Saúde

Clique aqui para ver todos os posts com o tema de saúde, com opções naturais e ações interessantes para melhorar o seu dia-a-dia.

Receitas

Receitas de água na boca para todos os gostos: de vários lugares, doces e salgadas.

Notícias

Mantenham-se atualizados com as últimas notícias que estão rolando por Floripa e pelo mundo.

Curiosidades

Dicas e truques para fazer a vida um pouquinho mais fácil, e informações divertidas sobre todos os tipos de assunto.

Depoimentos

Opiniões e informações de todos os cantos da internet.

Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


sábado, 30 de abril de 2011

Semifredo de chocolates branco e meio amargo


Grau de dificuldademédio
Quantidade de porções4 porções
Tempo de preparo30 min (mais o
tempo de congelador)
Calorias por porção1 070 kcal por porção

Ingredientes
Semifredo  600 ml de creme de leite fresco  1 colher (sopa) de açúcar (para o chantilly)  125 g de chocolate branco  1/2 xícara de açúcar  2 colheres (café) de essência de baunilha  6 gemas  125 g de chocolate meio amargo
Calda  100 g de chocolate meio amargo  4 colheres (sopa) de creme de leite fresco  1 colher (sopa) de açúcar  1 pedacinho de casca de laranja
Decoração  8 cerejas ao marasquino  8 folhas de hortelã  8 fatias de laranja  8 fatias de limão
Modo de preparar
Semifredo: bata o creme de leite com o açúcar até o ponto de chantilly (1). Reserve. Derreta o chocolate branco em banho-maria. Assim que estiver bem derretido, junte metade do açúcar e misture até dissolver (2). Adicione 1 colher (café) de essência de baunilha e, sempre batendo, acrescente 3 gemas, uma de cada vez. Deixe esfriar e, por último, incorpore metade do chantilly, misturando delicadamente (3). Repita o mesmo procedimento para o chocolate meio amargo (4). Numa fôrma para sorvete ou bolo inglês, coloque a massa de chocolate meio amargo e por cima a de chocolate branco (5). Cubra com filme plástico e leve ao congelador por 2 horas. Desenforme.  
Calda: corte o chocolate em pedaços miúdos, ponha numa panelinha e acrescente o creme de leite e o açúcar. Leve ao fogo para derreter em banho-maria. Acrescente a casca de laranja. Bata até ficar bem liso e cremoso.  
Montagem: sirva duas fatias do semifredo enfeitadas com calda de chocolate, cereja ao marasquino, folhas de hortelã e fatias de laranja e de limão.

Governador Raimundo, o Tempo voa



           Julgam os Governadores que têm quatro anos para Governar, quiçás oito. Porém, para produzir resultados, longe do que muitos pensam, é muito curto, embora indispensável para manter o regime democrático. A grande chance do Governador é 2011, como indicam os pesquisadores.
            A autoridade, austeridade, independência são atributos que já o qualificaram perante aos cidadãos catarinenses. O que o povo ainda não conheceu nestes 100 primeiros dias, foi desvendar as prioridades do Governo Colombo. Conhece as promessas da campanha, mas ainda não enxergou o rumo administrativo do Governo. Até agora todos os seus atos foram positivos, com exceção, já corrigida, do erro a que foi induzido pela Assembléia com a doação tornada sem efeito, do prédio da escola que serviria para “melhorar” as atividades dos senhores parlamentares. Sabemos que teve que tomar duras medidas visando reforçar o caixa e outras, colocando a direção da sua maneira pessoal de governar. O que não pode agora é transformar esse saldo positivo em dúvidas e angústias prejudiciais. Para afirmar sua liderança tem que começar a mostrar a que veio, agora no início do segundo semestre. Otimismo ainda se mantém e se consolidará com rígidas e eficientes medidas na área de Segurança, iniciando por um amplo policiamento ostensivo em todo Estado. O povo está com medo. Consertar urgentemente o setor educacional, tanto no pessoal como na parte física. A Educação no Estado, tanto quanto a Saúde estão pedindo socorro.
            O ano de 2011 em que tem que haver uma definição rápida e eficiente no “baralho” político que se envolveu o seu partido, tem que encontrar remédio para os setores que se encontram em estado de calamidade, ou sendo mais ameno, quase calamidade.
            Passou o estágio de composições políticas que ninguém desconhece ser muito “doloroso”. Passou o tempo de verificar a “herança” econômica, administrativa, boa ou má, dos seus antecessores.
            O povo exige definições e ações já, sem perda de tempo.

