Saúde

Clique aqui para ver todos os posts com o tema de saúde, com opções naturais e ações interessantes para melhorar o seu dia-a-dia.

Receitas

Receitas de água na boca para todos os gostos: de vários lugares, doces e salgadas.

Notícias

Mantenham-se atualizados com as últimas notícias que estão rolando por Floripa e pelo mundo.

Curiosidades

Dicas e truques para fazer a vida um pouquinho mais fácil, e informações divertidas sobre todos os tipos de assunto.

Depoimentos

Opiniões e informações de todos os cantos da internet.

Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


sábado, 31 de março de 2012

Perigosas infecções virais poderiam ser usadas na guerra contra o câncer


Infecções especialmente adaptadas poderiam ser usadas para ajudar a combater as células cancerosas que se dividem descontroladamente.

Cientistas americanos vêm tentando criar um vírus com potencial fraco e com baixo risco para células saudáveis, mas forte o suficiente para destruir as células cancerosas.

O Dr. Robert Martuza, neurocirurgião chefe do Massachussetts General Hospital e professor de neurociência da Harvard Medical School, disse ao New York Times: “É um momento muito emocionante. Os vírus poderão atacar tumores, com apenas alguns vírus”.

Os médicos sabem que os vírus podem enfraquecer o câncer desde a virada do século. No entanto, os esforços iniciais para usar esse conhecimento na cura de pacientes falharam, podendo matar os voluntários de infecção.

Mas agora, seguindo uma nova compreensão sobre a genética de vírus e do câncer, novos trabalhos estão sendo desenvolvidos, e os médicos perceberam que vírus adaptados podem dar boas respostas.

No momento, vários pacientes estão sendo submetidos aos testes. Uma forma do vírus do herpes está sendo testado em câncer de pele e uma vertente do vírus da varíola está sendo usado em câncer de fígado.

Existem efeitos secundários semelhantes a uma gripe, porém os médicos dizem que estes são muito fáceis de serem tratados em comparação com os efeitos da quimioterapia.

Dr. Martuza começou seu trabalho com a versão do vírus do herpes em 1991, injetando uma forma enfraquecida em camundongos com câncer no cérebro. No entanto, os estudos não foram satisfatórios e os ratos morreram de infecção no cerebral.

Em 1990, um ano antes, um infectologista de Chicago, EUA, descobriu que quando um gene em particular é retirado, o vírus conseguia retardar o crescimento de células cancerosas. Seis anos depois, um virologista adaptou o vírus do herpes de forma que ele não ataque o sistema imunológico.

Receita Deliciosa de Ovo de Páscoa de Colher 2012, Passo a Passo

passo a passo ovo colher pascoa 2012 passo a passo ovo colher pascoa 2012 300x180
Gosta de cozinhar delícias para sua Família e Amigos?? Então confira uma receita deliciosa de Ovo de Páscoa de Colher de 2012, passo a passo… Além de deliciosa essa receita é simples, rápida, fácil e prática de fazer!! Confira só:

Ingredientes:

1 kg de chocolate

1 lata de leite condensado

1 lata de creme de leite

4 colheres (sopa) de chocolate em pó

1 colher (sopa) de manteiga.

Materiais: travessa de vidro, faca, espátula do tipo “pão duro”, fôrma especial para ovos de Páscoa (250 g)

Modo de Preparo:

1. Com uma faca, pique o chocolate ao leite e divida em três partes iguais.

2. Derreta duas partes de chocolate no micro-ondas de 30 em 30 segundos, mexendo nos cada intervalo.

3. Junte a terceira parte e mexa até derreter completamente toda a mistura.

4. Pegue uma forminha e pincele o chocolate na forma e leve à geladeira. Repita o processo até a casca ficar grossa.

5. Depois cubra a forma com papel manteiga.

6. Leve à geladeira de cabeça para baixo e deixe endurecer até a casquinha cair da forma – Por isso o papel manteiga.

7. Misture os ingredientes do Brigadeiro numa panela fora do fogo até formar um creme.

8. Leve ao fogo baixo e mexa até o brigadeiro desgrudar do fundo da panela.

9. Espere o brigadeiro esfriar completamente e encha o ovo com o ele.

10. Coloque o ovo em uma bela embalagem e finalize com confeitos coloridos.

Fonte: Revista Mdemulher.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Hora do Planeta 2012: hoje é dia de apagar as luzes e ficar no escuro

O QUE É?
A Hora do Planeta é um ato simbólico, promovido no mundo todo pela Rede WWF, no qual governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando as suas luzes durante sessenta minutos.

QUANDO?
Sábado, dia 31 de março, das 20h30 às 21h30. Apague as luzes e participe da Hora do Planeta 2012.
ONDE?
No mundo todo e na sua cidade, empresa, casa... Em 2011, mais de um bilhão de pessoas em todo mundo apagaram as luzes durante a Hora do Planeta.

No Brasil, mais de 100 cidades irão participar do evento, e você pode conferir a lista das cidades que já aderiram ao projeto aqui.

O movimento surgiu na Austrália em 2007 e já em 2008 se espalhou para 35 países. Em 2010, foram 4.200 cidades de 125 países que aderiram à ação. Em 2011, mais de um bilhão de pessoas participaram.

No ano passado, o total de cidades que aderiram foi de 123, com 20 capitais. Das 120 participantes, 24 cidades estão participando pela primeira vez.

O número total de ícones, praças e monumentos, cujas luzes essas cidades se dispõem a apagar, já é recorde há alguns dias — 541, até o momento — superando os 380 de 2011.

Outra marca batida foi a participação das cidades do estado de São Paulo: 45 até agora, seis a mais do que as 39 do ano passado.

Não deixe de participar!

Confira o site do "Hora do Planeta"
Fonte: WWF Brasil

Bacalhau à Mem de Sá

Ingredientes

. 1 kg de lombo de bacalhau em postas
. 4 batatas médias cortadas em rodelas grossas
. 1 maço de brócolis japonês
. 5 tomates
. 1 colher (sopa) de sal grosso
. 1 colher (sopa) de orégano
. 1 xícara (chá) de azeite
. 5 cebolas médias cortadas em rodelas finas
. 4 dentes de alho picados
. 100 g de azeitonas pretas cortadas em lascas
. Orégano fresco

Modo de preparo

1. Deixe o bacalhau de molho em água durante 24 horas, trocando a água no mínimo 4 vezes, e mantendo na geladeira.

2. Escorra o bacalhau e deixe de molho em leite gelado por 3 horas.

3. Escorra e afervente em água durante 10 minutos. Escorra e reserve.

4. Cozinhe as batatas até ficarem macias, porém firmes. Reserve.

5. Afervente os brócolis durante 4 minutos. Escorra e reserve.

6. Corte os tomates ao meio no sentido do comprimento, retire as sementes e deixe alguns minutos virados para baixo em papel-toalha.

7. Coloque-os em uma assadeira antiaderente, virados para baixo, salpique com o sal grosso e o orégano e leve ao forno médio, preaquecido, até que a pele solte.

8. Retire a pele e reserve.

9. Em uma frigideira, aqueça 2 colheres de azeite e refogue a cebola.

10. Em uma assadeira, coloque as postas de bacalhau, as batatas, salpique com o alho, regue com 1/2 xícara de azeite e leve ao forno médio preaquecido por 20 minutos ou até dourar.

11. Em um refratário, coloque o bacalhau, a batata, os brócolis, a cebola, o tomate, a azeitona, regue com azeite e leve ao forno. Decore com o orégano fresco.

Quer perder alguns quilos? Coma alimentos com cheiro forte!

 O cheiro dos alimentos pode afetar a forma como você come, de acordo com uma pesquisa holandesa.


Publicado na revista Flavour na edição de ontem, 23 de março, os resultados mostram que os aromas fortes levam a tamanhos menores de mordidas e sugere que o cheiro pode ser utilizado como um meio de controle do tamanho da porção.

O tamanho da “bocada” que alguém dá em uma comida depende da familiaridade e da textura com aquele alimento. Tamanhos menores de mordidas são muitas vezes ligados a uma sensação de se sentir mais completo, mais cheio.

  A experiência realizada com os aromas dos alimentos está ligada aos seus constituintes e a textura que ele apresenta. Os tamanhos menores de mordidas são relacionados com uma menor liberação de sabor o que pode explicar porque levamos menos comida a boca quando ingerimos alimentos com cheiros fortes ou quando não gostamos de determinada comida.

Os resultados do estudo mostram que a intensidade do cheiro provocava menor mordida, de acordo com o Dr. Rene A. Wijk, líder do estudo: “Nossas cobaias humanas foram capazes de controlar a quantidade de sobremesa”, comentou.



  O estudo mostrou que, através da manipulação do odor dos alimentos, é possível reduzir em 10% a quantidade de ingestão. Combinando alimentos de odores fortes com alimentos que você gosta, é possível enganar seu corpo, fazendo-o pensar que você já está saciado com uma quantidade muito menor do que normalmente comeria, ajudando na perca de peso.

Alguns alimentos como peixes e alho entram na lista de odores fortes que poderiam estimular a sensação de saciedade.

Bolo Gelado de Páscoa

RECEITA: Bolo Gelado de Páscoa
Ingredientes

Massa:
- 8 ovos
- 4 colheres (sopa) de Tal e Qual (8 g)
- 1 colher (café) de essência de amêndoas
- 1 ½ xícara (chá) farinha de trigo
- 2 colheres (chá) de fermento em pó

Recheio:

- 1 embalagem de Pudim Doce Menor Sabor Baunilha (25 g)
- 1 embalagem de Pudim Doce menor Sabor Chocolate (30 g)
- 1 ½ xícara (chá) de leite desnatado (300 ml)
- 2 xícaras (chá) de creme de leite fresco
- 2 colheres (sopa) de rum
- ½ xícara (chá) de suco de laranja (100 ml)

Cobertura:
- 4 barras de Chocolate ao leite Gold picadas (100 g)
- ½ xícara (chá) de leite desnatado (100 ml)

Preparo
Faça a massa: coloque os ovos em uma batedeira e bata em velocidade média até que eles espumem e tripliquem de volume. Adicione o adoçante e a essência de amêndoas e bata por mais três minutos, ou até que se forme um creme leve e fofo. Desligue a batedeira e adicione a farinha de trigo peneirada com o fermento em pó. Misture delicadamente, com um batedor de arame, e leve para assar em duas formas retangulares de 17 x 27 cm, untadas com papel-manteiga, em forno médio (180ºC), durante 30 minutos, ou até que fiquem dourados. Desenforme morno e deixe os pães de ló esfriarem sobre uma grade.

