and Life Sciences dos Estados Unidos comprovou que, graças ao IG baixo, ela auxilia no emagrecimento.

Coração e intestino protegidos

O amido resistente também derruba a fração nociva do colesterol, o LDL, e o triglicérides, contribuindo na prevenção de doenças cardiovasculares. Ao passar pelo intestino grosso, ele é fermentado pelas bactérias do bem (probióticas) e, com isso, ajuda a prevenir prisão de ventre, hemorroidas, doenças inflamatórias intestinais e câncer do cólon.

A batata-doce oferece mais: "É um alimento rico em vitaminas e minerais", afirma Paula Castilho, nutricionista da Sabor Integral Consultoria Nutricional, em São Paulo. Ela carrega vitaminas A e do complexo B - a primeira é essencial para a saúde dos olhos e da pele, e as demais atuam em várias frentes, em especial no sistema nervoso.

A batata-doce também oferece magnésio, ativador de várias enzimas. Já o cálcio é o principal integrante dos ossos; o fósforo traz disposição; e o potássio mantém a pressão arterial controlada. Ainda não acabou: betacaroteno (quanto mais escura a polpa, maior o teor), antocianina (disponível na variedade roxa) e vitaminas C e E. "Essas substâncias ajudam a prevenir câncer, além de combater o envelhecimento precoce das células em geral", ressalta Paula.

Faça bom proveito

O sabor adocicado combina bem com canela, mel, coco e noz-moscada. Por isso a batata-doce é usada na produção de doces com sabor de infância. Mas experimente empregá-la em pratos salgados, assada ou cozida. Ela pode substituir a batata- inglesa em preparações como sopa, bacalhoada, purê e até salada (confira as receitas sugeridas pela nutricionista Lara Natacci).

De preferência, prepare com casca, a fim de preservar os nutrientes. Para ter acesso aos benefícios é preciso ingeri-la regularmente, se possível mais de uma vez por semana. Os atletas consomem com uma frequência maior: antes do treino diário, para que a energia dure mais tempo.

Salada de batata-doce com frango

Ingredientes

• 1 kg de batata-doce com casca, lavada e cortada em rodelas
• 1 peito de frango inteiro, desossado e sem pele
• 1 cebola média, cortada em quatro partes
• 1 dente de alho inteiro
• 5 grãos de pimenta-do-reino
• 1 colher (chá) de sal
• 1 buquê garni (salsinha, coentro e louro frescos)
• 1 prato (sobrenome) de alface
• 1 prato (sobrenome) de rúcula
• 4 tomates cortados em rodelas finas
• Cebolinha e coentro picados a gosto
• 1 colher (chá) de semente de girassol

Modo de fazer
Cozinhe a batata-doce até que fique macia. Escorra a água e deixe a batata esfriar. Em uma panela à parte, cozinhe o frango por 45 minutos com a cebola, o alho, a pimenta, o sal e o buquê garni. Coe o caldo (guarde-o para fazer sopa) e desfie o frango depois de frio. Em uma tigela, misture o frango e a batata-doce e ajuste o sal. Monte a salada colocando o frango e a batata sobre a alface, a rúcula e o tomate. Por cima, polvilhe a cebolinha, o coentro e a semente de girassol.

Rende: 6 porções
Calorias por porção: 416

Purê de batata-doce

Ingredientes

• 3 batatas-doces grandes, sem casca
• 1 ½ xícara (chá) de leite desnatado
• 1 colher (sopa) de margarina light
• Sal a gosto

Modo de fazer
Cozinhe e esprema a batata ainda quente. Coloque em uma panela com o leite e a margarina. Leve ao fogo por 2 minutos, mexendo bem. Adicione sal e sirva em seguida.

Rende: 8 porções
Calorias por porção: 75

Doce de batata-doce com gelatina

Ingredientes

• 1 kg de batata-doce cozida sem casca
• 250 g de açúcar light
• 1 vidro de leite de coco light
• 1 caixinha de pó de gelatina diet de morango (ou outro sabor de sua preferência)
• 1 envelope (12 g) de gelatina sem sabor
• 1 xícara (chá) de água quente

Modo de fazer
Passe a batata no espremedor e junte o açúcar, o leite de coco e as gelatinas dissolvidas na água quente. Leve ao fogo até dar ponto de brigadeiro. Despeje num tabuleiro untado com manteiga e, no dia seguinte, corte em quadradinhos.

Rende: 30 quadradinhos
Calorias por quadradinho: 75





Fonte: Boa Forma

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Os 7 Pilares da Autoestima



Quer saber o que faz uma pessoa vencer todos os obstáculos do caminho e alcançar seus sonhos? Amor-próprio. Esse é o ímã que atrai sorte, fortuna, amor e mil oportunidades de exercitar seus talentos. Lições para construir e proteger o seu maior aliado.


1. Família

Autoestima se aprende em casa. Se os pais (ou os adultos que cumprem essa função) nos amam, respeitam e acolhem nosso modo de ser em vez de nos criticar e desejar que sejamos diferentes, a tendência é crescermos com uma autoimagem positiva.

Quando as necessidades básicas da criança - alimento, atenção, carinho, educação voltada para o convívio e a possibilidade de se expressar sem medo - não são atendidas, mais tarde podem surgir ansiedade, depressão, sentimentos de desvalia, dificuldade em manter relações. A autoestima fica destruída. Na vida adulta, dá para superar algumas feridas da infância e reconstruir o amor-próprio, mas isso exige empenho e terapia

2. Autoconhecimento

Só quem se conhece bem consegue construir uma autoestima elevada. Mas, afinal, o que é se conhecer bem? É investigar, com coragem, seus defeitos e, sem modéstia, suas qualidades, tornando-se sua melhor amiga.

"A partir daí, resta saber aceitar ou tentar minimizar o que não pode ser mudado", diz a psicodramatista Adelsa Cunha, presidente da Federação Brasileira de Psicodrama. É o que defende também a coach Regina Silva, da consultoria Gyrasser, em São Paulo. "Sem uma noção clara de nosso potencial e limite, ficamos muito vulneráveis às opiniões negativas. Baqueamos diante de conflitos e situações que nos desqualificam", explica ela. Quebre essa lógica descobrindo estratégias para potencializar os pontos fortes e neutralizar os fracos

3. Inteligência

Autoestima também é uma questão de sentir-se capaz. Você a exercita toda vez que diz: "Eu posso". Faça mentalmente um inventário das suas boas ideias. Vale aquele relatório do trabalho que foi elogiado pelo chefe, a solução que você deu para um conflito familiar ou a capa nova que bolou para o sofá, pois a inteligência se manifesta nas grandes e nas pequenas coisas que fazemos. Sentir-se autônoma é prodigioso.

A inteligência tem a ver com a capacidade de encontrar saídas para problemas cotidianos. Uma forma de potencializar essa força é observar os efeitos que ela causa ao nosso redor. Acostumadas com os próprios talentos, nem sempre os valorizamos na medida certa. Mas de repente alguém que olha de fora ou que foi beneficiado por uma iniciativa nossa aponta como essa criatividade destravou alguma encrenca do dia a dia ou aliviou as tensões de uma equipe. Gostar de si combina muito com gostar dos outros, trocar ideias em vez de tentar impor as suas, enfim, usar todos os dons a favor do bem comum.

4. Beleza

O segredo é aceitar quem você é, cuidar-se com carinho e ter um olhar generoso para seu corpo e sua história. Parece simples, mas para muitas mulheres a aparência é o ponto vulnerável da autoestima.

Às vezes, achamos uma pessoa linda, mas, conforme conversamos com ela, seu brilho desaparece. O contrário também acontece: aquela mulher que à primeira vista não chama a atenção vai nos cativando e se tornando extremamente atraente quando a conhecemos um pouco mais. O segredo dela? Uma autoestima imbatível. Para conquistar isso, é preciso libertar-se dos padrões e desenvolver sua identidade estética.