DIA 30 DE ABRIL DIA NACIONAL DA MULHER

30 de Abril

Foi no dia 30 de abril que nasceu a fundadora do Conselho Nacional da Mulheres, Sra. Jerônima Mesquita. Como homenagem àquela extraordinária mulher, grande filantropa, foi escolhido o dia de seu nascimento para se comemorar o Dia Nacional da Mulher.
Derrubaram-se tabus, obstáculos foram vencidos, a ocupação dos espaços foi iniciada. Graças à coragem de muitas, as mulheres conquistaram o direito ao voto, a chefia dos lares, colocação profissional, independência financeira e liberdade sexual. Apesar de válidas, essas aberturas ainda são uma gota num oceano de injustiças e preconceitos.
No último século, o movimento feminista contribuiu imensamente para a efetivação das conquistas das mulheres. Embora muito tenha sido feito, as respostas às questões femininas são pouco eficazes, já que os homens ainda detêm a hegemonia em diversos setores sociais. As politicas públicas ainda devem muitos feitos à população feminina.
Dia Nacional da Mulher
Prova da necessidade de maior reconhecimento da mulher é a própria institucionalização de uma data-homenagem; se a sociedade efetivamente tivesse incorporado a idéia de que os dois sexos estão em pé de igualdade, não haveria necessidade de se criar um dia para lembrá-la; seria uma atitude inútil e redundante.
A busca incessante por um lugar ao sol está apenas começando. As mulheres seguem às voltas com os mais variados tipos de violência: no lar, no trabalho e na sociedade. São vítimas, na maioria das vezes silenciosas e indefesas, de agressões físicas, sexuais e psicológicas de todos os tipos e intensidades. E de outras tantas formas de violência, bem mais sutis, embora não menos perversas, como a desvalorização no mercado de trabalho (recebendo salários sempre menores do que os homens que exercem as mesmas funções), as dificuldades de ascensão a postos de comando (nas empresas e na política) e a dupla jornada, entre outras tantas.
Ao contrário do que se possa pensar, não é necessária uma "Guerra dos Sexos" para que o quadro de injustiças se reverta. Sem destituir-se de sua feminilidade, as mulheres podem engajar-se numa luta forte, mas não necessariamente agressiva. Provar ao mundo que não é necessário se revestir de um invólucro masculino para intimidar seus oponentes. A força feminina é suave e poderosa por si só.
A história de lutas e conquistas de tantas mulheres, muitas delas mártires de seu ideal, no decorrer de quase dois séculos, leva a humanidade a iniciar um novo milênio diante da constatação de que ela buscou e conquistou seu lugar. Mais que isso, assegurou seu direito à cidadania, legitimando seu papel enquanto agente transformador.


Fonte: Planeta news

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Crédito abundante, inflação crescente




            A aceleração do crescimento do crédito em países emergentes, como o Brasil, aumenta a vulnerabilidade e o risco de superaquecimento na economia, diz um relatório divulgado nesta quarta feira (13) pelo FMI (Fundo Monetário Internacional). Segundo o último relatório sobre a estabilidade Financeira Global (Global Financial Stability Report), lançado em Washington, de 2007 a 2010, os empréstimos bancários em economias emergentes, especialmente na America Latina e na Ásia, cresceram em um ritmo mais forte do que nos cinco anos anteriores a crise financeira mundial.
            Bancos maiores, especialmente bancos públicos na China e no Brasil, foram os principais responsáveis pelo forte aumento no crédito.
            De acordo com o FMI, os principais bancos no Brasil e na China expandiram seus balanços patrimoniais em mais de 100% no período de 2007 a 2010, “atingindo tamanho comparável ao de grandes bancos nos Estados Unidos e na Europa.”
            O crescimento acelerado do crédito, diz o relatório, trouxe consigo um aumento da vulnerabilidade dos bancos e dos riscos de deteriorização na qualidade do crédito.