Faça o recheio: cozinhe o pudim sabor baunilha com metade do leite e mexa durante 2 minutos em fogo baixo. Desligue o fogo e mexa até que engrosse e fique na consistência de um mingau firme. Repita o procedimento com o pudim de chocolate e deixe esfriar.

Bata o creme de leite até o ponto de chantilly. Misture metade do creme batido com o pudim sabor baunilha e a outra metade com o pudim sabor chocolate.

Corte os pães de ló ao meio, formando dois retângulos menores, e, em seguida, divida cada retângulo em três tiras. Forre duas formas de ovo de Páscoa de 750 g com três tiras de pão de ló, de modo que não sobrem espaços para o creme vazar por baixo. Molhe-as com o rum misturado com o suco de laranja.

Coloque uma camada de creme de chocolate, em seguida uma camada de creme de baunilha. Finalize fazendo a sola com fatias de pão de ló, pressionando levemente. Leve as formas para gelar no freezer durante 4 horas.

Para a cobertura: em uma panela de fundo grosso, em fogo baixo, derreta as quatro barras de chocolate junto com o leite, até que se forme uma calda de chocolate espessa. Espalhe-a morna sobre a sobremesa e sirva imediatamente.

Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: 10 porções
Informação nutricional – 1 porção
fonte plenamulher

quinta-feira, 29 de março de 2012

Pense e atue firme e positivamente: “Eu sou, eu quero, eu posso”!

Você tem em mente realizar sonhos? Pretende somar riquezas e aumentar patrimônio? Ter o canudo de bacharel, galgar degraus rumo a altos cargos corporativos? Tudo isso e muito mais você pode obter e transformar-se numa personalidade de destaque. Conscientize-se que o maior vencedor é aquele que consegue vitórias sobre si mesmo.
     Saia da zona do conforto. A mesmice é terrível na vida do ser humano. Uma rotina-padrão-básica estraga a consecução de qualquer nível de planos. Há que sair dela e romper com essestatus quo. Decisão, firme e irresoluta. Essa é a palavra-mor. Decidir mudar o que é para ser mudado e melhorar o que é para ser melhorado.
     Quantas grandes ideias morrem no nascedouro, fruto da inação do idealizador! Aquele ímpeto interior, a garra, a vontade acesa, a determinação e o ideal “eu sou, eu posso, eu quero” tem de estar vivo e vibrante dentro de cada um de nós. Pense que em termos de sucesso nada nos vêm de “mão beijada”. Sempre temos de suar, de passar sufoco, de vencer opiniões contrárias, muitas vezes pessimistas e seguirmos, passos largos e decididos com nossas próprias pernas. Assim é a vida, assim é essa busca incansável que todos perseguem, o sucesso, a vitória, o êxito, amealhar prêmios, ser o melhor, ser o que sempre sonhou e construir o sucesso que sempre quis!

>>

    2.Não se preocupe em demasia com a passagem do tempo, não antecipe seu envelhecer!

     Querer antecipar para hoje o que é para amanhã pode ser um erro estratégico, quiçá impossível. O sucesso na vida de todos nós vem no devido tempo, geralmente após árduas lutas e sacrifícios. Nada acontece na véspera.  
     “Curta” o momento, inspire o doce aroma da vida. Não viva preocupado, contando os minutos, perturbado com a velocidade do relógio da existência. Ele, o tempo, segue seu curso e nós o seguimos, qual passageiro em uma nave rumo ao futuro. Aproveite a paisagem e nem pense em ser mais veloz que o tempo: ele é o condutor, nós, os conduzidos.
    Esteja par e passo com sua missão terrena, não tema a velhice física chegar. Ela vem, é inexorável. Importante mesmo é estar feliz, com um visual exterior bem cuidado, mais novo que a idade cronológica. Procure, pois, remoçar-se, ser jovem todos os dias.
     Quando tentamos fazer as coisas premidos pelo relógio, de olho na grandeza dos compromissos e na exiguidade do tempo, a preocupação  nos assoma e acabamos fazendo errado ou com baixa qualidade. Na vida, para cada coisa há um tempo, e um tempo para cada coisa. Ao quebrarmos essa barreira lógica invadimos a penumbra do desconhecido.
    Faça suas coisas naturalmente. Não se estresse com o sucesso que demora, ele virá ao seu tempo. Simplesmente saboreie cada segundo da vida, qual fosse o vinho dos deuses, pacientemente, até a última gota!

     Inácio Dantas
 Postado em Bem estar e qualidade de vida

Comer alimentos gordurosos faz o cérebro crescer, diz pesquisa

Dietas ricas em gorduras fazem a circunferência de sua barriga aumentar e também provocam crescimento de partes do cérebro, ao menos em ratos, é o que afirma uma nova pesquisa.

Infelizmente, uma dieta rica em hambúrgueres não irá fazer você se tornar uma pessoa mais inteligente, pois as novas células do cérebro provocam o aumento no peso, é o que suspeitam os cientistas.

  Os ratos com novas células cerebrais ganharam peso muito mais rápido do que o grupo controle. A descoberta pode oferecer uma visão sobre como o cérebro controla o ganho de peso através da alimentação e da fome.

  A pesquisa também pode abrir caminhos para a compreensão dos fatores que desencadeiam a obesidade. Ainda não está claro se este mesmo processo ocorre em seres humanos, mas se assim for, a descoberta também poderá oferecer mecanismos para tratamentos mais eficientes para a obesidade.

“Esse tipo de trabalho vai certamente informar a forma como pensamos sobre os fatores subjacentes que se relacionam com a obesidade”, comentou Jeffrey Flier, endocrinologista da Harvard Medical School em Boston, EUA.

O estudo descobriu que uma dieta rica em gordura provoca o crescimento de células nervosas em uma pequena parte do cérebro chamada de eminência mediana.

Camundongos que ingeriram uma dieta rica em gordura ganharam um grande número de células neste local específico, criando até quatro vezes mais células do que os camundongos com uma dieta normal. A mudança, para espanto dos pesquisadores, ocorreu em poucas semanas.


 Os ratos com mais células no cérebro ganharam peso rapidamente, e os cientistas acreditam que possa existir um ‘mistério-chave’ que faça uma ligação direta com a quantidade de células nervosas na eminência mediana com a obesidade.

O chefe da pesquisa, Seth Blackshaw do John Hopkins University, disse: “Este é o primeiro passo na tentativa de compreender este processo. Estamos longe de perceber se isso será ou não relevante na obesidade humana”.
http://jornalciencia.com/

Arroz Selvagem com Bacalhau Receita especial para a Páscoa.

 
Por Josapar

Rendimento: 6 porções

Tempo de Preparo: 30 minutos

Ingredientes:
1 embalagem de Arroz Selvagem (250 g)
2 xícaras (chá) de Arroz Tio João cozido e aquecido (360 g)
1/4 xícara (chá) de azeite (50 ml)
400 g de bacalhau dessalgado e cozido, desfiado em lascas grossas
2 tomates sem pele e sem sementes em cubos (340 g)
150 g de azeitonas verdes picadas
Sal, pimenta e cebolinha verde picada

Preparo:
Prepare o arroz selvagem: lave-o rapidamente com água e coloque-o em uma panela grande. Adicione 10 xícaras (chá) de água fervente (2 litros) e 3 colheres (chá) de sal. Tampe a panela e leve ao fogo forte até ferver. Abaixe o fogo e cozinhe por 45 minutos ou até o grão ficar macio (se preferir, cozinhe em panela de pressão por cerca de 25 minutos). Escorra o excesso de água, transfira os grãos para uma travessa e acrescente o arroz branco cozido e aquecido.

Aqueça o azeite em uma frigideira, junte o bacalhau, os tomates, as azeitonas e refogue por cerca de 5 minutos. Acrescente o refogado à travessa com os dois tipos de arroz, verifique o sal e a pimenta e finalize com a cebolinha. Sirva em seguida.
fonte www.revistasaboresdosul.com.br

quarta-feira, 28 de março de 2012

Quiribati quer comprar terras em Fiji para salvar os moradores das mudanças climáticas

 

As mudanças climáticas estão forçando uma nação inteira a mudar de localidade.


Anote Tong, presidente de Quiribati.

  A pequena nação insular do Pacífico, chamada de Quiribati, está fazendo negociações para comprar terras nas Ilhas Fiji, para os cidadãos se deslocarem quando as mudanças climáticas induzirem o aumento do nível do mar.

  O presidente de Quiribati, Anote Tong, disse que ele começou a negociar com o governo militar de Fiji para comprar 20 quilômetros quadrados de terra para que a população dos 32 atóis de coral possam ser realocados antes que suas terras desaparecem sob as ondas.

“Este é o último recurso. Nosso povo tem que se mover, pois as marés estão chegando em nossas casas e aldeias”, comentou o presidente Tong a TV Fiji.

  A TV estatal de Fiji comentou que não quer ver 113.000 pessoas (toda a população de Quiribati) chegando de uma só vez em seu país. O presidente Tong comentou que o plano seria enviar um pouco de trabalhadores qualificados para que ocorra fusão com a população de Fiji, permitindo uma contribuição positiva da economia do país.

“Eles precisam encontrar um emprego, não serem tratados como refugiados. Eles devem ser tratados como imigrantes com qualificações podendo contribuir com Fiji, ter um lugar na comunidade. Não devem ser vistos como cidadãos de segunda classe”, comentou o presidente Tong.