5. Amigos

Eles confirmam que somos companhias interessantes toda vez que nos chamam para sair. Pelos olhos e comentários dos amigos, lembramos que somos engraçadas, que nosso ombro é valioso... enfim, que somos importantes.

Para a psicodramatista Adelsa Cunha, o olhar carinhoso do outro é fundamental para a nossa autoimagem. Quem cultiva essa rede fraterna cria um ambiente propício às trocas afetivas, que fazem florescer o amor-próprio. Sem contar que uma amiga de verdade é um refúgio para as horas de dor, medo, tédio e tudo o que pode abalar nossa fé na vida ou em nós.

O recolhimento às vezes é necessário, mas não o isolamento. Partilhar as emoções é um modo de digerir o que nos acontece. E nada como bons amigos para nos consolar ou nos fazer rir dos próprios dramas.

6. Amor

O afeto acende a nossa luz e nos oferece uma chance de evoluir. "Nos momentos em que estamos inundados de amor, tudo brilha. Melhoram a pele, o humor e o pique", descreve a psicóloga Fátima Cardoso. Mas nem todos os relacionamentos cumprem esse papel. Quem nunca ouviu falar de amores demolidores, que só jogam a gente para baixo?

Um alerta: a principal característica de toda relação destrutiva é a tentativa de um dos amantes de transformar o outro no que ele quer. E, se é você que não vê nada de bom no outro, por que permanece ao lado dele? Lembre-se: ao nos tornarmos boas companhias, aumentamos a chance de ser bem-amadas.

7. Reconhecimento

Não dá para negar: uma lustrada no ego é fermento para a autoestima. "Quando o que fazemos é valorizado pelos outros, isso nos fortalece. Vivemos em comunidade, e entender essa interdependência nos torna mais maduros", afirma a consultora em relações humanas Teresa Campos Salles. Segundo ela, o reconhecimento promove um ciclo virtuoso. "A gente pensa: ‘Faço benfeito, sou reconhecida. Vou tentar fazer melhor para ser reconhecida novamente’.

Só não vale ficar dependente de elogios. Nossas ações devem ser aprovadas, antes de tudo, por nossa consciência." O reconhecimento que revigora é aquele que nos mantém conectadas ao que é importante também para nós, não só para os outros.
fote G1

SALADA EM FOLHAS!!!!!!!!!!!!!!


Foto: SALADA EM FOLHAS

Ingredientes

Salada
- 1 pacote de pão folha
- 1 maço de alface
- 1 maço de rúcula

Molho
- 1 dente de alho
- sal e ervas
- 1/2 xícara de azeite
- 1/2 xícara de leite
- óleo quanto basta
- suco de 1 limão

Preparo
Lave e seque bem as folhas. Faça camadas alternando o pão folha, alface e rúcula, finalizando com o pão folha. Se quiser, pode usar outras folhas e tomates fatiados bem fininhos. Corte porções quadradas de mais ou menos 4 dedos e cubra com um pano úmido para não secar e deformar o pão. Reserve. O molho é como uma maionese. Você coloca no liquidificador o alho, limão, sal, ervas, azeite, leite e bata alguns segundos. Depois abra aquela pequena parte da tampa do liquidificador e deixe um fio de óleo caindo com o liquidificador ligado até o creme ficar com consistência de maionese. Ecco fatto!!!! Pode ser guardado na geladeira por uns dias e ser usado em tudo, tudo mesmo.

Ingredientes

Salada
- 1 pacote de pão folha
- 1 maço de alface
- 1 maço de rúcula

Molho
- 1 dente de alho
- sal e ervas
- 1/2 xícara de azeite
- 1/2 xícara de leite
- óleo quanto basta
- suco de 1 limão

Preparo
Lave e seque bem as folhas. Faça camadas alternando o pão folha, alface e rúcula, finalizando com o pão folha. Se quiser, pode usar outras folhas e tomates fatiados bem fininhos. Corte porções quadradas de mais ou menos 4 dedos e cubra com um pano úmido para não secar e deformar o pão. Reserve. O molho é como uma maionese. Você coloca no liquidificador o alho, limão, sal, ervas, azeite, leite e bata alguns segundos. Depois abra aquela pequena parte da tampa do liquidificador e deixe um fio de óleo caindo com o liquidificador ligado até o creme ficar com consistência de maionese. Ecco fatto!!!! Pode ser guardado na geladeira por uns dias e ser usado em tudo, tudo mesmo.

fonte espaço gourmet

domingo, 26 de janeiro de 2014

Vitamina D !!!!!!!!


queijos

Atualmente existe uma epidemia mundial de deficiência de vitamina D (calciferol). Pesquisadores no mundo todo estudam os benefícios da vitamina para a saúde. Pesquisas brasileiras mostram que mesmo em países tropicais como o Brasil, a hipovitaminose D é prevalente. Um estudo realizado pelos pesquisadores Silva, B.C.C, Camargos, B.M. e colaboradores, publicado em 2008 na revista Arq Bras Endocrinol Metab, avaliou 180 pacientes atendidos em ambulatório de endocrinologia em Belo Horizonte e os pacientes tiveram os níveis de 25(OH) VD mensurados. Os autores encontraram a prevalência de insuficiência de vitamina D na população estudada = 42.4%, o que serviu para um alerta sobre a importância de políticas de prevenção. Como a síntese de vitamina D é dependente da exposição solar, países mais frios e com período de verão mais curto apresentam maior prevalência de deficiência, comparados com países tropicais.

Quais as principais funções da vitamina D?

-  A participação no metabolismo do cálcio. A forma ativa da vitamina D, 1.25(OH)₂D estimula a transcrição gênica dos receptores de ligação do mineral cálcio, contribuindo com a saúde óssea, aumentando a densidade óssea.

-  Estimula o sistema imune, participa na diferenciação de células precursoras de monócitos e linfócitos.

-   Ação anticancerígena (modulação de proliferação celular)

-  Tem influência na secreção de insulina, melhora a função das células ß (beta) e a tolerância à glicose, favorecendo o controle glicêmico de pacientes que apresentam diabetes.

-  Exerce influência na função muscular (aumento da força e redução de dores).

-  Atua na síntese e secreção de hormônios da tireoide.

Quais os fatores de risco para a deficiência de vitamina D?

- Pouca exposição à luz solar (UVB), confinamento em locais onde não há exposição à luz UVB

- Deficiência alimentar

- Envelhecimento (idosos apresentam menor eficiência na síntese cutânea)

- Doenças que alteram o metabolismo da vitamina D (fibrose cística, doenças do trato gastrointestinal, síndrome de má absorção, hematológicas, renais, insuficiência cardíaca, imobilização)

- Países de pouca insolação (alta latitude)

- Pouca penetração da luz UVB durante o inverno na atmosfera

- Uso de bloqueadores solares

E as consequências dessa deficiência para o organismo?

Crianças: O raquitismo é uma doença comum na infância e é caracterizada por uma deposição insuficiente de fosfato de cálcio na matriz óssea, deixando os ossos fracos

Adultos: A deficiência de vitamina D pode resultar em osteomalácia, osteoporose e contribuir para o desenvolvimento de alguns tipos de câncer (mama, cólon, próstata, pâncreas), depressão, infecções, problemas respiratórios

Quais as fontes alimentares de vitamina D?

Manteiga, queijos gordurosos, nata, gema de ovo, fígado, óleo de fígado de peixes. Vale lembrar que a vitamina D não está presente em quantidades suficientes em muitos alimentos. Dependendo da estação do ano, as concentrações de vitamina D nesses alimentos acima podem ser alteradas, sendo menores no inverno.

A fortificação de alimentos com vitamina D pode ser uma solução para as populações com risco de deficiência, como crianças e idosos. É importante o cuidado para que a ingestão de alimentos não ultrapasse os limites fixados de vitamina D.

Qual a dosagem necessária de vitamina D ?

A dosagem da vitamina sofrerá variação conforme a idade, o estado fisiológico (gestantes, lactantes) e status nutricional. Assim, torna-se necessária uma avaliação bioquímica associada ao estilo de vida  para determinar a necessidade da suplementação e dosagem correta.