Inflação
            Como facilita o consumo e assim o risco de aumento da inflação, o crescimento acelerado do crédito tem sido uma preocupação do governo brasileiro.
            Uma série de medidas foram adotadas no Brasil desde o ano passado na tentativa de conter esse crescimento. Apesar dos esforços, dados do próprio Banco Central indicam que o credito continua crescendo no país.
            O FMI volta a alertar para as pressões inflacionárias em países emergentes que, como no Brasil, registraram crescimento “vigoroso” após a crise mundial, ao contrário do ritmo lento apresentado pelas economias avançadas.
            Segundo o documento, esse bom desempenho veio acompanhado de maiores entradas de investimentos em carteira que estão exercendo pressão sobre alguns mercados financeiros emergentes e podem contribuir para o surgimento de bolhas nos preços dos ativos e pressões inflacionárias. Inflação jamais. Já vimos esse filme antes do Plano Real e os estragos feitos, principalmente às classes menos favorecidas.

CARTA DE UM PAI AFLITO !


   Querida filha Pat,

            Resolvi lhe enviar essa carta para revelar a angústia que estou vivendo e as dúvidas que envolvem de maneira irresistível minha mente.
            Você sabe que estou chegando aos 82 anos e quis a divina providência que me sinta bem, mental e fisicamente, compatível com a longa existência.
            Trabalho de segunda a sexta-feira em dois expedientes, a que me submeti voluntariamente, das 8:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 17:00 horas.
            Acompanho pelos jornais e pela TV, diariamente os acontecimentos locais, nacionais e internacionais.
            Ai é que mora o perigo.
            Enquanto a caneta e os livros são meus utensílios para o labor, a internet, os laptops, os smartphones, os ipods, os GPS, levam-me a crer que estou vivendo, ou melhor, pretendendo sobreviver, num mundo que não existe mais.
            Mas não são somente os estarrecedores progressos, transformação na área tecnológica de comunicações a era que se incluem os celulares, a TV digital, e tantas espantosas invenções, pois tem sido assim na engenharia de um modo geral, na medicina para o bem dos indivíduos, enfim na ciência como um todo e em detrimento dos sentimentos religiosos e a fé, tão importantes ao ser humano.
            Porém o que mais aflige minha’alma são os paradoxos deste novo mundo que assistimos diariamente o que me confunde e me assusta.
            As catástrofes, tragédias cotidianas que se bem me recordo, não eram rotinas no meu passado.
            As contradições como a de hoje,quando a presidenta Dilma lança um nobre, não sei se exeqüível Plano de Erradicação da Miséria, o Brasil inteiro, como o mundo também, vibra ansioso por assistir pela TV, o mais luxurioso espetáculo realizado na terra, o casamento Real na Inglaterra. Só se fala nisto. Ontem de manhã ouvi do meu barbeiro e amigo Galego, a tardinha a verdureira Vera não continha o seu entusiasmo. É uma loucura, independente das classes que integrem.
            Por outro lado as guerras no Oriente e na África, tendo como partícipes países desenvolvidos do Hemisfério Norte e do Hemisfério Sul, guerras de informações, participações e razões contraditórias, cujo desfecho é imprevisível para todos os que nela envolvidos estão.
            Da política me nego a comentar, pois me sinto como antigo e saudoso militante, envergonhado, verdadeiramente enojado do que somos obrigados a presenciar. Agora só restava essa. O DEM agonizante, seus partidários buscando abrigo no P.S.D. Não discuto o mérito da decisão, que até me aprece acertada, na medida que traga uma mensagem, renovadora, moralizadora que vá ao encontro de grande parte do nosso eleitorado. Porém para um “udenista roxo” que sou até hoje, que encara o partido como um dogma, virar “pessedista” é a suprema humilhação. Nem o sorriso malicioso que o Jú Ramos, antecipadamente estaria fazendo lá nos céus, poderá comemorar tal adesão. Desfiar-me do DEM, não tenho dúvidas. Ser “pessedista” jamais.
            Daí porque querida filha fico meditando e me indagando se estou realmente mentalmente são como julgo.
            Isso tudo me deixa aflito e me atormenta de tal modo que peguei a minha “velha” caneta para descarregar os sentimentos que invadem minha mente e o meu espírito na esperança de que você possa me ajudar a esclarecer, encontrar um caminho para me aliviar desse “tornado” que me fez mergulhar na escuridão de uma sofrida e penosa angústia.
            Um beijo carinhoso do velho pai que não desejaria preocupá-la com meus pensamentos pessimistas ou confusos.
                                                                                                                               PAULO KONDER BORNHAUSEN     