Algumas pessoas pensam que sair de Quiribati e fugir para Fiji seria uma grande bobeira, pois ambas são formadas por ilhas, mas a realidade é completamente diferente.

Enquanto Quiribati é formado por atóis de corais que não ultrapassam os 2 metros acima do nível do mar, Fiji consiste de um arquipélago com 106 ilhas vulcânicas com picos que chegam a mais de 1.300 metros. Fiji deve ficar completamente protegida quando o nível do mar subir pelas mudanças climáticas.

A atitude desesperada do presidente se baseia em um relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, de 2007, que prevê aumento de 18 a 59 centímetros no nível do mar até 2100.
http://jornalciencia.com

Colomba Pascal: pão doce de origem italiana

 
De origem italiana, a colomba é semelhante ao panetone de Natal, mas com o formato de uma pomba, que representa a vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos quando Cristo ressuscita. Além disso, a pomba é também um símbolo da almejada paz.

Receita de Colomba Pascal
(Rendimento: 3 colombas de 800 gramas cada)

Ingredientes para fermentação:
200 ml de leite morno
60 gr de farinha de trigo
80 gr de açúcar
60 gr de fermento biológico fresco

Ingredientes para massa:
250 gr de manteiga sem sal amolecida
840 gr de farinha de trigo
50 gr de amêndoas picadas grosseiramente
50 gr de nozes picadas grosseiramente
50 gr de castanha de cajú torrada e moída grosseiramente
50 gr de avelãs picadas grosseiramente
160 gr de açúcar
1 colher (sopa) de licor de laranja
1 colher (sopa) de raspas de laranja
5 ovos

Ingredientes para cobertura:
100 gr de açúcar de confeiteiro
2 claras
1 colher (sopa) canela em pó
50 gr de castanha de cajú torrada e moída

Modo de preparo da fermentação:
Dissolva em uma tigela grande o fermento e o açúcar. Junte a farinha e o leite e misture bem. Cobra com filme plástico e deixar crescer por aproximadamente 30 minutos.

Modo de preparo da massa:
Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até formar um creme. Sem parar de bater, junte os ovos um a um e 160 gr da farinha. Acrescente as raspas e o licor e bata novamente até formar um creme. Junte o creme à massa crescida. Coloque as amêndoas, nozes, castanhas, avelãs e o restante da farinha. Depois disso, é hora de sovar a massa. Em seguida, divida em 3 formas. Em seguida, deixe descansar por 30 minutos.

Modo de preparo da cobertura:
Bata na batedeira as claras com o açúcar.

Modo de preparo da montagem:
Pincele as claras batidas na massa. Polvilhe a canela em pó e as castanhas de cajú. Asse em forno pré-aquecido a 180° C por aproximadamente 40 minutos. Deixe esfriar para decorar.

Fonte: chef Andressa Schmidt, do Club Gourmet - Centro Europeu.

sexta-feira, 23 de março de 2012

DIA DA NOSSA QUERIDA FLORIANOPOLIS ! Parabens! dia 23 de Março

A cosmopolita Florianópolis não é somente praia, banho de mar e água fresca. A capital catarinense além das belezas naturais, oferece aos seus visitantes ecléticas opções de Lazer. Tanto para a família que busca sossego e lugar seguro para as crianças quanto para grupos de amigos que querem diversão, adrenalina e gente bonita, Floripa é o destino perfeito.
As praias de norte a sul são repletas de atrativos que fascinam os seus visitantes. Algumas mais aptas para esportes náuticos e radicais, ecoturismo, outras para o turismo cultural e histórico.

Pequeno roteiro de floripa!





A costa leste é o paraíso dos esportes radicais.
Dos morros saem parapentes e asas-deltas. As dunas da Joaquina são o berço do sandboard. Em geral, as praias da Joaca e Mole são sedes de campeonatos de surf. As praias da costa leste possuem ondas perfeitas para o surfe profissional. Na Mole sempre rola som ao vivo ou com DJs nos barzinhos da praia, reunindo bastante gente bonita e sarada.
Já a paradisíaca Lagoa da Conceição é mais visitada por praticantes de vela, windsurf e kite-surf. Ao conhecer a Lagoa percebe-se o quanto a ilha é rica em badalação e boa gastronomia. Localizados na região central da lagoa, os bares concentram o maior número de jovens com sede de festa. O Centrinho da Lagoa é conhecido pelos vários bares, restaurantes, casas noturnas, botecos e lojas. Na Avenida das Rendeiras há artesãs que confeccionam inúmeras peças de rendas de bilro. Aos domingos, a Feirinha da Lagoa reúne artesãos que expõem as suas artes ao ar livre. Entre os produtos estão roupas de crochê, artigos de decoração e místicos, souviniers, alimentos naturais, cachaça artesanal, livros usados e arte hippie. O contato com a natureza é muito valorizado no roteiro leste, são várias trilhas, caminhos sem habitação que mantém as paisagens intactas. Para quem gosta de passeios de barco e ainda curtir uma trilha é só seguir rumo à Costa da Lagoa. O acesso é somente de barco ou por trilha a pé. Chegando na Costa há cachoeira, trilhas mais amenas, restaurantes típicos, lojas de artesanato e um visual muito lindo. A praia da Galheta também é uma boa opção de lazer, ela é reservada aos adeptos do naturismo e não tem nenhum tipo de estabelecimento. Não é obrigatório estar nu, então os curiosos podem ficar à vontade. Também é ponto muito procurado pelos surfistas em busca de boas ondas. Para completar, a região Leste tem as noites mais agitadas do verão.


Canasvieiras
Santo AntônioGaivotas - Ingleses

Ponta das Canas


A região norte é a mais populosa durante a alta temporada, pois possui ótima infra-estrutura em prestação de serviços e oferece atrações turísticas para todos os gostos, como mergulho, trilhas, passeio de escuna, banana boat, aluguel de caiaque, dunas. As praias com suas águas mais quentes e calmas são preferências dos banhistas. Para as crianças tem mar calmo em Jurerê, Daniela, Canasvieiras, Cachoeira do Bom Jesus, Ponta das Canas e Lagoinha.
Em Jurerê Internacional, bairro localizado no lado esquerdo da praia de Jurerê, a badalação em alto nível rola solta. Vários beach clubs, day party, música eletrônica e mulheres super produzidas. Destino certo de modelos e celebridades.
Já as praias de Ingleses, Praia Brava e Santinho seduzem os surfistas com boas ondas. Em Cacupé, Sambaqui e Praia do Forte encontram-se restaurantes típicos com moluscos frescos e com arquitetura açoriana. Para quem gosta de história tem a comunidade de Santo Antônio de Lisboa e as fortalezas, construídas pelos portugueses no século XVIII, uma na praia do Forte e outras duas nas ilhas de Anhatomirim e Ratones. Fazer um passeio de escuna e desvendar os mistérios das fortalezas é um programa bem interessante.
Ilha do Campeche
Naufragados
Riozinho do Campeche


A porção sudoeste da Ilha preserva as raízes açorianas da cidade. Além do casario histórico, da época do Brasil Colonial, a Freguesia do Ribeirão da Ilha concentra um corredor gastronômico baseado em ostras e mariscos. Já a porção sudeste chama atenção pelas trilhas cercadas de Mata Atlântica e pelas praias com ondas medianas, ideais para o aprendizado de surf. Além do Parque da Lagoa do Peri, onde está a segunda lagoa em tamanho, porém de água doce.
O destaque da região é a Ilha do Campeche, que possui pontos de mergulhos, sítios arqueológicos e condições para a prática de trilhas acompanhadas de guias. No Campeche dois endereços certos de agito: Pico do Surf, mais para o lado direito da praia, que rola campeonatos e a galera nativa; e o Riozinho do Campeche, conhecido pela badalação, gente descolada e boa música. Ainda tem o Novo Campeche, mais sossegado. No extremo sul da Ilha está a semideserta praia de Naufragados, com seu farol do século XIX e vista para as ruínas da antiga fortaleza que protegia a entrada da baía sul.
A Lagoinha do Leste é o destino ideal para quem gosta de aventura e natureza. A trilha é longa, mas as paisagens do trajeto compensa. Há duas formas de acesso, uma que leva cerca de 50 minutos, pelo Pântano do Sul e a outra que pode levar até três horas de caminhada, pela praia do Matadeiro. No retorno, a parada obrigatória é na praia do Pântano do Sul, berço pesqueiro da ilha.

O destaque da região é a Ilha do Campeche, que possui pontos de mergulhos, sítios arqueológicos e condições para a prática de trilhas acompanhadas de guias. No Campeche dois endereços certos de agito: Pico do Surf, mais para o lado direito da praia, que rola campeonatos e a galera nativa; e o Riozinho do Campeche, conhecido pela badalação, gente descolada e boa música. Ainda tem o Novo Campeche, mais sossegado. No extremo sul da Ilha está a semideserta praia de Naufragados, com seu farol do século XIX e vista para as ruínas da antiga fortaleza que protegia a entrada da baía sul.
A Lagoinha do Leste é o destino ideal para quem gosta de aventura e natureza. A trilha é longa, mas as paisagens do trajeto compensa. Há duas formas de acesso, uma que leva cerca de 50 minutos, pelo Pântano do Sul e a outra que pode levar até três horas de caminhada, pela praia do Matadeiro. No retorno, a parada obrigatória é na praia do Pântano do Sul, berço pesqueiro da ilha.
Isso e so uma amostra da nossa cidade maravilhosa !