Qual a melhor suplementação nutricional?

Sugere-se que a suplementação seja necessária para se evitar a deficiência da vitamina D. No entanto, a quantidade, forma de suplementar deverá ser fornecida após consulta com o seu médico e/ou nutricionista, objetivando manter os níveis sanguíneos adequados.

E o tratamento da hipovitaminose D?

É realizado através da reposição oral de vitamina D, o que o torna fácil e barato. No entanto, a quantidade, forma de suplementar deverá ser fornecida após consulta com o seu médico e ou nutricionista, objetivando manter os níveis sanguíneos adequados. No Brasil, a exposição solar ocorre praticamente durante todo o ano, entretanto, com o aumento da incidência de câncer de pele, os médicos dermatologistas têm recomendado a utilização de protetores solares com fatores de proteção muito altos, que podem limitar a biodisponibilidade da vitamina D. Por esse motivo, é recomendável a avaliação de um médico dermatologista quanto às orientações de exposição solar (melhores horários, uso de protetor solar)

O consumo excessivo pode ser tóxico?

A vitamina D pode ser tóxica. Ingestões excessivas resultam em hipercalcemia, levando a depósitos do mineral cálcio nos rins, artérias, coração e pulmões. Por essa razão a suplementação deve ser cautelosa e com acompanhamento.


Referências: Suplementação Funcional Magistral (dos nutrientes aos Compostos Bioativos). VP editora, 2009. Biodisponibilidade de Nutrientes. COZZOLINO, S. Ed Manole, 2012. SILVA, B.C.C, CAMARGOS, B.M. e colaboradores. Revista Arq Bras Endocrinol Metab, 2008; 52/3: 482-488. PREMAOR, M.O., FURTANETTO, T.W.  Hipovitaminose D em adultos: Entendendo Melhor a Apresentação de Uma Velha Doença. Arq Bras Endocrinol Metab 2006; 50/1:25-37.

Cocada mole !!!!!!!!


Foto: Cocada mole da vó Izabel

Ingredientes

400 g de coco fresco ralado grosso 
600 g de açúcar refinado 
1 litro de água 
15 gemas peneiradas 
2 cravos-da-índia

Modo de fazer

1. Coloque a água e o açúcar numa panela e deixe ferver até atingir o ponto de fio. 
2. Fora do fogo, acrescente as gemas aos poucos, mexendo vagorosamente, até que as gemas atinjam a mesma temperatura da calda. Não pare de mexer para não coagular as gemas. 
3. Leve a panela novamente ao fogo médio e junte o coco ralado e os cravos. 
4. Deixe cozinhar mais um pouco, até que o coco fique bem envolvido com a calda. Apague o fogo e deixe

Cocada mole da vó Izabel

Ingredientes

400 g de coco fresco ralado grosso 
600 g de açúcar refinado 
1 litro de água
15 gemas peneiradas
2 cravos-da-índia

Modo de fazer

1. Coloque a água e o açúcar numa panela e deixe ferver até atingir o ponto de fio.
2. Fora do fogo, acrescente as gemas aos poucos, mexendo vagorosamente, até que as gemas atinjam a mesma temperatura da calda. Não pare de mexer para não coagular as gemas.
3. Leve a panela novamente ao fogo médio e junte o coco ralado e os cravos.
4. Deixe cozinhar mais um pouco, até que o coco fique bem envolvido com a calda. Apague o fogo e deixe

Espaço gourmet 

A tal virose que anda por ai.... vale a pena ler!



O que é gastroenterite ? 

Gastroenterite é inflamação no estômago e intestinos. Gastroenterite viral é uma infecção causada por uma variedade de vírus que causam vômito ou diarréia. 

O que causa a gastroenterite viral? 

Muitos vírus podem causar a gastroenterite. A gastroenterite viral não é causada por bactérias, parasitas ou medicamentos, embora os sintomas possam ser similares. Seu médico poderá determinar se a diarréia é causado por vírus ou por outro fator. 

Quais são os sintomas da gastroenterite viral? 

O principal sintoma da gastroenterite viral é diarréia aguada e vômito. A pessoa afetada pode ter dor de cabeça, febre e cólicas abdominais. Em geral os sintomas começam de 1 a 2 dias depois da infecção por vírus e podem durar de 1 a 10 dias, dependendo de qual vírus causou a gastroenterite. 




A gastroenterite viral é uma doença séria? 

Para a maioria das pessoas a gastroenterite viral não é séria. Pessoas que têm gastroenterite viral quase sempre recuperam-se completamente se problemas a longo prazo. Porém, a gastroenterite viral é uma doença séria para pessoas que não podem bebem fluidos suficientes para recompor o que perdem pelo vômito e diarréia. Crianças pequenas e aqueles que não podem tomar conta de si mesmos, como alguns idosos e pessoas com deficiência, estão sob o risco de desidratação por causa da perda de fluidos. Pessoas com o sistema imunológico comprometido tão estão sob o risco de desidratação porque podem ter uma gastroenterite mais séria com mais vômito e diarréia. Essas pessoas podem precisar de internação hospitalar a fim de receber tratamento para corrigir ou evitar a desidratação. 




Gastroenterite viral é contagiosa? Como o vírus se espalha? 

Sim, gastroenterite viral é contagiosa. Os vírus que causam gastroenterite se espalham através do contato próximo com pessoas (por exemplo compartilhar comida, bebida, pratos e talheres). As pessoas podem ser infectadas ao ingerir alimentos ou bebidas contaminados. 

Como o alimentos é contaminado por vírus da gastroenterite? 

O alimento pode ser contaminado ao ser preparado ou manuseado por alguém com gastroenterite viral, especialmente se a pessoa não lava as mãos regularmente após usar o banheiro. Mariscos podem ser contaminados pela água. Pessoas que comem mariscos crus ou pouco cozinhados, provenientes de águas contaminadas, podem ficar com diarréia. Beber água contaminada também é uma forma de ser infectado. 




Como a gastroenterite é tratada? 

O mais importante ao tratar a gastroenterite em crianças e adultos é prevenir a desidratação. Esse tratamento pode começar em casa. Seu médico pode lhe dar instruções específicas sobre os tipos de fluidos a serem ingeridos. É recomendado que família com criança pequena mantenha solução reidratante oral sempre em casa para quando caso ocorra a diarréia. Medicamentos, incluindo antibióticos (que não têm efeito sobre viroses), devem ser evitados a não ser se forem especificamente receitados por um médico. 

A gastroenterite viral pode ser prevenida? 

Sim, pode-se reduzir as chances de infecção ao lavar as mãos freqüentemente, desinfetar rapidamente superfícies contaminadas e lavar prontamente as roupas. Se há suspeita de contaminação do alimento ou água, eles devem ser evitados.
http://www.e-familynet.com/

sábado, 25 de janeiro de 2014

Creme belga com chantilly e geleia de morango !



Tempo de preparo: 90 minutos
Rendimento: 8 porções

Ingredientes:

Creme branco:
1/2 lata de leite condensado
500ml de leite
1 gema
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 embalagem de cream cheese Philadelphia (150g)
1 colher (sopa) de manteiga

Geleia de morango:
10 morangos picados
1/2 xícara (chá) de água
1/2 xícara (chá) de açúcar
Suco de 1/2 limão

Chantilly de morango:
1/2 garrafa de creme de leite fresco (250ml)
2 colheres (sopa) de açúcar
1/2 embalagem de gelatina sabor morango

Modo de preparo:

Creme branco:
Em uma panela, coloque o leite condensado, o leite, a gema, o amido de milho, o cream cheese Philadelphia e a manteiga. Leve ao fogo, mexendo sempre, até que o creme engrosse. Deixe esfriar e reserve.

Geleia de morango:
Em panela, coloque os morangos, a água e o açúcar. Cozinhe até formar uma geleia, junte o suco de meio limão e deixe esfriar.