O Dia Internacional da Dança 29 de abril !!

O Dia Internacional da Dança é celebrado no dia de 29 de Abril, neste dia também é comemorado do dia do nascimento de Jean Georges Noverre (* 1727 | + 1810), o precursor e criador do ballet moderno. A comemoração foi introduzida em 1982 pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO com o objectivo de despertar a atenção do publico em geral para a importancia da dança, e incentivar governos a fornecerem um espaço proprio para dança em todo o sistema de educação desde o ensino infantil até o ensino superior.
Através da dança a criança e o adolescente aprende a se expressar com o corpo, fazendo com que se sinta mais a vontade em expressar suas emoções e sentimentos no seu dia-a-dia; ou seja a dança favorece a criança no aspecto de fazer com que ela adquira uma habilidade maior para se expressar quer seja pela dança, quer seja através de outros meios.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Fettuccine all´alfredo !

Para 4 pessoas


Ingredientes:
2 colheres de sopa de manteiga
200 ml de natas espessas
450g de fettuccine  fresca
85g de queijo parmesão, ralado no momento, mais um pouco para servir
1 pitada de noz moscada , ralada no momento
sal e pimenta
1 raminho de salsa fresca, para guarmecer




Ponha a manteiga e 150ml de natas numa caçarola  e deixe a mistura levantar fervura em fogo médio.
Reduza o fogo , e mexa durante cerca 1/2 minuto ou até que engrosse.
Entretanto, ponha uma caçarola com água temperada com sal a ferver em fogo médio. Junte a massa e cozinhe cerca de 3 minutos, até que fique cozida ou firme al dente. Escorra muito bem e volte a por na caçarola, deite por cima do molho de nata . Misture a massa no molho em fogo baixo, mexendo com uma colher de pau, até que fique bem ligado.
Junte as natas restantes, o queijo parmesão e a noz moscada a mistura da massa e tempere a gosto com sal e pimenta. Deite a massa na mistura enquanto aquece ligeiramente.
Ponha a mistura da massa numa travessa aquecida e coloque salsa picada e sirva imediatamente com um pouco mais de queijo parmesão ralado, se desejar.

O Brasil atrasado !!!!!!