quinta-feira, 22 de março de 2012

Dia Mundial da Água 22 de Março

Água

Nosso planeta tem cerca de dois terços só de água. Pela lógica, parece haver água sobrando para a população, não é? Parece um absurdo falar em crise da água?
Vamos aos fatos: 97% da água do planeta são água do mar, imprópria para ser bebida ou aproveitada em processos industriais; 1,75% é gelo; 1,24% está em rios subterrâneos, escondidos no interior do planeta. Para o consumo de mais de seis bilhões de pessoas está disponível apenas 0,007% do total de água da Terra.
Some-se a isto o despejo de lixo e esgoto sanitário nos rios, ou ainda as indústrias que jogam água quente nos rios - o que é fatal para os peixes. A pouca água que existe fica ainda mais comprometida. Isto exige a construção de estações de tratamento de esgoto e dessalinização, por exemplo. E exige conscientização para que se evite o desperdício e a poluição, principalmente nas grandes cidades.
Com o objetivo de chamar a atenção para a questão da escassez da água e, conseqüentemente, buscar soluções para o problema, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu em 1992 o Dia Mundial da Água: 22 de março.
Por conta disso, a ONU também elaborou um documento intitulado "Declaração Universal dos Direitos da Água", que trata desse líquido como a seiva do nosso planeta.
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DA ÁGUA
De acordo com a Declaração Universal dos Direitos da Água, ela é seiva do nosso planeta e condição essencial da vida na terra. Confira os artigos:
Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.
Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.
Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra
A ÁGUA E NOSSO FUTURO
De acordo com a ONU, o uso da água triplicou de 1950 para cá. Para o futuro, estima-se que nos próximos 20 anos o homem vai usar 40% a mais de água do que usa agora.
Antes que esse dia chegue, imagine só como ficarão as pessoas que, no presente, já carecem de água. É o caso de cerca de 200 milhões de pessoas na África hoje e que, no futuro, podem chegar a 230 milhões sofrendo com a escassez de água.
O que pouca gente se dá conta é de que os problemas relacionados à água estão mais ligados à má administração de recursos do que propriamente da escassez natural. Isto quer dizer que o futuro pode ser um pouquinho melhor, se soubermos utilizar a água e criarmos soluções para situações críticas.
No caso das regiões semi-áridas brasileiras, por exemplo, isto fica bem claro: a região tem um índice pluviométrico (quantidade de chuva) bem alto - mais alto até do que de muitas outras regiões. O problema é a irregularidade dessas chuvas, os chamados períodos de "seca". Adaptando-se a essa realidade, é possível manejar o problema da água na região e a vida de muitas pessoas melhoraria! É possível um futuro melhor para a população.
DICAS PARA USAR, SEM DESPERDIÇAR!
Escovando os dentes: com a torneira fechada, claro! Você só precisa abrir na hora certa, quando vai enxaguar a boca. Assim, você deixa de desperdiçar até 80 litros de água.
Na hora de lavar a louça, atenção: não deixe a torneira aberta enquanto ensaboa e aproveite para enxaguar toda a louça de uma vez só! Com isso você pode deixar de desperdiçar até 100 litros de água! E, já que não custa lembrar, utilize sabão ou detergente biodegradáveis, que não poluem os rios porque se decompõem facilmente.
Quando for lavar o automóvel, use um balde! Pode não parecer, mas enquanto um banho de mangueira de meia hora consome até 560 litros, usando um balde o gasto não passaria de 40. Viu só a diferença? Os maiores desperdícios a gente nem nota...
Lavar a calçada com a mangueira também é um desperdício. Principalmente para quem aproveita para pôr as fofocas em dia enquanto molha o passeio... Por isso, na hora de lavar a calçada, também é melhor usar um balde, evitando-se um gasto que poderia chegar a 280 litros (quinze minutos de esguicho). Mas o melhor mesmo é usar uma vassoura, que dispensa água!
Banhos longos gastam de 95 a 180 litros de água. Banhos rápidos economizam água e energia. E banhos de banheira usam mais água ainda, cerca de 200 litros
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas

quarta-feira, 21 de março de 2012

Risoto de cogumelos Alphabet City Receita da chef Carla Pernambuco, do Carlota.

risotodecogumelos 

Rendimento: 2 porções

Ingredientes:


100 g de arroz vialone nano
200 g de cogumelos frescos picados como brunoise
1 dente de alho amassado
1 cebola pequena picada
400 ml de caldo de frango
Azeite extravirgem
Sal e pimenta moída na hora
Salsinha picada
50 g de manteiga
50 g de parmesão ralado
½ xícara de vermute branco seco
½ xícara de vermute rosso

Preparo
Aqueça um fio de azeite e doure a cebola e o alho, acrescente o arroz e os vermutes mexendo sempre até evaporar o líquido. Aos poucos, vá colocando o caldo bem quente, mexendo de tempos em tempos. Quando o arroz começar a ficar no ponto de cozimento, coloque os cogumelos, a manteiga, o queijo e um pouco do caldo para emulsionar e ficar com uma textura aveludada. Prove o sal e adicione pimenta do reino e salsinha. Sirva em pratos fundos uma quantidade igual a duas colheres.


Caldo de frango:

1 kg de carcaças de frango
2 cebolas picadas grosseiramente
2 cenouras picadas grosseiramente
1 xícara de vinho branco seco
1 talo de salsão picado grosseiramente
1 bouquet garni grande
2 ½ litros de água

Preparo
Lave as carcaças com água para retiraro excesso de gordura. Coloque todos os ingredientes em uma panela e adicione a água e o vinho. Leve ao fogo alto, abaixe quando ferver e deixe cozinhar por aproximadamente 2 horas. Com uma escumadeira, retire as impurezas, coe e resfrie.
fonte revista gula

Evidências mostram que as tempestades geomagnéticas podem estar adoecendo você

 
Tempestades geomagnéticas não são apenas bonitas de se ver – essas perturbações no campo magnético da Terra também podem mexer com o corpo e a mente.

Há uma grande quantidade de evidências que sugerem que as tempestades geomagnéticas podem provocar desde depressão até problemas cardíacos. Um novo estudo mostra que existem evidências mais intrínsecas do que pensamos, e ninguém percebe.

O estudo foi publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, defendendo que há um grande corpo díspar e controverso na literatura científica de que as tempestades geomagnéticas possuem ligações com um grande número de comportamento dos animais, incluindo alterações cardiovasculares e influência no psíquico e comportamento do ser humano. O autor da pesquisa é o Dr. James Fechar.

  Fechar comenta que era completamente cético sobre este assunto e só tomou conhecimento de certos fatos quando esbarrou em alguns artigos científicos sobre o assunto. Após uma intensa pesquisa em artigos de língua russa, completamente desconhecidos da grande comunidade científica, até mesmo pela imposição da língua, o cientista percebeu que existiam grande evidências, impedindo-o de deixar todo este material de lado.

Existem evidências que o comportamento humano pode ser influenciado através dos criptocromos (tipo de proteína encontrada em animais e plantas, envolvidos em ritmos circadianos de ambos) que teriam a capacidade de detectar a ação geomagnética.

Outros estudos mostram que a fisiologia humana pode ser alterada, sendo as tempestades geomagnéticas como uma espécie de sincronizador temporal para nossos ritmos circadianos. Alguns artigos em russo relatam que as tempestades podem influenciar a produção de melatonina, alterando o eixo hipotálamo-pituitário-adrenal, responsável por controlar dezenas de atividades em nosso corpo.


Na Rússia as evidências são muito bem aceitas, estimulando médicos a buscarem uma análise mais global ao examinar um paciente. Fechar comenta que a escassez de artigos em língua inglesa inviabiliza a dispersão deste conhecimento, para que mais pesquisas sejam realizadas validando ou não a veracidade deste conhecimento acumulado.

Muitos pesquisadores americanos, especialmente o cientista Halberg que é cronobiólogo em Minnesota, comentam que vários artigos científicos que eram considerados estranhos ou falsos foram completamente corroborados, oferecendo grande credibilidade sobre os temas abordados.

Os cientistas querem estimular os países a produzirem mais conhecimento sobre os efeitos da tempestade geomagnética nos seres humanos, tomando como base os artigos publicados na Rússia.
http://jornalciencia.com

segunda-feira, 19 de março de 2012

O significado da Páscoa...

pascoa 9 Coelho da Pascoa para Colorir 
O significado da Páscoa...

A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.

Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por 8 dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.

No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.

A festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dados como presentes. A origem do símbolo do coelho vem do fato de que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução. Como a Páscoa é ressurreição, é renascimento, nada melhor do que coelhos, para simbolizar a fertilidade!



 Vamos ver agora como surgiu o chocolate...


Quem sabe o que é "Theobroma"? Pois este é o nome dado pelos gregos ao "alimento dos deuses", o chocolate. "Theobroma cacao" é o nome científico dessa gostosura chamada chocolate. Quem o batizou assim foi o botânico sueco Linneu, em 1753.

Mas foi com os Maias e os Astecas que essa história toda começou.
O chocolate era considerado sagrado por essas duas civilizações, tal qual o ouro.
Na Europa chegou por volta do século XVI, tornando rapidamente popular aquela mistura de sementes de cacau torradas e trituradas, depois juntada com água, mel e farinha. Vale lembrar que o chocolate foi consumido, em grande parte de sua história, apenas como uma bebida.

Em meados do século XVI, acreditava-se que, além de possuir poderes afrodisíacos, o chocolate dava poder e vigor aos que o bebiam. Por isso, era reservado apenas aos governantes e soldados.

Aliás, além de afrodisíaco, o chocolate já foi considerado um pecado, remédio, ora sagrado, ora alimento profano. Os astecas chegaram a usá-lo como moeda, tal o valor que o alimento possuía.

Chega o século XX, e os bombons e os ovos de Páscoa são criados, como mais uma forma de estabelecer de vez o consumo do chocolate no mundo inteiro. É tradicionalmente um presente recheado de significados. E não é só gostoso, como altamente nutritivo, um rico complemento e repositor de energia. Não é aconselhável, porém, consumí-lo isoladamente. Mas é um rico complemento e repositor de energia.



 E o coelho?

A tradição do coelho da Páscoa foi trazida à América por imigrantes alemães em meados de 1700. O coelhinho visitava as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de Páscoa.

Uma outra lenda conta que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e os escondeu em um ninho para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram o ninho, um grande coelho passou correndo. Espalhou-se então a história de que o coelho é que trouxe os ovos. A mais pura verdade, alguém duvida?

No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antigüidade o consideravam o símbolo da Lua. É possível que ele se tenha tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa.