Chantilly de morango:
Bata o creme de leite fresco com o açúcar até o ponto de chantilly. Vá acrescentando, aos poucos, a gelatina em pó, misturando com um batedor de arame.

Montagem:
Em uma taça coloque o creme branco frio, a geleia de morango e finalize com o chantilly de morango. Sirva gelado.
Este conteúdo faz parte de Cozinhaterapia.

Manchineel tree (Hippomane mancinella) - A árvore mais perigosa do mundo leia !



Se você estiver passando férias no Caribe, fique bem longe dessa árvore, ela é conhecida como Manchineel e entrou para o Guinness Book como a árvore mais perigosa do mundo.

 A árvore é venenosa em todos os níveis de sua estrutura, a seiva branca é caustica, podendo causar queimaduras, bolhas e inchaços no corpo, é tão tóxica e perigosa que se uma pessoa se abrigar da chuva  embaixo dela pode correr o risco de ter queimaduras na pele.

A casca da árvore também tem muito veneno, a queima de seus galhos liberam uma fumaça que causa cegueira temporária. Ela cresce no Caribe, Bahamas e na Flórida, é muito comum ver milhares de plaquinhas alertando aos desavisados sobre a periculosidade dessa planta.

A fruta semelhante à uma tangerina foi apelidada de "maçãzinha da morte". Pessoas que comeram sem querer, dizem que o sabor é doce, mas depois vai ficando ardido como pimenta, causando lacrimejamento e uma dor insuportável na garganta. O efeito vai passando depois de 8 horas.




Fonte:
designinnova
super/abril

Dandá de camarão: conheça o prato que tem creme de aipim e palmito !


receita, camarão, dandá, VG, aipim, salvador, bahia

O dandá de camarão pode parecer uma moqueca, mas não é. Tem forma e textura de bobó de camarão, mas na verdade é uma criação do chef Beto Pimental, do restaurante Paraíso Tropical, em Salvador, que une os sabores do leite de coco verde, o camarão seco e o aipim cozido. "É o camarão cozido e envolvido no creme de aipim batido com maturi, palmito e temperos especiais", explica o chef. Veja como fazer a receita na sua casa:

Tempo de preparo: 35 minutos  
Porção: 2 porções bem servidas

Ingredientes:
300g de camarão VG (grandes e limpos)
400ml de leite de coco verde
1 colheres (sopa) de salsa picada
3 colheres (sopa) de tomate picado
1 colher (sopa) de cebola picada
15g de camarão seco (defumado e descascado)
2 colheres de azeite de oliva extravirgem
5g de amendoim torrado
5g de castanha de caju
½ colher (café) de gengibre ralado
1 colher de azeite de dendê extravirgem
Sal (a gosto)
40g de maturi (castanha-de-caju verde)
300g de aipim (mandioca) cozido

Modo de preparo:
Coloque os camarões em uma panela pequena e reserve. Refogue os temperos picados com azeite. No liquidificador, bata o leite de coco com os temperos refogados, o amendoim, a castanha e os camarões secos.



Acrescente os ingredientes batidos sobre os camarões, e junte o azeite e sal a gosto. Deixe cozinhar por 3 minutos e, enquanto isso, bata o maturi e o aipim, no liquidificador, com a metade do creme que já foi batido antes, até ficar homogêneo. Junte com os camarões e finalize com azeite de dendê. Sirva imediatamente.
gnt  Este conteúdo faz parte de Especial Verão

Açaí, agora no combate ao câncer ! leia



O minúsculo fruto da Amazônia ganha cada vez mais crédito entre nutricionistas renomados. Novas pesquisas sinalizam que o açaí ajuda a prevenir contra o câncer e traz benefícios cardiovasculares.

Cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro descobriram que o açaí pode ser eficaz na prevenção do câncer de mama. Eles suspeitam que a substância responsável pelo feito é a antocianina, que dá a coloração roxa à fruta e também é encontrada na uva, mas em quantidades menores. Embora as pesquisas sejam promissoras, não é possível garantir com 100% de certeza a eficácia da fruta contra o câncer, já que ainda não foram realizados testes em humanos.
Outros benefícios do açaí, como a proteção cardiovascular, têm sido estudados por pesquisadores da Universidade Federal do Pará, que já comprovaram seu potencial antioxidante e anti-inflamatório. Essas características explicam por que o consumo da fruta pode proteger as artérias, aumentando os níveis de colesterol bom (HDL) e mantendo estáveis os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue.

Leia a íntegra da reportagem abaixo.
 

O investimento parece perfeito: em mínimos 2 centímetros de diâmetro, um exemplar de açaí já começa a oferecer lucros ao organismo. Se você apostar na tigela ou em um copo de suco, então... Não bastasse proteger as artérias e o cérebro de moléculas nocivas às células, cientistas estão confirmando agora seu papel na prevenção do câncer. É o caso de um trabalho da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, que despertou o interesse de especialistas no último Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Ele coloca em evidência o potencial das substâncias da fruta diante de tumores de mama, os mais comuns entre as mulheres.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores cariocas submeteram células cancerosas do tecido mamário feminino a um extrato feito do açaí. Os resultados foram bem positivos. "Houve uma redução na proliferação dessas células e um aumento na ocorrência da apoptose, a morte programada das unidades que formam o tumor", conta Anderson Teodoro, professor do Laboratório de Bioquímica Nutricional da universidade. Embora sua equipe ainda não tenha identificado com precisão quais as substâncias por trás do fenômeno, há uma suspeita de que a antocianina, responsável pela coloração roxa do açaí, se destaque.

"Esse tipo de antioxidante vem sendo associado a um menor risco de câncer e de doenças cardiovasculares", ressalta a nutricionista Renata Cintra, professora do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu, no interior de São Paulo. "A antocianina também está presente em outras frutas, como a uva, mas os teores no açaí são mais significativos", completa. Na ponta do lápis, o fruto do açaizeiro leva mesmo vantagem. "Um litro do suco possui 33 vezes mais antocianina que a mesma quantidade de vinho tinto", compara o cardiologista Eduardo Costa, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará.

Mas não é só esse pigmento que entra na jogada: experimentos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo coordenados pela professora Maricê Nogueira de Oliveira indicam que as propriedades anticâncer também são resultado dos ácidos graxos do fruto - caso do CLA, o ácido linoleico conjugado. Os testes foram feitos com uma mistura de açaí e iogurte dotado de probióticos. "Essa combinação apresentou maior teor de CLA", conta Maricê.

Antes de se jogar em um balde de açaí, cabe lembrar que a maior parte das pesquisas sobre seus efeitos contra o câncer foi feita em laboratório e carece de avaliação em seres humanos para confirmar 100% os resultados. Mas isso não tira o mérito do protagonista da reportagem, que, aliás, se gaba cada vez mais de sua capacidade anti-inflamatória. Essa ação recai em outro tipo de gordura abundante na tigela roxa, os ácidos graxos insaturados.

"O ácido oleico, o mesmo do azeite, tem um efeito positivo sobre as paredes das células, auxiliando a passagem dos lipídios através das membranas celulares", explica Mariana Simões Larraz Ferreira, professora da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Com as membranas flexíveis, os hormônios e seus receptores, por exemplo, funcionam de maneira mais adequada. "Isso ajuda a prevenir processos inflamatórios, que aceleram o próprio envelhecimento celular", esclarece. Há indícios de que, ao brecar inflamações, somamos pontos na blindagem contra o câncer. E também a favor do coração...

Investimento para os vasos

O potencial antioxidante e anti-inflamatório da frutinha é um dos fatores que ajudam a entender também seus benefícios cardiovasculares. SAÚDE obteve os dados de uma pesquisa da Universidade Federal do Pará, que mensurou essa habilidade de resguardar as artérias. Os cientistas acompanharam 346 homens acima dos 35 anos: desses, 277 tomavam suco de açaí todos os dias, enquanto os outros 69 não consumiam a bebida. No primeiro grupo, as taxas de HDL, o colesterol bom, foram muito maiores do que no segundo. Já o LDL, o tipo da gordura que desencadeia placas nos vasos, se manteve em níveis normais. Entre aqueles que não incluíram o açaí na dieta, o resultado foi o oposto.