O Brasil atrasado

            O país continua preso a visão dos tempos do patrimonialismo português, quando as glórias das conquistas ultramarinas conviviam com a concessão de empregos públicos aos nobres, os loteamentos do governo pelo estamento burocrático e a confusão do orçamento público com as posses do rei.
            A maneira com que o ministro da Fazenda, de forma ostensiva e inédita, demitiu o presidente de uma empresa privada, a Vale, ao que parece impondo sua vontade a fundos de pensão de empresas estatais, como se do governo fossem. A mesma Vale, até ameaçada de ter suas exportações tributadas com base em uma proposta estapafúrdia, a de que isso a forçaria a investir na produção doméstica de aço.
            Como prêmio pela derrota nas eleições de 2010, políticos ganharam cargos em instituições financeiras federais.
            No nosso país, a burocracia profissional surgiu na Primeira República, mas restrita basicamente às forças Armadas, ao Itamaraty e ao Banco do Brasil. Com Getúlio Vargas, foi criado o Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), que previa o sistema de mérito no serviço público e o planejamento estatal no país.
            Infelizmente, desde então o clientelismo e os fisiologismo tem falado mais alto. Mesmo nos órgãos nos quais passou a funcionar o mérito na escolha dos quadros técnicos, o critério político costuma prevalecer na indicação dos dirigentes, dos quais nem sempre se exigem qualificações necessárias para exercício do cargo.
            Há mais de sete décadas após a Criação do DASP, o governo federal ainda pode indicar mais de 20.000 pessoas por critérios políticos. Os estados e municípios, um número maior.

28 DE ABRIL DIA DA SOGRA !!!

28 DE ABRIL



A imagem da sogra de "bruxa malvada", "cobra venenosa" e outros adjetivos nada elogios, é a que perpassa o imaginário popular há tempos.
Mas ninguém nunca pensa no outro lado; o lado da mãe que pensa correr o risco de perder o filhinho amado para uma jararaca sem coração, ou melhor, a nora!
Claro, não é sempre assim: existem noras que possuem um relacionamento muito melhor com a sogra do que com a própria mãe.
Mas o retrato eternizado dessa parenta para a toda vida (sim, porque segundo a Legislação, a sogra é o único parente que se continua tendo mesmo após a separação!)
É o da mulher que tem por rival a companheira que o próprio filho escolheu, não raro infernizando e botando tudo quanto é defeito no que a norinha faz.
Sogra que se sente traída geralmente não esconde a animosidade contra a companheira do filho, então, qual o segredo?
Sogra
Mostrar a elas que não competem com ninguém, porque o amor do querido rebento é para sempre.
Deixando de lado todos esses preconceitos, a nora poderá conquistar na sogra uma poderosa aliada, e até descobrir nela uma mulher.
Experiente e com qualidades que as rivalidades não deixavam transparecer!
Fonte: Dominio Feminino

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Paella de frutos do mar


Grau de dificuldademédio
Quantidade de porções4 porções
Tempo de preparo40 min
Calorias por porção750 kcal por porção
Sugestão de vinho brancochardonnay ou cava


Ingredientes
 600 ml de caldo de peixe
 Sal
 2 colheres (sopa) de azeite
 200 g de lulas cortadas em anéis
 300 g de robalo limpo em cubos
 120 ml de molho de tomate, de preferência feito em casa
 300 g de arroz (se possível do tipo bomba espanhol ou japonês de grãos curtos)
 2 colheres (sopa) de picada (alho frito, amêndoa frita, açafrão em pó e água processados no mixer)
 12 camarões grandes
 8 mexilhões com casca
 100 g de ervilhas frescas
Modo de preparar
Numa panela, ferva o caldo de peixe com o sal a gosto e reserve quente. Coloque o azeite numa paellera para 4 pessoas e leve ao fogo alto para aquecer. Acrescente as lulas e o robalo e refogue até que fiquem dourados (1). Junte o molho de tomate e o arroz (2) e refogue, misturando bem. Adicione a picada (3) e o caldo de peixe (4)e deixe em fogo alto por mais 10 minutos. Acrescente os camarões (5), os mexilhões e as ervilhas frescas. Abaixe o fogo no mínimo e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Retire do fogo, deixe repousar por mais 5 minutos e sirva.
 chef : Julian GIL Rivera

Os homens não querem casar



            Surge uma geração de brasileiros quarentões que nunca subiram no ao altar.
            Reflexo de uma população que envelhece e adia todo o ciclo de vida.

Segundo Renata Betti.