Mas o certo mesmo é que a origem da imagem do coelho na Páscoa está na fertililidade que os coelhos possuem. Geram grandes ninhadas!



 Mas por que a Páscoa nunca cai no mesmo dia todo ano?


O dia da Páscoa é o primeiro domingo depois da Lua Cheia que ocorre no dia ou depois de 21 março (a data do equinócio). Entretanto, a data da Lua Cheia não é a real, mas a definida nas Tabelas Eclesiásticas. (A igreja, para obter consistência na data da Páscoa decidiu, no Conselho de Nicea em 325 d.C, definir a
Páscoa relacionada a uma Lua imaginária - conhecida como a "lua eclesiástica").

A Quarta-Feira de Cinzas ocorre 46 dias antes da Páscoa, e portanto a Terça-Feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa. Esse é o período da quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas.

Com esta definição, a data da Páscoa pode ser determinada sem grande conhecimento astronômico. Mas a seqüência de datas varia de ano para ano, sendo no mínimo em 22 de março e no máximo em 24 de abril, transformando a Páscoa numa festa "móvel".

De fato, a seqüência exata de datas da Páscoa repete-se aproximadamente em 5.700.000 anos no nosso calendário Gregoriano.

Sanduíche de brownie

sanduichedebrownie 
(6 porções)

Ingredientes
(brownie)
250 g de chocolate meio amargo picado
350 g de manteiga
7 ovos
170 g de açúcar
180 g de farinha de trigo
20 g de Ovomaltine em flocos
(calda toffee de chocolate)
150 g de chocolate amargo picado (pelo
menos 55% de cacau)
50 g de açúcar mascavo
200 g de creme de leite
40 ml de conhaque


(finalização)
6 bolas de sorvete de baunilha
Ovomaltine a gosto


Preparo
(brownie)
Derreter o chocolate com a manteiga.
Numa tigela, colocar os ovos e o açúcar e misturar com uma colher de pau
Incorporar a mistura de ovos ao chocolate delicadamente, agregando a farinha de trigo.
Misturar com uma colher de pau
Untar uma forma retangular com manteiga e forrar com papel-manteiga
Derramar a massa de chocolate
Assar em forno preaquecido a 170ºC por 10 a 15 minutos, ou até que, espetando-se um palito, este saia úmido
Retirar do forno, salpicar o Ovomaltine e deixar esfriar
Desenformar sobre uma superfície de trabalho


(calda)
Derreter o açúcar numa panela sem queimar.
Juntar aos poucos o creme de leite, sempre mexendo até que ele seja totalmente incorporado
Juntar o conhaque e derramar imediatamente sobre o chocolate picado. Mexer até que o
chocolate dissolva por inteiro. Se precisar, voltar a mistura ao fogo em banho-maria
Deixar esfriar até chegar à temperatura ambiente



Finalização
Cortar o brownie em 12 círculos de 6 cm de diâmetro com o auxilio de um aro de metal
Dispor um círculo de brownie sobre um prato, colocar uma bola de sorvete sobre ele e cobrir com o outro círculo
Apertar suavemente para firmar
Derramar a calda de chocolate morna e salpicar
Ovomaltine para decorar
fonte MARIA VICTÓRIA OLIVEIRA, do Bar d'Hôtel, Rio de Janeiro, RJ

Coca-Cola e Pepsi mudaram a fórmula para evitar câncer em consumidores

 

A Coca-Cola e a Pepsi decidiram mudar a fórmula na Califórnia, devido à adição de um tipo de corante que pode causar o desenvolvimento de câncer.

  O grande problema está em torno do corante 4-metilimidazole (também conhecido ou rotulado como 4-MEI). Esta substância confere a cor característica de caramelo escuro nas duas marcas de refrigerante, e foi recentemente incluída na lista de substâncias potencialmente cancerígenas no estado da Califórnia, EUA. Para evitar bloqueios na venda ou rotulação negativa nos refrigerantes, a Coca-Cola mudou a fórmula para se adequar as normas do estado. A mesma medida foi seguida pela concorrente Pepsi.


  Ambas as empresas representam 90% do mercado de refrigerantes nos EUA, de acordo com a Beverage Digest, empresa especializada no setor atacadista. Coca-Cola e Pepsi garantem que a mudança não afetará em nada o sabor da bebida.

  O porta-voz da Coca-Cola na Espanha declarou ao El Mundo que os consumidores podem ter certeza que a Organização Mundial da Saúde – OMS – classifica o 4-metilimidazole como substância de baixo risco, ficando abaixo da fabricação de uma simples batata frita – que supostamente seria mais “perigosa”. Para que o consumidor desenvolva câncer, segundo a Coca-Cola, seria necessário beber 18.000 latinhas por dia, durante 2 anos, para desenvolver câncer, de acordo com testes realizados em animais.

As duas empresas decidiram reduzir a dose do corante na Califórnia para evitar que as embalagens fossem rotuladas com dizeres que afirmem que o 4-metilimidazole provoca câncer. Tal medida é tomada, por exemplo, em embalagens de cigarro, na qual a publicidade da embalagem visa alertar as pessoas sobre o perigo em fumar e suas consequências.

“Embora nós acreditemos que não há riscos para o consumidor que venha justificar essa mudança, nós pedimos aos fornecedores de caramelo que reduzam os níveis de 4-metilimidazole para evitar que a Califórnia nos obrigue a rotular os produtos com avisos sem base científica”, declarou Diana Garza, porta-voz geral da Coca-Cola em entrevista ao The Guardian.



Embora as mudanças tenham ocorrido na Califórnia, é muito provável que a medida seja estendida por todo o país. Existem alertas sobre o uso deste corante desde 2001, onde grupos de consumidores enviaram uma carta para o FDA (órgão que regula medicamentos, alimentos e cosméticos nos EUA) para proibirem a utilização do corante em alimentos.

Segundo a Coca-Cola: “O 4-metilimidazole é uma substância que é formada na tentativa de obter açúcar de doces, sendo encontrada em alimentos como a torrada, o café, a cerveja, os petiscos e em mais de 200 produtos diferentes”. A empresa acrescenta que as latas de refrigerante possuem teores abaixo de 250 partes por milhão, concentração que a OMS considera completamente segura.
FONTE http://jornalciencia.com

domingo, 18 de março de 2012

-como-a-terra-o-sistema-solar-a-via-lactea-e-o-universo-irao-acabar

 
O nosso Universo é um local cercado de maravilhas com extrema beleza, mas nada dura para sempre, ou será que dura?

Muitas teorias são propostas. O Jornal Ciência relata abaixo como chegará ao fim a Terra, o Sistema Solar, a Via Láctea e o Universo, baseado em modelos teóricos e estudos acumulados na astronomia.

Como será o fim da Terra?


Tecnicamente, a vida na Terra poderia já ter acabado ou nem existido se não fosse sua atmosfera que nos protege e nos recobre. Muitas teorias são discutidas e existem várias possibilidades.

Cada vez que o Sol emite luz, um pouco de sua massa é perdida – uma vez que a luz é gerada pela fusão nuclear, na qual átomos se fundem, perdendo um pouco de sua massa na forma de energia. Alguns astrônomos defendem que o Sol, ao longo de bilhões de anos, dissiparia sua massa em uma escala que não poderia mais exercer atração sobre a Terra, e nosso planeta vagaria sem rumo pelo espaço.

Outras teorias sugerem que, em no máximo 5 bilhões de anos, a Terra será engolida pelo Sol. Exatamente como isso ocorrerá ainda é uma questão de debate entre os teóricos. Astrônomos dizem que o Sol irá se expandir enormemente em sua fase de gigante vermelha, evento que ocorre quando a fusão nuclear interna “sopra” suas camadas exteriores cada vez mais longe, podendo atingir a órbita da Terra.

Alternadamente, as camadas externas do Sol poderiam ser puxadas pela Terra, exatamente como ocorre com as marés, onde a Lua exerce sua atração. Essa atração mútua puxaria a Terra para trás, diminuindo sua órbita até ser engolida por nossa estrela.

Alguns cientistas pensam que, se a vida inteligente sobreviver muito tempo, as civilizações podem ser capazes de mover a Terra, deslizando-a para fora do alcance do Sol. Mesmo se isso ocorrer, o Sol entrará em colapso em algum momento e começará a esfriar lentamente. Se os seres humanos conseguirem “empurrar” a Terra fora do alcance de nossa estrela, buscando evitar a morte, certamente irão morrer por falta de energia do Sol e poderão congelar, levando ao fim da raça humana.

Como o Sistema Solar irá acabar?


Nem todas as partes do Sistema Solar irão acabar da mesma maneira. Como mencionado anteriormente, o Sol irá expandir em uma gigante vermelha. A Terra poderá escapar se a civilização desenvolver tecnologia inacreditavelmente avançada para tal feito. Mercúrio e Vênus, no entanto, não conseguiriam fugir e seriam engolidos pelo Sol, tornando-se vapor, ao menos é o que afirmam as teorias.

Outra teoria afirma que, à medida que o Sol se expandir, a órbita de Mercúrio irá ficar irregular, podendo ocorrer colisão com Vênus ou com nosso planeta. A nova órbita de Mercúrio iria exercer forças gravitacionais que, por sua vez, iriam puxar e modificar a órbita da Terra.

Os planetas se puxariam o tempo todo, criando excentricidades nas órbitas planetárias. Alguns planetas poderiam “cambalear” pelo Sistema Solar e outros poderiam sair vagando pelo espaço.

Em algumas simulações realizadas por computador, vários resultados são possíveis: Mercúrio pode ser engolido pelo Sol, bem como chocar-se com Vênus. Seja qual for o resultado, isso irá afetar todo o Sistema Solar, em uma espécie de efeito dominó.

E o que acontecerá com os outros planetas? O Sol irá terminar seus dias como uma anã branca. Recentemente os astrônomos capturaram imagens de um asteróide sendo sugado por uma anã branca, indicando que existe a possibilidade de planetas orbitarem este tipo de estrela que estão em estágio de resfriamento. Geralmente os planetas mais próximos são engolidos ou evaporados, já os exteriores permanecem orbitando a estrela por tempo indeterminado.