O cardiologista Eduardo Costa, um dos autores, elucida: "Quando há lesões na parede interna das artérias, provocadas por tabagismo, hipertensão, entre outras causas, o LDL colesterol penetra na lesão e se oxida. A antocianina do açaí impediria essa oxidação, diminuindo o risco de problemas ali". Isso não significa que o alimento faz o milagre de compensar hábitos que comprometem a saúde. Mas, incluído dentro de uma rotina equilibrada, representa, sim, uma aplicação segura.

Claudine Feio, também cardiologista da Universidade Federal do Pará, engrossa o caldo em defesa do açaí. Só lembra que, por ele ser calórico, vale ficar atento aos acompanhamentos e usá-lo, se possível, após a atividade física. "Não é necessário adicionar granola, xarope de guaraná, muito menos açúcar", avisa Claudine. Feitas as ressalvas, está liberada a inclusão da fruta no seu cardápio. Ela vale, sim, o investimento.

Contraindicado?

O açaí não seria bem-vindo para quem já está em tratamento contra o câncer, sugere uma pesquisa feita com ratos pela professora Marília Seelaender, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. "A quimio e a radioterapia fazem com que, entre outras coisas, o tumor seja reduzido por meio de um estresse oxidativo", explica Marília. E o açaí tem justamente um efeito antioxidante. Assim, poderia sabotar o plano terapêutico para exterminar as células cancerosas.

O que você encontra em 100 gramas de polpa de açaí

Energia (kcal) - 58

Proteínas (g) - 0,8

Lipídios (g) - 3,9

Gordura saturada (g) - 0,7

Gordura monoinsaturada (g) - 2

Gordura poli-insaturada (g) - 0,4

Carboidrato (g)- 6,2

Fibra (g) - 2,6

O quê, como e quanto?

Seus atributos

"O açaí tem em sua composição carboidratos, proteínas, fibras, cálcio, manganês, fósforo, magnésio, ferro, potássio, cobre, zinco e vitaminas B2 e B6", lista a nutricionista Tatiana Eto, de São Paulo.

No prato ou no copo

Prefira a maneira mais simples: na tigela ou no suco feito com polpa e água. "Ela ainda pode ser substituída pela água de coco", sugere Mariana Thomaz, nutricionista do Hospital Paulistano.

Na rotina

Para usufruir de todos os benefícios, é preciso criar o hábito de consumi-lo quase todos os dias. Experts indicam um copo de 200 ml do suco, por exemplo. 
fonte mdemulher

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Raríssimo diamante azul foi encontrado na África do Sul. Seu valor? Pelo menos R$ 36 milhões



A Petra Diamonds encontrou a pedra preciosa que possui 29,5 quilates.



Ela tem uma incrível cor azulada e possui extraordinária saturação, tom e clareza. Tudo extremamente balanceado e na medida certa.

  A mina, localizada na cidade  de Cullinan, próximo da capital executiva Pretória, é conhecida por conseguir encontrar lindos diamantes.

O porta-voz da empresa disse, em entrevista à BBC: “Esta pedra é uma das mais excepcionais já encontradas em Cullinan durante a operação da mina. Ela possui um notável vívido azul e tem potencial para ser lapidada, ganhando grande valor e importância”.

No ano de 2013, a mesma empresa encontrou um diamante azul, muito parecido com este, de 25,5 quilates e o vendeu por R$ 36 milhões. Estima-se que essa pedra alcance, pelo menos, o mesmo valor, ou supere as expectativas.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Baklava: como fazer o clássico doce grego !



Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de cozimento: 70 minutos
Rendimento: 8

Ingredientes:

6 xícaras de nozes picadas
1 colher de chá de canela em pó (5 ml)
2 ¼ xícaras de açúcar (560 ml)
1 xícara de manteiga derretida (250 ml)
1 pacote de 450 g de massa folhada
2 xícaras de água (500 ml)
1 xícara de mel (250 ml)
1 colher de chá de extrato de baunilha (5 ml)
4 xícaras de uvas corinto
3 colheres de sopa de azeite extravirgem (45 ml)
1 xícara de iogurte grego (250 ml)



Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga o fundo e as laterais de uma assadeira de 22 x 33 cm. Misture as nozes com a canela, ¼ da xícara de açúcar (60 ml) e ¼ da xícara de manteiga derretida (60 ml). Reserve.

Desenrole a massa folhada. Corte toda a pilha pela metade para caber na assadeira. Cubra a massa folhada com um pano úmido para evitar o ressecamento enquanto você trabalha. Disponha duas folhas da massa na assadeira e unte cuidadosamente com manteiga usando um pincel. Repita a operação até que você tenha 6 folhas em camadas. Espalhe 1 ½ xícara de nozes por cima. Aplique duas folhas de massa, manteiga e adicione nozes para terminar com 4 camadas de nozes e massa. A última camada deve ter cerca de 6-8 folhas de profundidade.

Com uma faca afiada, corte em losangos ou quadrados até o fundo da assadeira. Você pode cortar 4 fileiras longitudinais e depois fazer cortes diagonais. Asse por 50 minutos até que o baklava esteja dourado e crocante.

Faça a calda enquanto o baklava estiver assando. Ferva a água com o restante do açúcar até dissolvê-lo. Acrescente mel e baunilha. Deixe ferver por cerca de 10 minutos. Retire o baklava do forno e espalhe imediatamente a calda com uma colher sobre ele. Deixe esfriar.

Enquanto isso, coloque as uvas corinto em uma bandeja, regue com azeite e polvilhe 2 colheres de sopa (30 ml) do açúcar restante. Asse no forno por 10 minutos aproximadamente até que as uvas corinto comecem a abrir. Sirva o baklava com iogurte grego, as uvas corinto e uma pitada de mel e nozes picadas. As nozes podem ser substituídas por qualquer tipo de semente (ou combinação de sementes).
gnt  Receitas de Chuck

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Salada de camarão com manga !!!!!!!!!


Salada de camarão com manga


Ingredientes 

. 1,2 kg de camarão médio limpo
. 1 colher (sopa) de sal
. 3 colheres (sopa) de cebolinha verde picada
. 1/4 de colher (chá) de pimenta-do-reino branca
. 3 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
. 1 cebola grande (150 g) picada
. 1 1/2 xícara de azeite de oliva (360 ml)
. 1 1/2 xícara de água (360 ml)
. 1 envelope de gelatina em pó, sem sabor, incolor (12 g)
. 4 mangas grandes (2,2 kg)
. 1 maço de rúcula médio (430 g  para decorar) 

Modo de preparo

Unte com óleo a lateral de uma fôrma de abrir de 25 cm de diâmetro. Coloque no centro do prato em que a salada será servida e reserve. Corte os camarões ao meio na horizontal e coloque numa tigela média. Junte o sal, a cebolinha verde, a pimenta-do-reino e o shoyu e misture bem. Reserve. 
Numa panela média, em fogo médio, refogue a cebola no azeite de oliva, mexendo às vezes, até ficar macia (aproximadamente 4 minutos). Acrescente a mistura de camarão reservada e refogue, mexendo delicadamente, até o camarão ficar rosado (cerca de 5 minutos). Tire do fogo e reserve. Separe algumas metades de camarão para decorar.
Numa panela pequena, polvilhe a água com a gelatina. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até a gelatina derreter. Reserve. Descasque duas mangas, corte ao meio e retire o caroço. Corte a polpa em cubinhos, acrescente à mistura de camarão reservada e mexa cuidadosamente. Reserve.
Descasque as mangas restantes, corte-as ao meio e retire o caroço. Corte em fatias de 0,5 cm. Corte cada fatia ao meio no sentido do comprimento e, depois, cada metade em tiras de 2 cm de largura (separe algumas tiras de manga para decorar). Passe cada tira na gelatina derretida reservada e cole, uma a uma, na lateral preparada formando uma cerca.
À medida que for colando, preencha com um pouco da mistura de camarão reservada para manter as tiras no lugar. Termine de rechear com o restante da mistura. Alise bem a superfície com uma espátula. Decore o centro com as fatias de manga reservadas e a borda com as metades de camarão reservadas.
Cubra com filme plástico e deixe na geladeira por cerca de 2 horas. Limpe a rúcula separando as folhas, lave e escorra. Reserve. Cuidadosamente, abra a lateral da fôrma que envolve a salada e retire-a. Ao redor, distribua as folhas de rúcula. Sirva a seguir.
fonte Mdemulher