            Mulheres atenção: segundo os demógrafos, o bordão “falta homem no mercado” está ficando ultrapassado no Brasil. Pelo menos no que diz respeito à parcela da população masculina que já cruzou a fronteira dos 40 anos. Eles que costumavam chegar a essa fase da vida casados e já com filhos, começam a ingressar no clube dos quarentões sem nunca ter vivido uma relação amorosa, ainda que uma união informal. Segundo um recém concluído estudo sobre esse emergente grupo, a fatia de solteirões entre 40 e 50 anos de idade cresceu a um ritmo mais de três vezes o da população brasileira como um todo. Um espanto do ponto de vista estatístico. Com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a pesquisa revela ainda que numericamente, o perfil predominante entre os quarentões é o de homens egressos dos extratos de renda mais alta e com diploma universitário. Existem 4,2 milhões de brasileiros com tais características no país. Pois foi nesse universo que o time dos solteirões subiu 66% desde 2003, efeito de uma mudança bem maior no conjunto da população brasileira. “Estamos assistindo a um fenômeno típico de populações que envelhecem e começam a postergar todo o ciclo de vida, incluindo aí casamento e filhos”, explica o doutor em demografia pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, Reinaldo Gregori, à frente do estudo.
            Isso se manifesta de forma mais acentuada entre os homens principalmente porque, ao contrário das mulheres, não recai sobre eles a premência da maternidade.
            Tal grupo não escapa de certa cobrança por esticar os anos de solteirice, Seus pais costumam ansiar por netos. Os amigos, já casados desejam que levem uma vida mais semelhante à deles próprios. Mas nada disso se compara, nem de longe a situação que se impunha aos solteirões de três, quatro décadas atrás. “No passado recente, matrimônio e filhos eram como um carimbo que conferia ao homem respeitabilidade no trabalho e na vida social” resume o psicólogo Ailton Amélio, especialista em relações amorosas da Universidade de São Paulo (USP). À medida que o casamento foi deixando de ter no Brasil peso de uma obrigação social, ele começou a ser gradativamente adiado, movimento que ecoou o que já passava nas sociedades ocidentais de modo geral. Num intervalo de apenas trinta anos, as brasileiras, que subiam ao altar em média aos 22, passaram a tomar a decisão com 26. Já com os homens, o salto foi ainda maior; de 23 para 29 anos, segundo números do IBGE. Os quarentões que seguem agora solteiros estão ajudando a puxar a média para cima.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Torta de Morango

TORTA DE MORANGO
Ingredientes:


180g de manteiga
170g de açúcar  de confeiteiro
6 claras
6 gemas 
2 xícaras de maisena 
70g de farinha de rosca
1 kilo de morangos
1 lata de leite condesado


Recheio:
150g de chocolate amargo
1/2 xícara de creme de leite 
30g de açúcar


Preparo:
Bata a manteiga com 100g de açúcar de confeiteiro até obter um creme. Junte as gemas, pouco a pouco, batendo sempre.
Quando a mistura estiver espumante junte a maisena e bata até que ela se incorpore.
Acrescente  as claras batidas em ponto firme com o restante do açúcar 70g
Misture a massa e coloque numa forma de fundo falso, untada de manteiga e farinha de rosca.
Leve ao forno 180 graus durante 30 minutos.
Retire do forno de deixe esfriar.
Corte a torta ao meio e recheie com a mistura de morangos com o leite condensado.
Para a cobertura, derreta o chocolate, misturando com creme de leite e açúcar.
Depois de morna , coloque a cobertura com uma espátula e decore com morangos.