Como a Via Láctea irá terminar?


O nosso mundinho formado pela Terra, planetas vizinhos e o Sol é algo patético comparado com a imensidão de nossa galáxia. A Via Láctea nem sentiria se nós desaparecêssemos. Não é apenas a Terra que possui um futuro nefasto, com previsões de virar churrasquinho. A Via Láctea é cotada para chocar-se com outra galáxia, Andrômeda, daqui a bilhões de anos.

Este evento não é tão violento, apesar de soar como algo assustador. As estrelas que formam as galáxias estão tão distantes que é possível um pedaço de uma galáxia passar dentro de outra sem que exista nenhuma colisão.

A Via Láctea irá se mover lentamente, passando por dentro de Andrômeda. Nossa galáxia, possivelmente, perderá sua forma característica de espiral, por influência gravitacional de Andrômeda. Esta por sua, também sofrerá modificações, que poderão influenciar em sua forma. O resultado? Uma grande galáxia única, bem maior e mais difusa que as duas que a formaram, como uma espécie de grande aglomerado amorfo de estrelas.

Existe um fio de esperança para nossa galáxia. Ela não será destruída completamente, apenas irá mudar de posição, formato e quantidade de objetos cósmicos. Bem, pelo menos por um tempo.

Como o Universo chegará ao fim?


Quando falamos em “fim” as coisas tornam-se relativas. A resposta para essa pergunta pode estar na energia escura. Nós não sabemos o que de fato é a energia escura, mas sabemos que é uma força estranha e repulsiva que faz com que o Universo afaste-se cada vez mais.

Existiam muitas teorias relacionadas com a proximidade de tudo o que existe no Universo, formando um novo Big Bang para dar origem a tudo o que conhecemos novamente.

O Universo como conhecemos está ficando cada vez maior, em uma escala problemática. Existem correntes dentro da Astronomia que dizem que as estrelas, ao menos boa parte delas, serão sugadas pelos buracos negros provenientes de suas próprias galáxias. Os buracos negros irão evaporar, emitindo energia, cada vez mais rápido, à medida que encolhe. Eventualmente, o Universo se dissolverá, como um lenço de papel molhado, ao longo de centenas de bilhões de anos.



Existem outras teorias, como as que afirmam que a energia escura ficará cada vez mais “forte”, rasgando o Universo em peças longas, o que ocorreria em 20 bilhões de anos a partir de agora.

Torna-se complicado entender e teorizar como tudo irá chegará ao fim, só nos resta tentar viver o máximo de tempo para testemunhar a imensa beleza de vários eventos cósmicos que estão por vir.
http://jornalciencia.com

sexta-feira, 16 de março de 2012

Alerta vermelho: ataque vindo da China pode sobrecarregar PCs com Windows

 
Um novo ataque cibernético descoberto em sites chineses está colocando em alerta os especialistas em segurança. Segundo a Sophos, o ataque pode sobrecarregar os PCs com o sistema operacional Windows, criando um vírus de rápida propagação.

O problema pode ocorrer devido a uma vulnerabilidade descrita pela Microsoft como crítica, conhecida como MS12-020 ou falha RDP. Quando afetadas, as máquinas infectadas pelo vírus tendem simplesmente a falhar ou apresentar erros.

“Os hackers agiram rápido no trabalho em cima desta vulnerabilidade e já descobrimos que existe uma parte no Windows, chamada Remote Desktop Control, que é particularmente afetada”, explica Graham Cluley, consultor sênior de tecnologia da Sophos.

Por isso, se você utiliza Windows em sua máquina, não custa nada atualizar o seu antivírus e checar se não há novas versões do sistema operacional para serem baixadas. Segundo a Sophos, os próximos 30 dias serão os mais perigosos e com maior exposição a ataques como esses.



Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/virus/20798-alerta-vermelho-ataque-vindo-da-china-pode-sobrecarregar-pcs-com-windows.htm#ixzz1pJvAx4hX

Pappardelle com creme de queijo de cabra, tomate seco e abobrinha grelhada.


Chef Andrew Lewis

Ingredientes: (4 porções)
- 500g pappardelle
- 100g tomate seco
- 120g queijo de cabra
- 30g cebola picada
- 10g alho picado
- 150 ml vinho branco seco
- 200 ml creme de leite
- 200g abobrinha cortada em lascas
- 20 ml de azeite
- Sal a gosto
- Pimenta a gosto


Modo de preparo:
Cozinhar o pappardelle em água fervendo até ficar “al dente”. 
Refogar a cebola e o alho no azeite por 2 a 3 minutos. Acrescentar o vinho, deixando reduzir pela metade, e depois juntar o creme de leite. Adicionar o queijo de cabra, deixando derreter, e o tomate seco.
Grelhar as lascas de abobrinha, temperar com sal e pimenta.
Juntar o molho à massa e decorar com as lascas de abobrinha.


(*) O chef Andrew Lewis está há pouco mais de um ano no Brasil, encantou-se com a diversidade de ingredientes nacionais e mescla no cardápio a “brasilidade”, utilizando sempre elementos nacionais, com a sofisticação francesa, sua especialização. E já passou por casas como o Al Mahara, do hotel Burj Al Arab, em Dubai.


O Ziláh Gourmet está localizado na Alameda Franca, 1621/1633, no Jardim Paulista, em São Paulo. Mais informações pelo telefone (11) 3062-1444 e pelo site www.zilah.com.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Suflê de chocolate amargo

sufledechocolateamargo
(6 porções)

Ingredientes

30 g de chocolate amargo (70% de cacau)
30 g de cacau em pó
120 ml de água
1 gema
20 g de amido de milho
6 claras 90 g de açúcar

(decoração)

Açúcar de confeiteiro


Preparo

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar seis ramequins de 8cm de diâmetro com manteiga sem sal e polvilhar açúcar
Picar o chocolate e colocar em um bowl
Em uma panela, dissolver o cacau na água e levar ao fogo baixo até ferver
Despejar sobre o chocolate e misturar bem
Quando a mistura estiver morna, quase fria, juntar a gema e o amido de milho
Bater as claras até que fiquem espumosas. Juntar um terço do açúcar e continuar batendo até que fiquem brilhantes
Acrescentar o restante do açúcar e bater até que fiquem bem firmes
Com a ajuda de uma espátula, incorporar as claras, em três vezes, à base do suflê
Despejar a mistura nos seis ramequins, preenchendo até a borda
fonte gula

Dia Nacional da Poesia 14 de Março

Poesia
A palavra "poesia" tem origem grega e significa "criação". É definida como a arte de escrever em versos, com o poder de modificar a realidade, segundo a percepção do artista.
Antigamente, os poemas eram cantados, acompanhados pela lira, um instrumento musical muito comum na Grécia antiga. Por isso, diz-se que a poesia pertence ao gênero lírico. Hoje, os poemas podem ser divididos em quatro gêneros: épico, didático, dramático e lírico.
As linhas de um poema são os versos. O conjunto desses versos chama-se "estrofe". Os versos podem rimar entre si e obedecer à determinada métrica, que é a contagem das sílabas poéticas de um verso. Os versos mais tradicionais são as redondilhas; a redondilha menor tem cinco sílabas, e a maior com sete; os versos decassílabos, dez; os alexandrinos, doze.
A rima é um recurso que confere musicalidade aos versos, baseando-se na semelhança sonora das palavras do final ou, às vezes, do interior dos versos. Rima, ritmo e métrica são características especiais de um poema e que podem variar, dependendo do movimento literário da época.
No Brasil, os primeiros poemas surgiram junto com o seu descobrimento, pois os jesuítas usavam versos para catequizar os índios.
Depois, surgiram outras formas de poesia, como o barroco (1601-1768), o arcadismo (1768-1836), o romantismo (1836-1870), o parnasianismo (1880-1893), o simbolismo (1893-1902), o pré- modernismo (1902-1922), o Modernismo (1922-1962), até a forma de hoje.
O Dia Nacional da Poesia é comemorado em homenagem ao nascimento de Castro Alves, em 14 de março de 1847. Poeta do romantismo, ele foi um dos maiores nomes da poesia brasileira. Suas obras que mais se destacaram foram: Os escravos (no qual há o seu famoso poema Navio Negreiro) e Espumas flutuantes, cujas características principais são a valorização do amor e a luta por liberdade e justiça. Há outros nomes importantes da poesia brasileira: Alberto de Oliveira, Gonçalves Dias, Raimundo Correia, Olavo Bilac, Casimiro de Abreu, Cecília Meireles, Jorge de Lima, Ferreira Gullar, Manuel Bandeira, Mário de Andrade, Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade e muitos outros.
Fonte: www.paulinas.org.br

terça-feira, 13 de março de 2012

6 ações importantes dos ácidos graxos do tipo ômega


Os ácidos graxos do tipo ômega cada vez mais ganham popularidade devido aos seus benefícios diversificados ao organismo. Seja para favorecer o sistema cardiovascular, normalizando os níveis de triglicerídeos e colesterol, ou para artrite, aliviando as dores nas articulações, ou ainda para emagrecer. Suas notoriedades fazem de sua procura uma crescente diária, seja por suplementação ou pelos nutrimentos.

Os ômegas compreendem ácidos graxos essenciais, poli-insaturados que o organismo não produz e que somente podem ser obtidos através da alimentação. São eles: o ômega 3 (obtido nos peixes gordurosos, nozes e frutos frescos e óleos vegetais, como os de soja e de canola), Ômega 6 (presente nos óleos como azeite de oliva e óleo de girassol, castanhas e nozes) e ômega 9 (azeite de oliva, amendoim, canola, gergelim, abacate, castanhas e nozes). Todos podem ser aproveitados em cápsulas, com a vantagem do baixo teor calórico proveniente dos alimentos.