Frutas exóticas e raras no Brasil I



Frutas exóticas são aquelas que não são originárias do Brasil, foram trazidas para cá, inicialmente pelos portugueses no século 16. Outras foram introduzidas aqui muito depois, até mesmo no século 20”, explicou o PHD em botânica Gil Felippe
.
Árvores típicas da China, Malásia, Índia e outros países orientais já são cultivadas no Brasil por causa das frutas oferecidas. O Terra falou com o botânico Gil Felippe; com o fotógrafo e pesquisador da flora e frutas brasileiras há 30 anos, Silvestre Silva, autor de vários títulos sobre frutas exóticas; e com a nutricionista Roberta Silva.
1 - Pera do campo -  A fruta é cultivada no cerrado brasileiro e hoje é rara por causa da devastação da vegetação. Ela tem o mesmo tamanho e formato que a pera comum, porém, tem a casca aveludada. Outra característica  é que a pera do campo é amarga como o limão. Contém proteínas, lipídios e vitamina A.


2 - Sapota do Solimões - É muito popular no oeste da Amazônia, a partir da cidade brasileira de Tefé até a região fronteiriça com o Peru e a Bolívia. É uma fruta doce e grande que chega a pesar 400g. Na época da maturação, esses frutos são comumente encontrados nas feiras de algumas cidades amazônicas, uma vez que a polpa, de sabor delicado, doce e saboroso, é muito consumida e apreciada pelas populações locais.


3 - Jabuticaba branca -  A fruta é verde e mesmo quando madura ela não escurece, como acontece com a jabuticaba comum. É uma espécie rara, endêmica da região da Mata Atlântica e que, infelizmente, está ameaçada de extinção. Conhecida pelo seu nome indígena, ibatinga, que significa “fruta branca”, ou também por jabuticaba-verde e jabuticabatinga.


4 - Physalis - É uma fruta indígena, nascida na região da Amazônia brasileira, conhecida popularmente como Camapu. Ela é amarela, pequena e delicada. O sabor da fruta é adocicado e um pouco cítrico. Alguns países da América do Sul produzem a fruta em grande escala e exportam, no Brasil a Physalis ainda é pouco conhecida.


5 - Lichia -  Originária do sul da china. Há uma forma que é cultivada nas montanhas, cujos frutos são pequenos e é usada como cavalo para enxertia. A outra forma, plantada em regiões chuvosas, produz as frutas comestíveis do comércio. As primeiras plantas foram trazidas para o Brasil em 1810 para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A lichia tem gosto adocicado e é muito perfumada.


6 - Rambutão - É cultivado na Tailândia, Indonésia, Filipinas, Suriname, Colômbia, Costa Rica e Cuba. Há pouco tempo, passou a integrar as prateleiras das lojas especializadas em frutas finas em São Paulo. A textura, o gosto e a forma de comer – mastigando ao redor da semente - se assemelham à lichia.


7 - Mangostão -  A árvore é originária da Malásia e hoje é cultivada em todas as regiões tropicais do Brasil. Também chamada de mangosta, mangostim ou mangusta aqui no Brasil, na Inglaterra ela ficou conhecida como a fruta da rainha, por ser consumida pela raina Vitória (1837-1901). O gosto suave e o aroma adocicado caracterizam o núcleo branco da fruta. O consumo pode ser ao natural ou em doces e sucos.



Fonte:
terra
e-jardim
paquetaense
Brasilescola

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TOP 5 mentiras que você não sabia sobre alimentos



O tradicional espaguete com almôndegas, não é de origem italiana, embora muitos pensem que qualquer prato a base de massa tenha sido inventado na Itália.

  A ideia deste prato não veio de lá. Isso nos faz pensar sobre o que outras coisas que temos aceitado como verdade, são, na realidade, mentiras. Conheça 5 mentiras sobre algumas comidas das quais nos alimentamos:

Mentira 1: Mini cenouras são cenouras infantis

  Em 1986, o fazendeiro Mike Yurosek, da Califórnia, havia se cansado de ter que jogar fora as cenouras deformadas que embalava em sua fábrica. 70% das cenouras precisavam ser excluídas, e nem como alimento para porcos servia por muito tempo.

  Um dia, o fazendeiro comprou um cortador de feijão verde de uma empresa de alimentos congelados que estava saindo do negócio, e passou a cortar as cenouras em tamanhos pequenos. O resultado é o que temos hoje: as mini cenouras, que no inglês é conhecida como “baby-cut”.

As mini cenouras não são, portanto, cenouras infantis. Elas são mais caras que as comuns, embora tenham, na verdade, sido originadas da pilha de cenouras consideradas ruins.

Mentira 2: Biscoitos da sorte vieram da China

Isto é clássico. No geral, todos acreditam que os famosos biscoitos da sorte são de origem chinesa. Você vai a qualquer restaurante chinês aqui no continente americano e é servido com um prato de biscoitos da sorte após a refeição. Parecem ser uma tradição tão e essencialmente chinesa. Mas se você for até a China, não vai encontrar esses biscoitinhos por lá com tanta facilidade.

A origem dos biscoitos da sorte é muito controversa, porém muitos pesquisadores indicam que o biscoito seja de origem japonesa, tendo sido inventado por padeiros japoneses que imigraram para os Estados Unidos.

E para que não reste nenhuma dúvida de que os biscoitos não são chineses, aí vai uma informação importante: no início da década de 90, o maior fabricante de biscoito da sorte nos Estados Unidos, Wonton Food, fez uma tentativa de introduzir o biscoito da sorte na China, mas desistiu porque, segundo os chineses, o alimento era “muito americano” para eles.

Mentira 3: A galinhada foi inventada pelo General Tso

Embora haja um prato a base de frango que leve o seu nome, é pouco provável que o próprio general Tso houvesse batizado a refeição, ou que a tenha inventado. A questão de como o nome do general está ligado a esta iguaria continua sem resposta até hoje, mas acredita-se que não foi de fato ele quem inventou tal receita culinária.

Mentira 4: O Wasabi que você come em seu restaurante japonês é igual ao que é feito no Japão

A menos que você tenha ido comer Wasabi no Japão, ou em um restaurante muito caro que sirva a iguaria, você provavelmente não provou o prato de verdade. O Wasabi feito em outros restaurantes é, na verdade, uma combinação de raiz-forte, mostarda e corante alimentício verde, e não um Wasabi real.

O verdadeiro Wasabi é feito com a raiz de Wasabi, e tradicionalmente ralado com um pedaço de pele de tubarão esticada sobre a pá de madeira. Elementos estes só são encontrados e comercializados no Japão, ou em restaurantes muito refinados.

Mentira 5: O Steak é um único pedaço de carne


O Steak ou aqueles pedaços grandes de carne que recheiam o hambúrguer ou são servidos como bife a parmegiana, não são um único pedaço de carne, infelizmente. Existe uma cola especial para unir os pedaços até que se forme uma única peça.

A cola de carne é uma enzima que liga as proteínas e as mantêm unidas. Ela é frequentemente usada na indústria de alimentos para fixar pedaços de carne em cortes nobres e avantajados. Aí o consumidor olha para aquele pedaço enorme de bife, e pensa que é um único pedaço, quando na verdade são vários pedaços unidos com uma cola. Depois que a carne estiver cozida não é possível notar a diferença.