" O futuro é o presente, e o presente já passou "


As pessoas dizem que tudo é questão de tempo e de jeito de falar ! Mas para mim
isso não é a realidade que vivemos, claro que tudo isso contribui dependendo da situação, mas nada muda, somos diferentes, com aparências e jeitos diferentes, ninguém nunca vai agradar a todos, primeiro porque todo mundo tem suas qualidades e seus defeitos, os quais de vez em quando vão " bater de frente " com seu próximo! Mas apesar de tudo somos seres humanos, erramos, e só assim aprendemos, alguns demoram, outros não, mas faz parte, e cabe a você reparar os seus fracassos primeiro, pra depois pensar em apontar o do seu próximo! Julgar, duvidar, brigar, querer andar no caminho errado, é muito fácil, e muita das vezes até bom, mas é um bem momentâneo, que com certeza não vai ter um bom fim se não houver mudanças antes. Precisamos entender que pra começar uma nova história, não podemos apenas virar a página, porque podemos enfraquecer e voltarmos nela para relembrar de vez em quando e isso nos impede de viver o nosso presente, então não vire a página, arranque ela; e comece um novo capitulo em uma nova pagina, onde não há rascunhos, e sim uma bela folha branca onde você já está curando o seu passado, vivendo o seu presente, e tendo esperança o bastante para sonhar o futuro que você molda a cada dia! E não deixe nada pra depois, o tempo passa muito rápido, e a pior coisa é se arrepender de uma coisa que nunca tentou, e não espere nada de ninguém, mude a si mesmo e tente até conseguir!
" O futuro é o presente, e o presente já passou "
Não deixe o tempo passar, e perder o que você poderia ganhar se não fosse pelo medo de tentar!


fonte : Carol Andrade

Espaço Black White !





Chegou a Florianópolis a onda parisiense dos entrecôtes. Uma opção para comer bem e pagar pouco. Junto ao restaurante, um espaço para ficar mais bela.


Em localização privilegiada, pertinho da avenida Beira Mar, o Entrecôte Grill e o Salão de Beleza  ocupam os dois andares do espaço batizado pelos proprietários de Black White.











No andar superior fica o salão comandado por Jeff da Silva.
Um charme de lugar, com manicure, maquiagem, cabelereiro e tudo mais que voce procura em um salão de beleza. 







Embaixo para a Travessa Harmonia fica o restaurante. Fácil adivinhar qual a especialidade da casa. No menu, apenas um prato o entrecôte, claro! o local não possui cardápio. Você só precisa responder ao garçom como prefere saborear a carne, bem ou mal passada, ou ao ponto. O prato, preparado por Juliane Figueiró, traz o contra filé grelhado e seu molho especial à parte. De entrada  uma deliciosa salada verde. Os preços são atraentes e o cliente já sabe o que vai degustar!!



Endereço: Travessa Harmonia, 55 centro Florianópolis
Horário do Salão: das 10h as 20h
Horário do restaurante: das 12h às 15h e das 19h às 23h


Fonte : revista Clube do Champanhe 



Ninhos de mel e Pistache !

Para 4 pessoas :
225g de aletria ou cabelo de anjo
115g de manteiga
175g de pistache, sem pele e picados
115g de açúcar
115g de mel claro
150 ml de água
2 colheres de chá de sumo de limão
sal
iogurte grego , para servir



1-Leve a ferver em fogo médio uma caçarola grande com sal. Deite a massa até ficar macia mas firme al dente.
Escorra bem e coloque na panela. Adicione a manteiga e agite para envolver toda a massa.
2- Num tabuleiro disponha 4 anéis . divida a aletria em 8 quantidades
iguais e deite 4 delas dentro dos anéis. Comprima ligeiramente.
Cubra com metade dos pistache e depois com o resto da massa.
3- Leve a forno previamente aquecido a 180C, durante 45 minutos, ou até tostar.
4- Coloque o açúcar, mel e água numa caçarola e leve a ferver fogo brando, mexendo constantemente até que o açúcar fique completamente dissolvido. Deixe cozinhar em banho maria durante 10 minutos, adicione o sumo de limão e deixa cozinhar por mais 5 minutos.
5- Com a espátula, transfira cuidadosamente os ninhos de aletria para pratos individuais. Cubra com o xarope de mel, polvilhe com o resto dos pistache e deixe esfriar por completo antes de servir . Sirva com iogurte grego.

Ocorreu um erro neste gadget