As importantes ações desses ácidos são diversas, no entanto, enumeramos as mais comuns e as mais novas descobertas:
fonte
Leia completo esse e outros interessantes artigos em: www.aloelive.com.br/Blog

segunda-feira, 12 de março de 2012

Nova versão do iPad já tem estoque esgotado Cada pessoa poderá encomendar apenas dois aparelhos

ipad
Os clientes que já encomendaram a nova versão do iPad provavelmente terão que esperar mais do que os que vão comprá-la nas lojas, já que o estoque do aparelho esgotou, informou nesta segunda-feira (12) a imprensa americana.

Na semana passada, foi apresentada a nova versão do dispositivo, que estará disponível nas lojas da Apple a partir de 16 de março nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Porto Rico, Cingapura, Suíça e Reino Unido.

Outros países recebem o tablet no dia 23 de março. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Cada pessoa poderá encomendar apenas dois iPads. Segundo o jornal The Wall Street Journal e outros meios de comunicação americanos, o estoque de tablets disponíveis foi superado pela demanda nos Estados Unidos.

Especialistas dizem que novo iPad é mais do mesmo, só que melhor

Novo iPad se supera com resolução e velocidade acima da média

Os clientes que o encomendaram antecipadamente talvez tenham que esperar de duas a três semanas para recebê-lo. "A resposta dos consumidores ao novo iPad foi sem precedentes", disse uma porta-voz da Apple mencionada pelo The Wall Street Journal.

A Apple atualizou o aparelho com uma resolução de tela de alta definição como a dos iPhone 4 e 4S, aperfeiçoou o processador e tornou o aparelho compatível com redes 4G.

As versões anteriores do iPad fizeram sucesso no mercado e no ano passado foram vendidos mais de 40 milhões de aparelhos.

Alguns analistas calculam que neste ano esse número poderá chegar a 60 milhões.

O novo iPad será lançado com preços que oscilam entre R$ 911 (US$ 499) para o modelo mais básico e R$ 1.513 (US$ 829) para a versão mais completa, e coexistirá com o iPad 2, que passa a ter um desconto de R$ 182 (US$ 100).

Essa manobra comercial permitirá que a Apple atraia consumidores para os quais o fator preço é determinante e que queiram comprar tablets de baixa concorrência.
fonte r7

12 de Março Dia do Aniversário de Recife

Maurício de Nassau
Em 12 de março de 1537 exatamente, a capital do estado de Pernambuco, Recife, era fundada. O nome foi escolhido por causa dos arrecifes - rochedos de coral e arenito formando uma muralha natural que circundam todo seu litoral.
Localizada na foz dos rios Capiberibe e Beberibe, Recife é conhecida como a "Veneza brasileira", em alusão à cidade italiana que tem inúmeros canais e pontes atravessando seus rios.
É considerada uma cidade histórica por ter várias construções tombadas pelo Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade e muito visitada por turistas fascinados pela beleza de seu litoral.
Recife era uma pequena colônia de pescadores quando foi fundada, em 1537. Por ser uma cidade litorânea, logo foi construído um porto, utilizado por Olinda, outra cidade pernambucana, na época, capital da Capitania, para escoar a produção de açúcar.
Com o incremento da atividade portuária, Recife se desenvolveu rapidamente e sua prosperidade logo atraiu colonizadores, vindos de terras distantes como a Holanda.
Em 1630, os holandeses desembarcaram em Pernambuco, precisamente na praia conhecida como Pau Amarelo. Logo alcançaram Olinda e depois Recife. Permaneceram no estado por 24 anos, principalmente na capital, que foi a sede do domínio holandês.
Os holandeses foram liderados por João Maurício, o Conde de Nassau-Liegen, que, em 1637, deu início ao processo de urbanização e construção da "Mauritzstadt" também chamada de cidade Maurícia.
Maurício de Nassau assumiu o cargo de governador de 1637 a 1644. Neste período se preocupou com o embelezamento e modernização da cidade. Pavimentou ruas, drenou pântanos, construiu pontes, canais, estradas, escolas, um jardim botânico (o primeiro do Brasil) e um observatório astronômico. Transformou o que era um pequeno vilarejo num moderno centro urbano. E com o objetivo de investir em cultura, copiando o que vira nas cidades européias que visitou, importou missões artísticas e científicas para cidade, tornando-a pólo cultural do Nordeste.
EVOCAÇÃO A RECIFE
Nascido em Recife, o poeta Manuel Bandeira homenageia a cidade com este poema:
Recife
Não a Veneza americana
Não a Mauritsstad dos armadores das Índias Ocidentais
Não o Recife dos Mascates
Nem mesmo o Recife que aprendi a amar depois
Recife das revoluções libertárias
Mas o Recife sem história nem literatura
Recife sem mais nada
Recife da minha infância
A rua da União onde eu brincava de chicote-queimado
e partia as vidraças da casa de dona Aninha Viegas
Totônio Rodrigues era muito velho e botava o pincenê
na ponta do nariz
Depois do jantar as famílias tomavam a calçada com cadeiras
Mexericos, namoros, risadas
A gente brincava no meio da rua
Os meninos gritavam:
Coelho sai!
Não sai!
A distância, as vozes macias das meninas politonavam:
Roseira dá-me uma rosa
Craveiro dá-me um botão
Dessas rosas muita rosa
Terá morrido em botão
De repente
nos longos da noite
um sino
Uma pessoa grande dizia:
Fogo em Santo Antônio!
Outra contrariava: São José!
Totônio Rodrigues achava sempre que era são José.
Os homens punham o chapéu saíam fumando
E eu tinha raiva de ser menino porque não podia ir ver o fogo.
Rua da União...
Como eram lindos os montes das ruas da minha infância
Rua do Sol
(Tenho medo que hoje se chame de dr. Fulano de Tal)
Atrás de casa ficava a Rua da Saudade...
...onde se ia fumar escondido
Do lado de lá era o cais da Rua da Aurora...
...onde se ia pescar escondido
Capiberibe- Capiberibe
Lá longe o sertãozinho de Caxangá
Banheiros de palha
Um dia eu vi uma moça nuinha no banho
Fiquei parado, o coração batendo
Ela se riu
Foi o meu primeiro alumbramento
Cheia! As cheias! Barro boi morto árvores destroços redemoinho sumiu
E nos pegões da ponte do trem de ferro
os caboclos destemidos em jangadas de bananeiras
Novenas
Cavalhadas
E eu me deitei no colo da menina e ela começou
a passar a mão nos meus cabelos
Capiberibe- Capiberibe
Rua da União onde todas as tardes passava a preta das bananas
Com o xale vistoso de pano da Costa
E o vendedor de roletes de cana
O de amendoim que se chamava midubim e não era torrado era cozido
Me lembro de todos os pregões:
Ovos frescos e baratos
Dez ovos por uma pataca
Foi há muito tempo...
A vida não me chegava pelos jornais nem pelos livros
Vinha da boca do povo na língua errada do povo
Língua certa do povo
Porque ele é que fala gostoso o português do Brasil
Ao passo que nós
O que fazemos
É macaquear
A sintaxe lusíada
A vida com uma porção de coisas que eu não entendia bem
Terras que não sabia onde ficavam
Recife...
Rua da União...
A casa de meu avô...
Nunca pensei que ela acabasse!
Tudo lá parecia impregnado de eternidade
Recife...
Meu avô morto.
Recife morto, Recife bom, Recife brasileiro
como a casa de meu avô.
UM CARNAVAL DE FOLIAS
Originário do século XVII, quando os escravos comemoravam nas ruas o Dia de Reis, o carnaval do Recife é conhecido pelos blocos, maracatus e, principalmente, pelo frevo.
O bloco mais conhecido do Recife é o Galo da Madrugada, que está registrado no Guiness - o livro dos recordes - desde 1995, como o maior do mundo. No sábado pela manhã, seus foliões saem às ruas e desfilam até a av. Guararapes. Só voltam para suas casas na terça-feira de carnaval.
Os maracatus têm foliões que se reúnem em frente à igreja do Pátio do Terço, no bairro de São José, na meia-noite de domingo para segunda. Os mais tradicionais são os "Nação do Elefante", "Nação do Leão Coroado e "Nação da Estrela Brilhante", entre outros.
O frevo é a marca registrada do Recife, tendo origem nas bandas militares do século 19. Os estilos musicais são variados, misturando polca, maxixe, modinha, tango, quadrilha e pastoril. A dança, famosa no mundo todo, é marcada por passos rápidos e acrobáticos e apresenta três tipos: frevo-de-bloco, frevo-de-rua e frevo-canção.
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
PARABENS !

domingo, 11 de março de 2012

A lua cheia influencia nosso comportamento, o crescimento dos cabelos, etc

Ao longo da história da humanidade, a lua cheia sempre esteve relacionada aos desequilíbrios emocionais, ao comportamento violento e à loucura. Não é a toa que a lua cheia é a lua dos amantes apaixonados, dos assassinos seriais, dos lobisomens e de diversas criaturas do folclore nacional. Acredita-se que, durante a lua cheia, aumentem o número de crimes violentos, de suicídios e das internações nos hospícios. A lua cheia também é relacionada à fertilidade e não é incomum que enfermeiras e médicos acreditem que mais mulheres dão à luz na lua cheia. No campo, muitos agricultores consultam a Lua antes de plantar ou podar, assim como nos salões de beleza muita gente faz o mesmo na hora de cortar o cabelo. Mas será que estes mitos lunares resistem aos dados da ciência?


Não é de hoje que cientistas buscam correlações entre a lua cheia e o comportamento humano. No que diz respeito aos nascimentos durante a lua cheia, o físico brasileiro Fernando Lang da Silveira foi um dos que colocou o mito à prova, em seu trabalho intitulado "Marés, Fases da Lua e Bebês" (a versão final do trabalho, publicada no Caderno Brasileiro de Ensino de Física, está aqui). Utilizando os dados de 93.000 estudantes cadastrados nos concursos da UFRGS e comparando-os com as tabelas lunares do Observatório Nacional, Fernando Lang, pôde constatar que não havia correlação entre o número de nascimentos e a fase da Lua. Na Espanha um estudo semelhante foi conduzido pelo Hospital de Cruces, na cidade de Barakald e tampouco foi detectado algum aumento no número de nascimentos durante a lua cheia. Mas o mais abrangente estudo sobre o assunto foi feito pelo astrônomo Daniel Caton, que em 2002 analisou mais de 70 milhões de registros de nascimentos ao longo dos últimos 20 anos. Sua conclusão foi inequívoca: não há nenhuma relação entre a lua cheia e o número de partos.