Nem todos os restaurantes recorrem a esse truque barato, mas o costume é mais usado do que muita gente imagina.
http://jornalciencia.com/

Primeiros Socorros no Verão



Primeiros Socorros no Verão
Você pega no sono na praia e fica com a pele toda queimada. Deixa de tomar água o suficiente e se desidrata... Para tirar esses e outros contratempos de letra, confira as nossas dicas de Primeiros Socorros no Verão.


Corte

É comum as apaixonadas pela cozinha se machucarem manuseando objetos cortantes. Mas no verão esses "pequenos acidentes" acontecem ainda mais, por pura distração: entre um bate-papo e outro na hora de cortar o limão para a caipirinha ou a carne para o churrasco, lá se fez um talho feio no dedo!

Como agir

- Antes de cuidar do machucado, lave as mãos.

- "Com um pano limpo ou gaze, faça uma pressão sobre o ferimento a fim de estancar o sangue", ensina a enfermeira Yara Kimiko Sako, do Hospital Israelita Albert Einstein (SP).

- Lave a área com água limpa e abundante.

- "Se a hemorragia não parar, proteja o corte com uma gaze ou um pano fino e procure assistência médica", alerta Yara. No hospital, o médico poderá avaliar se existe infecção, indicar os medicamentos adequados e se há a necessidade de suturar a região.

Queimadura de sol

Embora todo mundo saiba da importância do uso de protetor solar, nem sempre as recomendações são seguidas à risca. Seja qual for a cor da pele, o correto é adotar FPS 30, e reaplicá-lo a cada duas horas ou após os mergulhos. Caso contrário, é possível ficar vermelha, ardida e com bolhas.

Como agir

- Depois de uma queimadura, a exposição ao sol fica proibida! A ordem é se proteger com roupas leves e frescas, sem abafar a pele.

- "Use um spray de água termal ou produtos formulados com silicone para acalmar e regenerar a pele", indica a dermatologista Christiana Alonso, da Clínica Ayni Saúde Integrada (SP).

- A água do banho deve ser de morna a fria para não sensibilizar ainda mais a região, que descama após o processo de cicatrização.

Afogamento

Muita gente se arrisca em águas desconhecidas ou descuida das crianças na piscina ou no mar. "A atenção tem que ser dobrada com os pequenos e deve-se mantê-los sempre à vista", orienta a enfermeira Cibelli Rizzo Cohrs, do Departamento de Enfermagem Clínica e Cirúrgica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Também é importante não consumir bebidas alcoólicas ou refeições pesadas antes de entrar na água, respeitar os avisos de alerta dos salva-vidas e não nadar sob tempestade.

Como agir

- Retire a vítima da água com a ajuda de um objeto flutuante, como uma prancha de isopor, puxando-a para um local seguro.

- Coloque-a em uma superfície rígida e plana e a acalme.

- Retire as roupas molhadas e mantenha o corpo aquecido.

- Cheque a respiração. Se estiver tudo bem, coloque a vítima de barriga para cima e vire a cabeça de lado. Se não houver sinais, faça a reanimação cardiopulmonar (o ideal é que seja realizada por alguém habilitado).

- Peça socorro ao Resgate (telefone 193).

Picada de inseto

As picadas costumam provocar dor leve, coceira e inchaço local, sintomas que passam logo. Mas algumas podem ficar inchadas e a sensação é de que jamais vão parar de coçar.

Como agir

- Lave a região com bastante água e sabão.

- Coloque uma bolsa de gelo embrulhada em uma toalha fina sobre a picada por 20 minutos.

- Durante meia hora, observe se há alguma reação alérgica. Se notar, procure o pronto atendimento.

- "Se a picada for de abelha, localize o ferrão e o extraia, junto com a bolsa de veneno, com a ajuda de uma borda cega, como a de um cartão de crédito. Mas tome cuidado para não espremer a bolsa de veneno, para não liberar ainda mais na pele", alerta a enfermeira Yara Kimiko Sako.

Insolação

Mal-estar, tontura, vermelhidão no corpo e dor de cabeça são os sintomas. "A insolação é a alteração súbita dos fluidos corporais. O excesso de calor leva à vasodilatação e à queda de pressão, provocando tonturas, dor de cabeça e perda exagerada de líquido pela transpiração", explica Silvia Solda, coordenadora do pronto-socorro do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo.

Como agir

- Deixe a pessoa em local arejado.

- Faça compressas de soro fisiológico ou chá de camomila frio para baixar a temperatura.

- Sirva água, bebida isotônica ou água de coco - menos alimento.

- Mantenha a vítima deitada, com as pernas elevadas.

- Procure o hospital para verificar a pressão arterial e o quadro clínico geral. "Em alguns casos, a insolação pode estar associada à hipertensão", avisa Silvia.

Fonte: mdemulher

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Creme brûlée de brigadeiro com damasco e nozes ! chef Ronaldo Canha



Rendimento: 2 porções

Ingredientes:
1 lata de leite condensado (400g)
1 colher (sopa) de manteiga com sal
100ml de leite
2 gemas de ovo
150g de chocolate meio amargo
30g de damasco cortados em cubinhos (ou meia colher de sopa)
30g de nozes picadas (ou meia colher de sopa)
1 colher (sopa) de açúcar refinado
Granulado quadrado (para decorar)

Modo de preparo:
Em uma panela, coloque o leite condensado, a manteiga e o chocolate. Mexa e quando começar a derreter, coloque as gemas com o auxílio de uma peneira, para não cair a película do ovo na mistura.
Deixe cozinhando um pouco, até atingir cerca de 64ºC. Coloque a mistura em um refratário e leve ao forno por 35 minutos a 100ºC. Para finalizar, coloque uma camada de açúcar e use um maçarico culinário para fazer a camada crocante, e espalhe o granulado de chocolate.
fonte gnt

Cientistas criam cerveja que hidrata e evita ressaca



Quase todo mundo adora apreciar uma cervejinha bem gelada, e é unânime também que todos odeiam acordar de ressaca por conta dos brindes em excesso. Porém, cientistas da Universidade de Grifth, Austrália, inventaram uma cerveja inovadora, que evita a ressaca além de hidratar o organismo e sanar o grande problema de absorção de água proporcionado pela bebida.


O grande inimigo do álcool é o fato de ele impedir a absorção de água pelo nosso organismo, o que faz com que tenhamos mais vontade de urinar e fiquemos cada vez mais desidratados. Isso provoca as horríveis ressacas que todos conhecem. Com uma bebida com maior capacidade de deixar o corpo absorver a água, as hipóteses de passar o dia seguinte na cama diminuem consideravelmente.

Ela possui teor alcoólico mais baixo que as comuns (cerca de 2,3%) e utiliza eletrólitos , composto existente em energéticos para garantir uma pós bebedeira tranquila. A melhor parte é o sabor: os cientistas garantem que é igual a das demais, mas nenhum deles comentou sobre uma possível comercialização do produto.
Fonte: apauta

sábado, 18 de janeiro de 2014

Os Benefícios do Limão e dicas de receitas saudáveis



Os limões são ricos em ácido cítrico, que confere ao fruto um sabor ácido. As frutas cítricas não só apresentam um sabor bem particular, mas também apresentam benefícios à saúde.

Citrus e seus produtos são uma boa fonte de vitaminas, minerais e fibras alimentares que são necessários para o crescimento, desenvolvimento global e bem estar nutricional.
Rico em vitamina C, o limão ajuda a fortalecer as defesas do corpo, prevenindo doenças. Também é boa fonte de potássio, magnésio, cálcio e fósforo, vitamina B6, cobre, riboflavina, ácido pantotênico, vitamina A, ácido fólico e uma variedade de fitoquímicos. Sendo um alimento vegetal, não contém colesterol, gordura ou sódio. O limão ainda possui várias propriedades benéficas ao organismo, tais como: bom para a circulação (redução da pressão arterial), ajuda a digestão, previne alguns tipos de câncer, reduz os níveis de colesterol, adstringente, antibacteriano e antiviral.

O limão também possui uma substância chamada limonemo, que protege o corpo contra os efeitos destrutivos dos radicais livres.