Quanto aos suicídios, diversos estudos mostraram que eles não são mais comuns durante a lua cheia como se pensa (confira aqui e aqui); pelo contrário: um estudo realizado pelo Instituto de Saúde Pública da Finlândia divulgado em 2000 mostrou que em 1.400 casos de suicídio ocorridos ao longo de um ano na Finlândia, uma quantidade significativamente maior ocorreu durante a lua nova, quando a luminosidade é menor.



Loucos não são chamados de lunáticos à toa. O mito de que a lua cheia provoca maior atividade nos hospícios é um dos mais populares entre os mitos lunares. Também é mais um a não encontrar apoio nos lúcidos dados estatísticos. O psicólogo canadense Ivan W. Kelly e seus colegas da Universidade de Saskatchewan investigaram em 1996 mais de 100 estudos relacionados ao efeito lunar e não encontraram nenhuma relação entre a lua cheia e algum comportamento que possa remotamente ser rotulado como lunático. Uma boa coleção destes estudos até a década de 80 pode ser encontrada no livro "Astrology: True or False? - A Scientific Evaluation" de Roger Culver e Philip Lanna (o livro pode ser "folheado" aqui).


E quanto aos animais, geralmente mais irracionais que os homens? Será que pelo menos eles não ficam um tanto mais insanos na Lua cheia? Não segundo os pesquisadores Simon Chapman e Stephen Morrell da Universidade de Sidney. A pedido dos fazendeiros locais, que tinham como certo o fato de que os cães mordem mais pessoas na Lua cheia, os dois decidiram examinar o mito e produziram o estudo: "Barking mad? Another lunatic hypothesis bites the dust". A conclusão é de que pelo menos os cães canadenses não mordem as pessoas mais frequentemente na Lua cheia do que em outra luas (pelo menos não o suficiente para levá-las ao hospital). Este estudo vai de encontro a outro que mostrou resultado oposto com cães ingleses, mas que foi criticado por não tratar separadamente os finais de semana e feriados, onde normalmente os atendimentos são maiores.



E já que estamos falando em hospitais, um outro estudo - "Effect of lunar cycle on temporal variation in cardiopulmonary arrest in seven emergency departments during 11 years" - publicado no European Journal of Emergency Medicine, desmonta o mito de que há mais atendimentos de emergência a pacientes cardíacos durante a lua cheia (embora tenha encontrado uma média de 6,5 % menos ressucitações na lua nova).


Outro mito popular é de que durante a lua cheia acontecem mais crimes, especialmente os violentos. Durante algum tempo, este mito gozou de alguma credibilidade científica, graças ao pesquisador Arnold L. Liber da Universidade de Miami. Liber investigou 14 anos de ocorrências policiais no estado da Flórida e disse ter encontrado maior atividade criminal durante a lua cheia. Este estudo até hoje é amplamente citado, especialmente pelos esotéricos, que vêem nele a prova de suas crenças, porém nenhum outro pesquisador conseguiu chegar aos mesmos resultados de Liber. O astrônomo George Abell da Universidade da Califórnia, por exemplo, ao analisar os mesmos dados, realmente constatou que o número de crimes aumenta nos períodos de maior calor e nos feriados, mas não encontrou nenhuma relação com a fase da lua. Já na Espanha o estudo "Moon cycles and violent behaviours: myth or fact?" publicado no European Journal of Emergency Medicine analisou 1.100 casos de vítimas de agressão atendidos durante um ano no hospital universitário La Candelaria, em Tenerife, e não encontrou nenhuma relação entre os atendimentos e a fase da Lua. Nenhuma relação tampouco foi encontrada por Alex Pokorny e Joseph Jachimczyk, da Escola de Medicina Baylor de Houston, que nos anos 70 analisaram 2500 homicídios ocorridos no Texas, durante quatorze anos ("Astrology: True or False? - A Scientific Evaluation" de Roger Culver e Philip Lanna).



Já no campo, muitos agricultores acreditam que as colheitas são mais abundantes se as sementes forem plantadas nas fases certas da Lua. Mas não é só isso: em muitas regiões os fazendeiros também consultam a Lua antes de podar plantas, colher maçãs, fertilizar o solo, cortar madeira, castrar animais, desmamar crianças, assar bolos e até mesmo lançar as fundações de uma construção. A crença nos efeitos da Lua vai além das meras tradições populares transmitidas de pai para filho; nos EUA, o "Almanaque do Fazendeiro" oficializa o mito e ensina, entre outras coisas, que o que o dia 21 de maio é perfeito para capinar o mato, já que a vegetação crescerá mais lentamente. O grupo Australian Skeptics é um dos poucos que colocou este mito à prova. Ao plantar sementes em luas "boas" e "ruins" os pesquisadores não encontraram nenhuma diferença significativa no tempo de germinação ou no peso dos vegetais colhidos.


Do crescimento da vegetação ao crescimento do cabelo basta um pulo para imaginação popular. Claro que você já ouviu falar que cortar o cabelo de acordo com a lua pode fazê-lo crescer mais rápido ou com mais volume. O site longhairlovers.com, por exemplo, ensina: "para o cabelo crescer com mais volume corte-o quando a lua estiver cheia na casa de Touro, Câncer ou Leão", e por aí vai. No Rio Grande do Sul a empresa Pilomax embalou a superstição em um produto comercial e vende desde 1968 o Calendário Lunar Pilomax, mais um revolucionário tratamento que promete resolver o problema da queda de cabelos (um cliente satisfeito do sistema diz que usa o produto há vários anos e que ele funciona sim: os pêlos das suas costas, nariz e ouvidos cresceram bastante desde que começou o tratamento, mas não tanto os da cabeça, que continua careca; certamente, pensa ele, porque não levou em conta seu ascendente). Nem todos os cabeleireiros se deixam levar por este mito; os profissionais mais sérios o colocam na mesma categoria de outras superstições populares conhecidas por "hair-voodoo" (do tipo: "usar boné provoca queda de cabelo"; aqui e aqui há uma boa lista deles). O dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo assegura que a Lua não influi na maneira e na velocidade com que o cabelo cresce e que independentemente da fase lunar, a média de crescimento mensal do cabelo é de 1 centímetro (Veja, edição 1638, 1/3/2000, p. 127).



De onde vêm os mitos lunares?


Praticamente todos os mitos relacionados à Lua vêm de uma falácia, ou seja, de uma associação lógica que parece verdadeira, mas não é. Todo mundo sabe que a Lua afeta as marés; ora, se nosso corpo é constituído em sua maior parte de água, ele não poderia também ser influenciado pela Lua, manifestando uma espécie de "maré corporal"? Esta idéia parece tão lógica que já rendeu um livro inteiro: "How the Moon Affects You" de Arnold L. Lieber (responsável pelo estudo que citamos acima), publicado pela primeira vez em 1978 com o nome "The Lunar Effect". (Neste livro, entre outras coisas Liber previu um grande terremoto na Califórnia em 1982, provocado pelo alinhamento dos planetas que ocorreu naquele ano. O terremoto não aconteceu, mas como isso não é coisa que costuma desanimar os futurólogos, Liber renovou a previsão na nova edição de seu livro, desta vez sem marcar a data).


Parece lógico, mas não é. O problema é que a influência da Lua nas marés é gravitacional (e não magnética como espalham alguns sites esotéricos por aí) e a força gravitacional é uma força muito, muito pequena (é a mais fraca das forças físicas conhecidas). Sendo tão pequena, a força gravitacional só se torna perceptível quando estão envolvidas massas muito, muito grandes, como, por exemplo, as massas da Lua e dos oceanos da Terra (esclarecendo: ela é proporcional às massas dos corpos e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles). É por isso que, assim como você será incapaz de perceber marés em um copo d'água, também o nosso corpo não sentirá qualquer influência perceptível da Lua. De fato, um mosquito pousado no seu cabelo exerce mais força sobre ele do que a distante Lua, independentemente da fase.



Eis um outro problema para a teoria das tais marés corporais: como a força gravitacional depende da distância e como a distância entre a Lua e a Terra praticamente não se altera (a órbita da Lua é bem pouco elíptica), as marés não são provocadas pela fase da Lua. Sim, as marés são mais fortes na lua cheia e na lua nova, mas somente porque nestes períodos a Lua e o Sol estão alinhados e a força gravitacional dos dois exercida sobre os oceanos se soma. Assim, se alguém aceitar a teoria das marés corporais terá que reeditar todos os mitos lunares e incluir a lua nova entre eles.


Finalmente, o mito de que os ciclos menstruais são regidos pelos ciclos lunares envolve um mero probleminha de aproximação. O ciclo menstrual médio é de 28 dias (e isso porque apenas 30% das mulheres têm períodos que diferem de menos de dois dias da média) enquanto o ciclo lunar é de imutáveis 29,53 dias. A diferença de 1 dia e meio não perturbou nossos ancestrais que inclusive colocaram na raiz da palavra menstruação, a palavra grega para Lua (menus). Em todo o caso, aqueles que vêem algo de espetacular no fato de que, entre todos os mamíferos, apenas a mulher apresenta um ciclo de ovulação mais ou menos parecido com o lunar, está negligenciando a pequenina cuíca, um marsupial semelhante ao gambá, nativo das Américas. A cuíca (opossum) também tem um ciclo de aproximadamente 28 dias. É de se imaginar o misterioso desígnio que reservaria unicamente às mulheres e cuícas um ciclo de ovulação quase igual ao lunar...


Fonte:
http://www.projetoockham.org/boatos_luacheia_1.html

Ocorreu um erro neste gadget