Os compostos químicos como limonóides podem atuar na diminuição de ocorrências de câncer de mama, pele, pulmão, boca, estômago e cólon.

Podemos ingerir o suco do limão em jejum? Qual é a quantidade diária recomendada? A nutricionista Barbara Riboldi, da Clínica Nutrissoma, esclarece dúvidas de leitores.

Quais os segredos do limão?

É uma fruta com baixíssimo valor calórico, boa fonte de fibra e vitamina C, além de conter outras vitaminas (tiamina, riboflavina) e minerais (fósforo, silício, cálcio e ferro).

Grande parte dos seus benefícios estão vinculados a uma substância presente na casca chamada d-limoneno (rica em flavonoides). Esses flavonoides, possuem ação antioxidante que previne a ação dos radicais livres.

O limão ajuda a emagrecer?

Esse mito deve-se ao fato dele ser rico em ácido cítrico, que é considerado um adstringente da gordura. Porém, essa ação ocorre no estômago, e a absorção de gorduras ocorre no intestino.

Qual o benefício de tomar o limão em jejum? Qual é a recomendação?

O aconselhamento do consumo de limão em jejum tem origem na medicina indiana. A recomendação é tomar diariamente, em jejum, um copo de água com algumas gotas de limão.

A ação do limão combinado com a água morna será estimular o transito intestinal, e aproveitar a ação desintoxicante e descongestionante do limão.

Qual é a quantidade diária recomendada?

Um limão por dia. É aconselhável o consumo de outras frutas ao longo do dia, lembrando da importância de variar os alimentos, pois cada um contém diferentes minerais, vitaminas e princípios ativos.

Quais os cuidados que devemos tomar?

Para que tem hipersensibilidade nos dentes, orienta-se usar canudo para evitar o contato excessivo do limão com o esmalte dentário.

Cuidado com o sol após espremer o limão. Após manejá-lo, deve-se lavar bem as áreas da pele que entraram em contato com o alimento para evitar manchas.

Dicas da nutricionista:

- Consumir o suco de limão junto ao almoço é uma ótima opção para quem quer poupar calorias. Além disso, a vitamina C presente no suco potencializará a absorção de ferro dessas refeições.

- O limão ajuda a conservar alguns alimentos. Por exemplo, ao picar uma maçã ou ralar uma cenoura, esprema um limão para para evitar o escurecimento delas.

RECEITAS PARA TOMAR EM JEJUM

Suco detox 1

½ limão com casca
½ copo chá verde
4 folhas de hortelã
2 colheres de sopa de chia

Suco detox 2

1 folha de couve
½ limão com casca
½ pepino sem casca e sem semente
1 colher de chá de gengibre ralado

LANCHES

Opção 1

1 abacate pequeno amassado
Suco de ½ limão
1 colher de sopa de açúcar mascavo

Opção 2

80g de polpa de açaí congelada
suco de um limão
1 colher de sopa de guaraná em pó

NAS REFEIÇÕES

- Utilizar o limão em temperos para carnes e saladas

Vinagrete de limão

1/4 copo de suco de limão
2 colheres de sopa de aceto balsâmico
1 colheres de sopa de mostarda Dijon
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Outros sucos muito bons:

Suco desintoxicante, contra ansiedade, ativa a memória e melhora o sono:

Bater o suco fresco de 2 limões com 5 folhas de alface (qualquer tipo) e suco de 1 laranja (qualquer uma).

Suco para prevenção do envelhecimento precoce e que favorece o intestino:

Bater o suco fresco de 2 limões com 1 maça fuji inteira e 1 colher de semente de linhaça triturada.

Suco para melhorar a digestão e ajudar a emagrecer:

Bater o suco fresco de 2 limões com 2 fatias grossas de abacaxi e 1 folha de couve crua.

Suco para ativar o sistema imunológico:

Bater o suco fresco de 1 limão c/ casca, 1 colheres de chá de gengibre ralado, 3 acerolas e 1 laranja lima.

Suco para acelerar o metabolismo:

Bater o suco fresco de 1 limão com 1 colher de chá de canela em pó e ½ colher de sopa de mel de abelha


Veja também: Os benefícios do Abacate e Os Benefícios da Jabuticaba.

Fonte: clicrbs - einstein

Sorria! - Você já sorriu hoje? Não? Então o que está esperando?



- Hoje é mais um dia lindo para ser aproveitado!

- Existem pessoas que te amam...

- Você é super importante, e sem você o mundo não seria o mesmo!

- Esqueça os problemas... você fica lindo ou linda com um sorriso estampado no rosto!

- Você é privilegiado, pois pode e deve ter força física ou interior para lutar pelos seus objetivos!

- Pois o sorriso é contagiante, vamos fazer uma epidemia!

- Não se preocupe com os obstáculos da vida, eles nos fazem crescer!

-  A vida é bela, se você não acha isso, torne sua vida bela.... comece sorrindo, que tudo a sua volta mudará!

- A sua família é o seu porto seguro e você deve estar sempre perto de quem é sangue do seu sangue. 

- Pois você está vivo.... e este é o maior motivo para sorrir.... pois a sua existência faz o mundo mais feliz!

- Um sorriso por mais simples que seja modifica tudo a nossa volta.

- Um sorriso pode alegrar um coração, restaurar amizades e até conquistar as pessoas.

- Mas o mais importante é que sorrindo você se sentirá melhor e o seu sorriso contribuirá para um mundo mais feliz!



Fonte: microfone

Tomates Recheados


Foto: Tomates Recheados:
Ingredientes: 
8 tomates maduros, cortado ao meio transversalmente 
1 1/2 xícaras de farinha de rosca panko(Pão Fresco)
1/4 xícara parmesão ralado 
1 1/2 colheres de sopa de salsinha folha, picada 
2 colheres de chá de orégano, picada 
1 colher de chá de alecrim picado 
1 colher de chá de tomilho picado 
1 colher de sopa de manteiga sem sal, derretida 
sal e pimenta a gosto
Instruções: 
1. Preaqueça o forno a 375 ° C. 
2. Corte os tomates e separe as sementes, Ponha de lado. 
3. Coloque farinha de rosca, o queijo parmesão, a salsinha, orégano, alecrim e tomilho em uma tigela pequena e misture bem. Adicione a manteiga derretida e misture até que a mistura é completamente revestido em manteiga. Tempere com sal e pimenta. 
4. Preencha e topo de cada tomate com cerca de 3 1/2 colheres de sopa de mistura de migalhas. 
5. Coloque cada tomate recheado em uma assadeira forrada pergaminho e asse por 20 a 25 minutos ou até amaciar e tomates topo viraram dourar. 
6. Permitir tomates esfriar por 5 minutos e servir.

Tomates Recheados:
Ingredientes: 
8 tomates maduros, cortado ao meio transversalmente 
1 1/2 xícaras de farinha de rosca panko(Pão Fresco)
1/4 xícara parmesão ralado 
1 1/2 colheres de sopa de salsinha folha, picada 
2 colheres de chá de orégano, picada
1 colher de chá de alecrim picado
1 colher de chá de tomilho picado
1 colher de sopa de manteiga sem sal, derretida
sal e pimenta a gosto
Instruções:
1. Preaqueça o forno a 375 ° C.
2. Corte os tomates e separe as sementes, Ponha de lado.
3. Coloque farinha de rosca, o queijo parmesão, a salsinha, orégano, alecrim e tomilho em uma tigela pequena e misture bem. Adicione a manteiga derretida e misture até que a mistura é completamente revestido em manteiga. Tempere com sal e pimenta.
4. Preencha e topo de cada tomate com cerca de 3 1/2 colheres de sopa de mistura de migalhas.
5. Coloque cada tomate recheado em uma assadeira forrada pergaminho e asse por 20 a 25 minutos ou até amaciar e tomates topo viraram dourar.
6. Permitir tomates esfriar por 5 minutos e servir.

El cocinero loko

Ocorreu um erro neste gadget